Lésbicas namoro

Lésbicas Brasileiro - Encontros Namoro. Navegue por listas de perfis de Lésbicas do Onde Namoro e que estão associadas a Brasileiro. Conhecer outros membros que têm interesses semelhantes aos seus é uma maneira perfeita de saber o que fazer num encontro. 18/ago/2020 - Explore a pasta 'tumblr casal lésbicas' de Carol Gomez no Pinterest. Veja mais ideias sobre Fotos de amigos, Casal, Fotos de melhores amigas. Conversa agora com Lesbicas-mulheres, 54. De Lisboa, Portugal. Chat totalmente grátis no Badoo Dois anos depois de começar meu primeiro relacionamento lésbico, fico feliz em poder reconhecer as lésbicas incríveis desse mundo – incluindo minha namorada. Ou seja, as lésbicas não reconhecem Clara e Marina um casal. Para o Grupo Dignidade, um dos pioneiros na defesa do direito homossexual, o namoro escondido não ajuda a quebrar o preconceito ... Grupos de Namoro Lésbicas. Aqui você encontra aquel grupo namoro lesbico perfeito e outros links de grupos de namoro lésbicas. Relacionamento Aberto. Você que está procurando por grupos de namoro de relacionamento aberto, eis o lugar certo. Encontre aqui um novo amor! Lésbicas Europa - Encontros Namoro. Veja listas de perfis de Lésbicas que se registaram no Namoro-Virtual e que estão associadas a Europa. Conhecer outras pessoas solteiras que têm interesses semelhantes aos seus é uma maneira perfeita de saber o que fazer num encontro. Inscreva-se e passe a ter uma conta Totalmente Gratuita. Grupos de Namoro Lésbicas. Aqui você encontra aquel grupo namoro lesbico perfeito e outros links de grupos de namoro lésbicas. Relacionamento Aberto. Você que está procurando por grupos de namoro de relacionamento aberto, eis o lugar certo. Encontre aqui um novo amor! Use serviços de namoro online. Sites e aplicativos de encontros são formas extremamente populares de conhecer gente nova. Listamos à seguir algumas das opções mais populares: Sites e aplicativos como Tinder, Par Perfeito, Happn, entre outros, possuem comunidades lésbicas. Destes, lésbicas estavam em cinco filmes e bissexuais em dois. Encontrar obras que retratam o amor entre mulheres de maneira realista, sem fetichização ou estereótipos, é difícil.

Minha amiga gosta de mim e está com depressão.

2020.09.19 00:41 sweet_gih Minha amiga gosta de mim e está com depressão.

Eu e ela se conhecemos na escola,já faz 4 anos..ela nunca demonstrou gostar de mulher saca? Por isso nunca desconfiei. Mas recentemente,a irmã dela q é minha amiga tbm,me mandou mensagem dizendo q a irmã dela estava super depressiva,estava se cortando e só postava coisa sad. Eu realmente percebi isso.lembrei quando ela postou um lomotif de casal e escreveu na legenda "@G...é com vc que quero essa meta" mas nem desconfiei q era eu né kkkk,até pq tem vários nomes com G. Ela se assumiu lésbica pra família e eles estão em choque,ela está com depressão tbm por causa q ela sabe q eu não vou dar bola(eu não vou pq sou hetero e namoro). Mas eu vou mandar mensagem pra ela agr,na real vou ligar pra ela..vou ter uma conversa bem de boas com ela,não quero ver ela triste desse jeito..O jeito é eu ir na casa dela,sentar e conversar com ela olho no olho.
submitted by sweet_gih to desabafos [link] [comments]


2020.09.17 22:59 bs-arco_iris Jornalista da Band completamente desprepada pra falar que sou bi, namoro e participei de um casal de lésbicas

Me odiando por ter cometido traicao, algo que eu não tô afim disso, só queria parar de falar com ele qualquer outra coisa faria sem nenhum problema. Precisava desabafar] Um pouco de contexto: Minha mãe e eu a fazer sexo e por isso pensei em trazer esse tópico.
submitted by bs-arco_iris to BrasilSimulator [link] [comments]


2020.09.06 14:17 DemonFranco É possível mesmo duas pessoas se relacionarem de forma PURAMENTE sincera?

Até os 18 anos (hoje tenho 22) eu fui extremamente introvertido, com pouquíssimo contato com a realidade do mundo. Desde moleque desenvolvi uma vontade muito forte de ter aquele clássico relacionamento vitalício (não perfeito, mas no mínimo sincero e recíproco) que se vê em filmes de romance ou animes tipo Naruto. Na verdade, lá no fundo, ainda tenho essa vontade. Mas essa vontade foi minha perdição, pois dediquei demais à pessoas que não estavam dispostas a fazer 5% do que eu estava.
A primeira decepção foi com, claro, meu primeiro amor: nunca amei tanto alguém como amei aquela garota. Fiz de tudo pra me aproximar dela, fui até em sua casa pedi-la em namoro, e o pior é que ela aceitou sem me desejar. Passamos 2 anos nos "relacionando" sem um abraço sequer e com conversas vazias, até chegar o dia em que ela decidiu ser sincera (hoje eu vejo que tudo era bem óbvio, mas minha introversão tinha me tornado muito inocente). Logo depois arrumei uma webnamorada, com quem namorei por foto e vídeo até conseguir um emprego aos 19 e conseguir visitá-la: perdi 4 dias de trabalho sem atestado, quase fui demitido e viajei SOZINHO pra São Paulo mesmo sendo que não saía pra jogar bola na rua. Finalmente, então, perdi meu bv e minha virgindade. Apesar de que voltei pra casa feliz e realizado com a nova etapa do relacionamento, a mesma terminou comigo uma semana depois, com desprezo e raiva em suas palavras e até hoje não entendo porquê. Vida que segue, comecei a me socializar mais, ir em festas, conhecer novas pessoas, e na própria empresa em que eu trabalhava conheci uma garota que me admirava por minha espontaneidade. Ela também era muito introvertida, vem de uma família evangélica extremamente violenta e ríspida, então eu senti que poderia "salvá-la" mostrando os prazeres do mundo fora da caixa do preconceito. Sempre deixei claro a ela que gosto de tudo o que o cristianismo lhe ensinou a fugir: bruxaria, cannabis, liberdade de expressão, etc. Logo, desde o início estávamos cientes de que nada seria fácil, mas eu estava disposto a enfrentar tudo aquilo e muito mais, inocentemente acreditando que isso a inspiraria a fazer coisas parecidas por mim. Engoli muitos absurdos retrógrados vindo de sua família e fingi com todas as minhas forças ser alguém que não sou (algo que desprezo e talvez não tenha feito muito bem), resistindo por "Só mais alguns anos, e vamos sair daqui". Bom, acontece que todos os meus estímulos liberais incentivaram ela a descobrir que é lésbica - e por mim tudo bem, de verdade. O problema foi que ela omitiu isso até o último dia, fingindo estar tudo bem e ainda alimentando nossos projetos futuros. No dia do término, eu fui em sua casa porque ela estava estressada, na intenção de melhorar o mínimo que fosse do seu dia. Ela me deixou ir embora pra terminar por mensagem do Facebook de sua mãe; insisti pra ela pelo menos falar o que tinha pra falar me olhando nos olhos, mas ela me tratou como se fosse um qualquer e realmente não queria nunca mais me ver.
Até então essa é minha história amorosa, mas eu também contei demais com amizades e todas (exceto uma) me decepcionaram. Comecei minha vida social com dois de meus primos (um deles é a mencionada exceção), mas o outro simplesmente se afastou de nós sem razão aparente - isso foi frustrante pra mim porque eu gosto muito dele e de seu irmão, mas nunca foi recíproco. Depois disso conheci o cara mais problemático que já passou na minha vida: 100% egomaníaco, repleto de defeitos gritantes que qualquer um com um pouco de amor próprio não investiria sua saúde mental para suportar. Mas eu, trouxa, fui diferente. Aguentei todos os seus absurdos, surtos sem sentido, falso senso de superioridade, ego frágil e invejoso, ciúmes até da minha ex (sim, hoje eu sei que ele gostava de mim mais que como amigo), enquanto via seus outros conhecidos pouco a pouco se afastarem dele. Ele foi o primeiro """""bruxo"""""" (entre muitas aspas porque a prole só sabia o que tinha pesquisado no Google e lido em revistas de banca) que conheci e, como eu valorizo muito conhecimento esotérico e não sabia de nada quando o conheci, confiei em todas as suas palavras e atitudes. E continuaria assim, se ele não tivesse tentado me agarrar enquanto fingia estar incorporando minha deusa-mãe. Na cabeça dele era um pretexto perfeito, já que essa mesma deusa está relacionada ao sexo e eu sou bi. Mas, sério, nunca vi alguém com tanto sex appeal negativo quanto esse cara. Simplesmente parei de conversar com ele, não dei satisfação alguma porque ele sabe muito bem o que aconteceu. Mas seu ego frágil não deixou isso barato: hoje eu passo na rua e todos os amigos que tínhamos em comum nem me cumprimentam mais, e de longe olham torto ou fingem que não me viram. Coincidência? Acho que não. Agora, em tempos de quarentena que está ainda mais difícil conhecer pessoas novas e criar qualquer tipo de relacionamento (como se já não fosse um desafio pra alguém que cresceu introvertido), me sinto sozinho e essa infelizmente é a melhor opção pro momento. Mas eu não quero deixar minha vontade morrer: quero de verdade dividir uma vida com alguém, compartilhar histórias que só nós vivemos, entender o que ela pensa só de olhar nos olhos. Isso é utópico demais? Será que ainda tô vivendo nos meus 17 anos?
submitted by DemonFranco to desabafos [link] [comments]


2020.09.02 17:49 _Emiko_ Sou babaca por falar que a minha ex deve terminar com o atual namorado porque ela não esta feliz de verdade?

Olá luba :D, como está?e as gatinhas elas estão bem? :), sou capixaba, então não tenho sotaque, mas usamos muitas palavras como "gastura"(de se sentir desconfortável) e "bota" (de colocar algo) e várias outras palavras que esquecikk
Você pode já estar pensando que "não, você não é a babaca" ou talvez esteja falando que eu sou sim, mas leia atentamente a história, pois ela pode dividir opiniões facilmente
Essa história aconteceu recentemente (essa semana podemos dizer? k) Começou quando eu voltei a falar com a minha ex depois de muito tempo, e saber sobre o motivo ela ter me abandonado antes (alguns meses atrás tinha tentando voltar com ela, porém ela muito insegura por causa da minha infantilidade que eu tinha quando namorávamos, ela meio que "fugiu" e ficou com outra pessoa, mesmo me dando esperanças de que ia voltar comigo na epóca)
Enfim, vamos chamar ela de "Carmen" (é quase o nome real dela mas blz)
A Carmen voltou a falar comigo, porém ela disse que estava num relacionamento com um cara, e que não ia terminar com ele, porque ele ajudou ela muito com os problemas dela até ai eu fiquei de boa com isso, se ela estava feliz é claro (mesmo eu chorando todas as noites sabendo que ela não ia voltar...não por agora...)
enfim, conversa vai, conversa vem, CONVERSA ESTRANHA.... e conversa, constrangedora? chegamos no assunto do namoro dela, perguntei se eles já... (tu sabe....) ela disse que não pois ele estava em tratamento, blz e eu perguntei se ela realmente amava ele
ela disse que não, que me amava ainda, e que estava com ele por tudo que ele fez por ela, e que não podia abandonar ele sem motivo
eu perguntei se ela estava feliz com aquilo
ela disse que "estava", mas que faltava algo (amor, neh, amor)
eu fiquei pasma com aquilo, ela estava com ele por RECONHECIMENTO? e que talvez nem estava tão feliz? falei pra ela conversar com ele sobre os sentimentos deles e chegarem a um acordo, porém ela teimou e disse que não iria fazer isso. enquanto isso, ela me chamava de bebê, que sentia minha falta, que gostava de mim, pediu nudes algumas vezes, e ainda por cima, me dava a ideia de eu VIRAR AMANTE DELA (o que eu não aceitei claro, eu estava perdidamente apaixonada por ela, mas não ao ponto de virar segunda opção dela) o que a deixou bem surpresa, foi eu não ter aceitado. eu estava ficando com esperanças de que ela iria voltar, por causa dessas coisas que ela falava comigo, ela estava realmente me iludindo
teve uma hora que eu confessei que tava mal por ela estar num relacionamento, e que eu ainda a amava muito. sabe oque ela fez? ME MANDOU FICAR COM UM MENINO (mesmo ela sabendo que sou LÉSBICA) e insistiu pra mim fazer isso, como se pra ela, um p*u resolve todos os problemas de carência
eu fiquei muito mal, ficamos um dia sem se falar, até ela chegar pra mim e ser direta comigo (um detalhe, foi tudo por whatsapp pois ela mora no RJ e eu no ES) disse que não ia terminar com ele, por tudo que ele fez pra ela, e que se fosse pra gente parar de se falar por que eu estava mal, ela faria
MAS EU FIQUEI COM ÓDIO REAL, eu comecei a tacar uns "então você prefere parar de falar com uma pessoa que realmente gosta, pra ficar com um cara que você nem ama? e ainda me dando expectativa falando que me ama, me chamando de bebê e me propondo ser sua amante?" continuei:
"você prefere não ter sua própria felicidade com a pessoa que realmente gosta, por causa desse cara?"
"se for pra ser assim carmen, então é melhor pararmos de se falar mesmo, porque eu ao contrário de você, quero ser feliz com quem eu amo de verdade, e não viver uma mentira" eu a bloqueei depois disso
logo depois, meu pai que falava com ela também, me disse que ela disse pra ele que ainda estava com o cara, pois ele está fazendo tratamento de câncer, e ela não pode abandonar ele, e que esta com ele por dó (isso mesmo que ela disse) e que na verdade, gosta dele como um irmão. eu disse que não ligava, e eu realmente não ligo.
eu tenho dó do cara, porque ele ta amando ela sozinho. Eu fico triste em saber que ele ta com câncer e vivendo uma ilusão com uma pessoa que não o ama como um namorado, e sim ama outra pessoa, e que se ele soubesse disso, ele se acharia um peso pras pessoas.
enfim, eu sou a babaca por ficar puta e parar de falar com ela, ou eu devia simplesmente ter aceitado e continuado a falar com ela como se não fosse nada pra mim?
(eu até enviaria prints, mas meio que eu já exclui o contato dela)
submitted by _Emiko_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.16 20:32 AltinoAlagoinhas Amizade, Sexo E a escolha das Mulheres.

Ok, textão pq eu não tô sabendo organizar essas ideias na minha cabeça.
Primeiramente, eu sou um cara relativamente "presença" eu tenho 1,89 de altura, isso é relevante pois aqui na cidade onde eu vivo o caras não são tão altos e isso combinado com eu ser jogador de Vôlei em uns times amadores por aqui, meio que me dão uma certa vantagem em conseguir atenção de mulheres. Eu não tenho talento suficiente pra ser profissional e altura não é tudo, mas eu gosto de jogar.
Recentemente meu namoro acabou e eu comecei a refletir mais sobre minha posição e atitudes e como eu sou percebido por homens e mulheres e se isso esta me impedindo de manter um relacionamento solido.
Do ponto de vista dos meus amigos homens, eu tenho a vida que eles pediram a Deus e não ganharam na loteria. Eu tenho relacionamentos bem curtos,, variando de semanas a meses, onde esse ultimo foi o mais longo uns 10 meses e o Covid foi o que provavelmente deu essa vida extra. E nesses períodos sem relacionamento eu sou um tanto quanto bem eficaz em conseguir sexo casual(digo não mais que algumas transas com cada pessoa).O que desperta uma certa inveja nos caras, eles me elogiam e brincam, mas eu sinto o tom de rancor escondido por trás das brincadeiras e que as vezes escapam quando eles estão mais alcoolizados.
Uma vez eu cometi o erro de tentar animar um camarada que tava sofrendo depois de uma serie de rejeições, ele veio com "tu pega todo mundo e eu não pego nem as sobras" e tentei dizer algo assim "Calma, isso não é uma competição,qualquer hora vc se da bem,podia aproveitar pra malhar um pouco e etc". Pra que eu fui dizer isso, o cara ficou em tempo de chorar de raiva,"Não é competição pra vc que é um gigante e as mulheres fazem fila, nenhum treino no mundo vai me deixar mais alto ou bonito". Na hora eu não entendi o que eu falei de errado, depois eu vi que ele entendeu o que falei como pena pela inabilidade dele de conseguir atrair mulheres.
Aqui eu tenho que dar um contexto, aqui no meu circulo de amigos,talvez essa cidade (não tenho como saber), tem essa crença entre os homens que é mais fácil transar de cara(logo nos primeiros encontros) com uma mulher que não gosta de vc, mas te acha sexualmente atraente do que se ela tiver intenção de te namorar, a logica por trás disso é que ela pode sentir desejo pelo cara, mas não gosta dele como pessoa ou acha que vai ser traída o que deixa ela livre pra "dar" de primeira sem se preocupar se o cara vai perguntar se ela chegou em casa bem no dia seguinte. E tem os caras que elas tem intenção de criar algo solido e esses vão ralar pra levar elas pra cama,pois elas tem medo de ser vistas como fáceis. No geral nunca me importei com isso pq com o tinder outros app e o modo mais agressivo que as mulheres se aproximam de mim faz essa teoria soar muito machista e produto de ressentimento de caras rejeitados.
Mas ai uma semana atras, essa conhecida minha da academia começou a falar de amizade e sexo e então descobri que ela é lésbica, e na conversa ela disse que era opção pessoal dela nunca se envolver com amigas que ela não quisesse perder, mesmo existindo o conceito de amizades com beneficio(que ela abomina) e tal ela só se relacionou com 2 "amigas" que ela não se importava em cortar relações,o argumento dela é que relacionamentos sexuais dificilmente acabam amigavelmente e ela não quer correr esse risco com amigas que ela preza muito.
Enfim, essa duas ideias tão se chocando na minha cabeça agora, pq eu tô achando que eu sou vitima disso, que as mulheres já se aproximam de mim achando que vai ser só pra passar uma chuva(com medo de ser traídas ou simplesmente não gostam da minha pessoa mas me acham atraente).O que meio aponta pra ideia dos caras, nesse últimos 3 anos eu tive muitos casos de "uma noite" onde eu nem sei se fiquei no final da lista de contatinhos delas. Eu não uso Apps de encontros onde ´sexo casual é supostamente a norma, Meus encontros são sempre da academia, trabalho, cursinho e etc. O que deveria facilitar relacionamentos sólidos.
Eu sei que um relacionamento depende de inúmeros outros fatores, mas se os meus ja começam com data pra expirar, vale a pena investir nisso?
É isso, quem leu até aqui sem ficar entediado agradeço, quem se decepcionou foi mal. só precisava escrever pra tentar organizar melhor minha mente, pq segunda eu volto ao batente.
submitted by AltinoAlagoinhas to sexualidade [link] [comments]


2020.08.15 08:04 therealilith Nice girl quase vai presa - com prints

Oii Lubisco, editores, gatas, possível convidado e turma que esta a ver.
Essa história ocorreu em 2016, na época eu estava namorando uma garota (sou lésbica) e estavamos quase completando 8 meses de namoro. Ela era o estereótipo de “nice person” e abusiva, os problemas iam desde coisas mais “”leves”” como ela me ignorar e me abandonar quando eu estava tendo crises de ansiedade/depressão na casa dela e tentar controlar a roupa que eu estava vestindo até me enforcar em um argumento.
Bem lixo né? Mas na época eu caia na baboseira de acreditar nela quando ela dizia que ela era o amor da minha vida e eu nunca encontraria alguém melhor.
Vamos para o que levou ao título dessa história: Um certo dia eu fui para a escola de vestido e uma coroa de flores, minha auto estima estava nas nuvens e todo mundo estava me elogiando. Quando as aulas acabaram ela foi me buscar na porta da escola e fomos almoçar em um restaurante ali perto, no meio da refeição ela me olha e diz “Já pode tirar isso, ta ridiculo.” e continuou comendo.
Eu fiquei em choque, terminei minha refeição e fui para casa. Pensei por um tempo até decidir que eu deveria terminar, eu não achava certo ela me tratar daquele jeito e não continuaria aceitando tudo assim.
Escrevi um texto super didático citando todos os motivos para o termino e enviei, estranhamente ela estava super calma. Ela aceitou o término e combinamos de ela me devolver meus pertences no dia seguinte.
Agora que a merda atinge o ventilador.
Fui tomar um banho super feliz e relaxada com tudo que aconteceu, mas quando sai percebi que haviam 10 ligações perdidas e 50 mensagens (algumas de texto e algumas de voz) da Carls (minha ex).
Ela estava surtando dizendo que eu era o amor da vida dela, que eu não deveria terminar, que ela era uma boa pessoa e apenas ela poderia me fazer feliz. Ela começou a perguntar o porque eu estar fazendo aquilo com ela e eu simplesmente copiei e colei o texto que eu havia mandado sobre os motivos do término e bloqueei ela no zipzop.
Enquanto eu apagava tudo relacionado a ela do meu CaraLivro ela me mandou uma mensagem no Instagram dizendo que ela ia se matar e a culpa era toda minha. Que eu era uma puta sem valor e que ela ia me assombrar pelo resto da minha vida.
Ela me explicou que tinha tomado todo o remédio de bronquite dela (um super forte que quando ela tomava um pouco ja ficava tremendo e com taquicardia) e que eu não poderia fazer nada além de me arrepender por ter terminado com alguém tão bom quanto ela.
Na hora eu travei, mas não demorou muito para meu cérebro começar a raciocinar: Ate eu me arrumar, sair de casa e ir até a estação de trem mais próxima demoraria pelo menos 30 minutos (10 para eu me arrumar + 20 até a estação), depois que eu pegasse o trem (+15 minutos) eu teria que andar até a casa dela (+30 minutos). Nisso eu ja teria perdido uma hora e quinze minutos e ela teria morrido.
Como eu estava sem dinheiro para o taxi e minha única opção demoraria mais de uma hora só me restava uma saída: Ligar para a polícia.
Liguei para a policia e expliquei que uma “amiga” minha estava tentando suicidio, passei o endereço dela, quantas pessoas estavam na casa dela no momento e outras informações necessárias. A moça do outro lado da linha agradeceu e me disse que duas viaturas estavam a caminho da casa dela e que chegariam em menos de 15 minutos.
Enquanto isso ela continuava bombardeando meu Instagram com mensagens sobre como eu me arrependeria daquilo e blábláblá.
Quando a ligação acabou ocorreu a seguinte conversa: Eu: Você está em casa né? Ela: Sim, porque? Você vai vir?? Eu sabia que você ia se arrepender!! Eu te amo!! Eu: Não não, eu não estou indo ai. Ela: Então porque perguntou?? Eu: Como você disse que ia se matar e eu não conseguiria chegar a tempo para te ajudar eu liguei para a policia e eles enviaram duas viaturas para sua casa, logo logo elas devem chegar Ela: QUE??????? PORQUE VOCÊ TEVE QUE LIGAR PRA POLICA??? VOCE TA LOCA SUA PUTA???? EU NÃO IA ME MATAR DE VERDADE Eu: Explica isso para eles :)
No final das contas, duas viaturas chegaram na casa dela, o pai deixou os policiais entrarem e ela brigou com eles, fez um barraco tão grande que quase foi presa e ainda levou um sermão (dos policiais e do pai) por fazer os caras perderem tempo indo até la.
Eu consegui meus pertences de volta, ela tentou conversar comigo algumas vezes depois disso ou me xingando ou pedindo para voltar e eu ainda fiquei com a melhor amiga dela.
Os prints:
https://imgur.com/gallery/fq2z8ZH
É isso Lubisco, moral da história: Se alguém, principalmente uma nice person, falar que vai se matar você liga pra policia
Beijo <3
submitted by therealilith to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.13 22:06 Natali-Gessoli O PEDIDO

Oi Luba, Gatas, Editores, Papelões e turma q esta a ver. Essa história se passa no 4⁰ ou 5⁰ ano e envolve eu e minha amiga (que pediu para nn falar o nome caso alguém da sala veja)Narls.
Naquela época tínhamos o costume de levar dois bichinhos de pelucia, aqueles agarradinhos, pra escola, um burro chamado Bruno(meu) e uma coelha chamada Jujuba(da Narls). Certo dia estávamos na aula de educação física, enquanto o professor explicava a ativade estávamos brincando com os bichinhos. Os bichinhos gostavam um do outro, mas nada sério. Então o Bruno tomou uma iniciativa e decidiu pedir a Jujuba em namoro. Tudo estava dando certo, até que chegou a hora do pedido. No momento que o eu, como o Bruno falei:"Você quer namorar comigo?" A sala inteira calou, foi o maior silêncio e todo mundo nos encarando, até o professor. Não sabendo como agir minha amiga Narls teve a reação correta de se esconder de tanta vergonha e fingir q nn existia. Mas eu no meio do pânico fiz o seguinte, fiquei em pé e comecei a gritar:"FOI O BRUNO E A JUJUBA, NÃO FUI EU!!! EU JURO, NÃO FOI A GENTEEE, FOI OS BICHINHO", enquanto Narls morria de vergonha e estava tendo um ataque de riso. Passamos o resto do dia morrendo de vergonha. Depois desse dia eu e a Narls começamos a ser seguidas pela escola por um grupo de menina pois achavam que eramos lésbicas e estávamos namorando.
Essa foi a minha história, espero que gostem. Ps:Hoje em dia Bruno e Jujuba estão casados e com 3 filhos.
submitted by Natali-Gessoli to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.05 23:22 Jubbbsss COMO COMECEI A NAMORAR A NAMORADA DO MEU EX FICANTE

Olá gente, Luba, gatos, Fodrigo Raro, Matheus e etc. Essa história é um pouco loga, mas sempre que conto pra alguém eles acham daora, então aí vai. Então, vim aqui contar pra vocês a história de como comecei a namorar a namorada do meu ex ficante. A três anos atrás, comecei a conversar com um menino, vamos supor que o nome dele é Fábio, papo vai, papo vem, marcamos de nós encontrar. Minha amiga conhecia ele (Eles frequentavam a mesma igreja) e quando falei pra ela que estava conversando com ele, ela me disse que ele namorava tinha uns três anos. Aí tá. Ele não comentou nada comigo, então deixei para ver quando ele ia me contar. ( Aé, observação: Ele não postava foto com a namorada, e os comentários das postagens dele sempre estavam desativados. ) A gente marcou de se ver, em um shopping aqui da cidade, assim que vi ele, olhei direto para a mão, sem aliança, okay, vai que ele terminou? A gente ficou conversando, mas não rolou nada demais, até por que ainda estávamos "nos conhecendo melhor". No dia seguinte, quando acordei, ele tinha me mandado mensagem, falando que tinha gostado muito da noite e tudo mais. Falei que gostei também, e ele sugeriu que a gente se encontrasse de novo. Até aí tudo bem, talvez ele só quisesse amizade né? E foi isso por uns dois ou três meses. Quando marcamos de nós encontrar, éramos praticamente melhores amigos, até que na metade do rolê ele me beijou, e a gente acabou ficando. ( Ele nunca disse que namorava, e minha amiga disse que os dois provavelmente tinham terminado, até por que a mina tinha apagado todas as fotos com ele) No dia seguinte, o marmanjo me manda mensagem falando que namorava, mas que não estava arrependido do que a gente fez ???? Ele me explicou o que estava acontecendo, disse que sua namorada estava agindo muito estranho, e suspeitava de que ela estava traindo ele. Por isso estava meio foda-se pra tudo ( Uau, não conversar com minha namorada, deixar o clima estranho e trair ela? Já quero ir, super beijo do Fábio, Muah! 😘) ( Por que afinal, era só um namoro de 3 anos né? Tá, vou parar de colocar parênteses toda hora.) E o acontecido acabou se repetindo 👉🏻👈🏻. Até que a gente decidiu parar com isso, em respeito a mina né. E viramos apenas amigos, sem mais nada. Aí, ele teve a cara de pau, de virar para mim e falar, "e se eu te apresentar a ela?" E eu disse: Ah por que não? E foi então que descobri que ela morava uma rua atrás da minha??? Ele foi pra casa dela, chamou ela e foram os dois pra minha casa, pra gente andar um pouco pelo bairro. E mano, que climão, eu não sabia o que falar. Até que uns dias depois daquela tragédia. Ela me mandou uma mensagem no Insta, mó aleatório. Me falando que ela já sabia de tudo, que o Fábio tinha contado pra ela. E que eles tinham terminado. E eu fiquei sem reação tá ligado. A mina morava na rua ao lado, ela sabia onde era minha casa, vai que a doida tenta fazer alguma coisa comigo. Ela falou que tava de boa, que na época ela tinha traído ele também (E minha única reação foi: Aonde eu me meti???). Ela disse que queria se encontrar comigo, pra gente conversar, ela me jurou que tava tudo bem, e eu, mó troxa, fui né. A gente marcou de ir em uma sorveteria aqui no nosso bairro, falei que eu podia passar na casa dela e a gente ia junto, mas ela me disse que não estava em casa, que estava na casa da tia, e que ia direto de lá. Tá, quando cheguei lá ela ainda não tinha aparecido, esperei por uns 10 minutos até que ela apareceu, fui cumprimentar e ela já foi loga me abraçando e me dando um beijo na bochecha, e eu fiquei como??? Papo vai, papo vem, ela me conta que na verdade, vem tentando arrumar pretexto pra terminar com o Fábio a muito tempo, só que ela nunca arrumava nada bom o suficiente, e que essa história foi o pretexto perfeito, ela disse que ele queria continuar com ela de qualquer maneira, e que até traição ele já tinha perdoado. (Gado demais) Ela me falou que só tinha ao que agradecer, e que ajudei ela pra caramba, aí fiquei curiosa, e perguntei, "mas por que tu tava querendo terminar com ele?" "Ah, ele era legal sabe, mas chega um momento que cansa, já tinha mais de três anos que estávamos juntos, eu gosto dele, mas não da mesma maneira que gostava a um tempo atrás, e não queria prender o menino, e tem outra coisa..." Aí que pensei, puts, ela tá com outro. E ela solta a bomba: "E estou tentando me assumir..." E eu lerda, "Se assumir?" "É que sou lésbica, mas minha minha família é homofóbica e tals, então né..." E depois daquele dia, conversávamos direto, até que ela me pediu em namoro, já tem uns dois anos que estamos juntas. E o Fábio, bom.. quando assumi meu namoro com a menina ele começou a me mandar umas mensagens meio escrotas e eu bloqueei ele, e desde então, nunca mais vi, graças a Deus. É isso aí, beijinhos de luz 🧚✨
submitted by Jubbbsss to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.29 02:17 JhowneeBitch O QUE SÓ ACONTECE EM FILMES MAS INFELIZMENTE ACONTECEU COMIGO

Olá, People, Luba e quem estiver lendo. Isso aconteceu e tenho testemunhas. Aliás, essa história é contada até hoje, talvez até por pessoas das quais nem lembro mais que existam. Mas vamos lá.
Começou em 2009, eu estava no último ano do ensino fundamental, e já me reconhecia como Bissexual. Na época, eu era talvez o único aluno daquela escola que era abertamente LGBT, então, consequentemente, acabei ficando muito popular. Todo mundo sabia quem eu era e etc. Lembrando que eu era o único, então, não tinham outros Boys por quem eu pudesse ter... Um lance. Só garotas. Então eu pegava um monte de garotas. Até que comecei a namorar com uma garota que vamos chamar de "N". Eu e "N" namoramos por quatro meses e tava tudo certo. Mas dentro de mim, eu sabia que eu não tinha nada de Bissexual. Que talvez fosse só uma fachada pra eu me sentir "Menos Gay" (Se é que isso faz sentido) até que vi que eu estava certo. Então, um dia, tomei vergonha na cara e abracei minha completa homossexualidade. Eu e "N" íamos e voltávamos da escola de Perua Escolar, então estávamos juntos dentro e fora da escola. Assim que virou o ano, para 2010, e eu entrei no colegial, Tive que terminar com "N" obviamente, e explicar tudo pra ela, que eu era GAY, não BI, que não dava mais pra continuar nosso relacionamento. Ela aceitou NUMA BOA. Inclusive viramos bons amigos. O que ela não sabia, é que um dos motivos por eu ter terminado também foi porque eu estava me apaixonando por um garoto, que vamos chamar de "W". O "W" não era da mesma escola que a gente. Mas a nossa perua escolar, carregava dois grupos de alunos ao mesmo tempo, os da nossa escola, e alguns da outra (a dele, no caso). Então eu via "W" todo dia também, na ida e na volta. Mas o "W" não era gay ou bi, ou pelo menos não aparentava. Eu fui chegando na amizade... mas com segundas intenções. Até que um dia, minhas segundas intenções ficaram claras pra ele. E para minha surpresa, ele revelou que também tinha sentimentos por mim. Nos beijamos e tal, mas ele ficou muito apreensivo, e decidiu que não teríamos nenhum envolvimento. Fiquei chateado, mas fazer o que. Todo adolescente pode ter conflitos sobre sua sexualidade, então aceitei de boa e passei esse pano pra ele. Até que, no dia seguinte, ele diz que sonhou comigo, que não conseguia parar de pensar em mim e boom! Me pediu em namoro. Eu aceitei, é claro! Eu estava apaixonado e era tudo tão emocionante. Namoramos, e muito bem! Não tinha brigas, DR, ou crises de ciúmes. Brincávamos muito, fazíamos piada.. Era um namoro cheio de alegria, muita química e cumplicidade. Tínhamos os mesmos gostos... era tudo perfeito. Passaram-se alguns meses, e um dia... Ele me disse que queira terminar. Acontece que ele estava sofrendo preconceito na escola dele. Havia inclusive perdido algumas amizades quando o fato dele estar namorando com outro garoto (eu) veio à tona. Ele não conseguia suportar a pressão do preconceito. Disse inclusive que muitas pessoas na escola dele haviam parado de chamá-lo pelo nome, e o chamavam só de "Viado." Ele inclusive ficou com medo que alguém contasse tudo pra mãe dele e etc. Então, terminou comigo. Eu fiquei DEVASTADO. E pior é que eu não podia fazer nada. Não adiantou falar nem opinar, porque eu mesmo, nunca senti na pele esse tipo de preconceito. Na minha escola, todo mundo era super gentil comigo e nunca sofri nenhuma rejeição.
Alguns dias se passaram, eu só conseguia sofrer por amor. Até que, "N", lembram dela? A minha ex? Então, eles começaram a ficar muito próximos... E quando me dei conta, estavam namorando.
Algo que eu não desejaria ao meu pior inimigo, é ver DOIS EX SEU SE PEGANDO, SE BEIJANDO E SE LAMBENDO NA SUA FRENTE, DIA APÓS DIA, ainda mais apenas uma semana depois do nosso término. Estávamos todos enclausurados numa perua escolar na ida e na volta, não tinha pra onde escapar, era impossível não ver eles se agarrando. Que merda! Eu a deixei por ele, ele me deixou, e depois ficou com ela? PQP!

Mas logo eles terminaram. Eu vi minha chance, voltei a me aproximar de "W" mas ele disse que não tinha nenhuma chance de nós voltarmos. Ele ainda estava atordoado com o que ele passou na escola dele. Que agora todos estavam começando a tratar ele normalmente de novo. Eu e "N" inclusive chegamos a brigar por causa de "W", disputando o amor dele feito dois trouxas. Até que ela desistiu e eu fingi desistir, mesmo chorando quase todo dia.
O ano letivo estava acabando, eu e "W" estávamos próximos de novo, mas sem beijos, sem carícias, apenas amizade. Eu me declarei e disse o quanto o amava, ele só conseguia segurar o choro. As férias de fim de ano estavam vindo, essa era minha última chance este ano? Ele disse que queria estar comigo, mas que não estava preparado ainda. Mas que eu o havia marcado, e que ele nunca esqueceria de mim. E que usaria as férias pra pensar sobre mim e a nossa situação, que ele me daria uma resposta definitiva sobre o nosso possível futuro assim que as aulas voltassem, no ano seguinte. Sim, eu passaria as férias e a virada do ano me torturando com isso na cabeça, mas ok.

Então, a perua chegou até onde ele morava, era vez dele descer. E uma última vez, eu disse "EU TE AMO". E ele respondeu "EU TAMBÉM TE AMO" prestes a chorar, batendo a porta da perua. Aquilo foi tão dramático, tão romântico, eu me senti num filme.
Passaram as férias, finalmente chegou o primeiro dia de aula. Eu fui com uma animação tremenda, mesmo temendo a resposta que ele pudesse me dar. A perua foi passando de casa em casa, e só ia aumentando minha tensão. Até que quando passamos pela rua dele, a perua passou direto. Então perguntei pro motorista - "O W vai faltar no primeiro dia de aula?" E o motorista me respondeu "Então... Ele não vem mais. Mudou de escola, não vou mais buscar ele."

Aquilo me destruiu. Completamente. Não o vi mais depois disso, mas também nunca o esqueci. Acho que o primeiro coração partido é o que dói mais. Até que 10 anos depois, por pura ironia do destino, minha amiga "J" (que é lésbica, aliás) disse estar batendo um papo com um carinha do face que gostava muito de Star Wars, assim como ela. Quando vi quem era... Minha alma quase saiu do corpo, era ele! Eu peguei o número dele. Quando mandei um simples "Oi", ele respondeu JÁ SABENDO quem eu era, só pela foto. Não perguntou meu nome nem nada. Ele sabia. Me chamou pelo nome e tivemos uma conversa longa que durou umas 7 horas. Mas foi uma conversa puramente amigável. Ele está bem, eu estou bem (Estou Muito bem, aliás, agora entrei num novo relacionamento com um rapaz muito bom, gentil e resolvido.) Mas acho que essa conversa que tivemos foi a prova de que, o que aconteceu lá trás, nunca vai sair das nossas cabeças.
Acabou aqui? Não sei. Provavelmente sim. Mas essa foi uma página da minha vida que custou 10 anos pra fechar. Ele me deixou num "Gancho" há 10 anos atrás que atormentou todos os relacionamentos que tive desde então, sempre com medo de me afeiçoar. Mas talvez... Eu não sei.
A garota "N" está muito bem também, somos realmente bons amigos e até saímos as vezes pra tomar uma cerveja. Foi isso, muito absurdo mas romântico ao mesmo tempo. Daria um Livro Teen? Quem sabe eu escreva. "N" inclusive já até me deu permissão pra escrever um.
submitted by JhowneeBitch to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 13:34 Creatiba Estou cansada desse sentimento e dessa confusão

Gosto de uma menina do trabalho, mas eu acho que é tudo carência e enganação do meu cérebro porque me apaixono muito fácil pelas pessoas. Por exemplo, essa menina é lésbica, gosta de drogas, bebe, tem um jeito que eu nunca me atraí. Eu devo ser homossexual... Não curto bebidas, drogas, nada. Prefiro moças discretas, educadas, femininas e estudiosas. Só que agora estou interessada justo nesta pessoa.
Não para por aí, eu não poderei dizer que gosto dela porque sou tímida e vergonhosa, sou feia e sei que não sou do tipo que ela gosta e, pra acabar de vez, acho que ela está namorando.
Quando eu ouvi dizer desse possível namoro fiquei triste, como se tivesse passado uma neblina escura. Fiquei magoada e me fechei. Ao mesmo tempo eu não quero ter nada com ela. Não quero namorar ninguém, muito menos mulher.
Estou confusa. É um querer e um não querer, sabe?
Já sonhei com ela... Na verdade com o trabalho com um todo, penso muito nela, enfim: obsessão.
Queria esquecer esse sentimento e evitar de ver ela pra parar com isso. Não posso pedir demissão neste momento. E eu sei que quando eu me apaixono eu fico doida (sou borderline).
Ando muito confusa e meu cérebro não para de pensar!
submitted by Creatiba to arco_iris [link] [comments]


2020.07.27 13:31 missionAd8 Estou cansada desse sentimento e confusão

Gosto de uma menina do trabalho, mas eu acho que é tudo carência e enganação do meu cérebro porque me apaixono muito fácil pelas pessoas. Por exemplo, essa menina é lésbica, gosta de drogas, bebe, tem um jeito que eu nunca me atraí. Eu devo ser homossexual... Não curto bebidas, drogas, nada. Prefiro moças discretas, educadas, femininas e estudiosas. Só que agora estou interessada justo nesta pessoa.
Não para por aí, eu não poderei dizer que gosto dela porque sou tímida e vergonhosa, sou feia e sei que não sou do tipo que ela gosta e, pra acabar de vez, acho que ela está namorando.
Quando eu ouvi dizer desse possível namoro fiquei triste, como se tivesse passado uma neblina escura. Fiquei magoada e me fechei. Ao mesmo tempo eu não quero ter nada com ela. Não quero namorar ninguém, muito menos mulher.
Estou confusa. É um querer e um não querer, sabe?
Já sonhei com ela... Na verdade com o trabalho com um todo, penso muito nela, enfim: obsessão.
Queria esquecer esse sentimento e evitar de ver ela pra parar com isso. Não posso pedir demissão neste momento. E eu sei que quando eu me apaixono eu fico doida (sou borderline).
Ando muito confusa e meu cérebro não para de pensar!
submitted by missionAd8 to desabafos [link] [comments]


2020.07.27 06:05 b_bast4rz O motivo de ter desistido de relacionamentos

Olá Lubisco, editores, gatas, finados papelões,possível convidado e turma que está a ver.
Espero que estejam todos bem ^^
Bom, eu tinha um pouco de receio de contar essa história com medo de dar algum B.O, mas acredito que se não citar nomes não vai ter problema, plus não tenho nada a perder explanando isso pq a pessoa em questão não acompanha o canal(inclusive falava mal do Luba chamando ele de "chaveirinho de hétero")
A história é beeeeeeeem longa então me desculpem :/
Essa é a história do meu último relacionamento
Antes de conhecer a dita cuja eu namorei outra menina por 4 anos, e foi um relacionamento bem tóxico e abusivo, minha auto estima foi destruída aos poucos ao longo dos anos mas mesmo assim eu continuei com ela pelo medo de abandono, pq se eu era a merda que ela falava que eu era mas ainda tava comigo, sem ela eu não teria mais ninguém. Até que chegou num ponto que terminamos de vez e eu decidi ficar longe de qualquer pessoa, mas a carência falou mais alto e fui me aventurar no Tinder pra conseguir algum rolo. Consegui alguns e tals, até que conheci a Jenny(nome fictício). Ela era linda e tinha muito em comum comigo, tínhamos a mesma idade, nascemos no mesmo mês e os gostos eram idênticos, e curiosamente ela também tinha saído de um relacionamento abusivo(que eu descobri que era mentira, mas conto sobre isso depois) ficamos por alguns meses e eu decidi pedir ela em namoro, e foi aí que minha vida mudou. Todo aquele terror do meu último namoro sumiu e foi só felicidade, era um namoro perfeito, tínhamos planos pro futuro, sonhos e tals e eu achei que daria tudo certo, até que chegamos em 2019. No início do ano ela tinha pedido pra terminar comigo, porque estava duvidando da sua sexualidade(ela era bi, mas tava pensando que era na verdade lésbica) eu entendi a situação e mesmo ficando triste aceitei o término e disse que se fosse pra gente ficar junto a gente ficava. Foram 4 dias separados até que ela voltou atrás e pediu pra voltar, aceitei e as coisas ficaram como eram antes, pelo menos por uns 2 meses. Ela morava numa república com amigos, todos homens, eu conhecia todos e também considerava eles meus amigos, e sabia que eles respeitavam nossa relação, porém um deles, que até então não representava uma ameaça começou a ficar bem próximo dela, achei um pouco estranho no começo,mas confiava nos dois. Mas as coisas começaram a tomar um rumo beeeeem mais estranho, ela chamava ele pra sair pra bares mas não me chamava(não era muito meu tipo de rolê na época, então eu acabava evitando, um erro bem idiota meu), Overwatch que era um jogo que eu comprei pra jogar com ela, ela jogava 2 ou 3 partidas comigo mas ficava horas a fio com ele e pra fechar, filmes que a gente tinha marcado de ver junto ela via com ele. Isso começou a me incomodar muito e eu cheguei q conversar com ela diversas vezes, mas ela sempre vinha com a desculpa de que não tinha nada e que ela via ele como um irmão.
Acreditei, mas ainda sim fiquei receoso por um tempo. Eis que chegou Junho, ela tinha uma apresentação na faculdade e eu estava a caminho pra poder assistir(tinha trocado de curso pro curso dela, não me arrependo mas evitar ela nos corredores foi foda) no caminho ela me disse que depois da apresentação ela ia pra uma boate comemorar e disse que como sabia que eu não queria/não poderia ia ela tava me avisando pra eu não me sentir excluído, então eu decidi ir com ela, pq queria fazer parte de alguns dos hobbys dela e me acostumar com a vida de balada e barzinho, chegando na casa dela antes de sair pra faculdade ela me trancou no quarto dando várias desculpas pra eu não ir pra balada com ela até que eu perguntei se ela queria terminar comigo de novo e ela disse que sim. Perguntei se era pelo mesmo motivo de antes e ela confirmou, mas dessa vez era diferente pq ela tinha perdido a atração fisica em mim. Novamente tentei levar na boa falando que se era isso mesmo era pra ela sair e ver o que ela queria, que se fosse pra gente ficar junto a gente ficaria, mas perguntei se ela tava sentindo atração pelo amigo, e mais uma vez ela veio com a mesma desculpa. Saí do apartamento dela e fui pra minha antiga faculdade acudir uma amiga que tava com alguns problemas, acabou sendo uma ajuda mútua :v
Passou uns dias e eu descobri que na mesma noite que ela me largou ela ficou com o cara. Eu não posso apontar o dedo pra dizer que ela me traiu, pq não tenho como provar, mas algumas situações indicam que sim ela me traiu, mas não vou entrar e detalhes quanto a isso agora.
No dia seguinte do término eu ainda não sabia que ela tinha ficado com o cara, mas tava sofrendo demais, na época eu usava o Twitter e fui la afogar as mágoas de noite enquanto fumava, bebia e ouvia músicas. A Jenny acordou depois da noite de bebedeira e foi ver meu Twitter, onde ela printou um tweet e me mandou, tivemos uma discussão pelo Whatsapp que eu vou postar os prints depois.
Os dias se passaram e eu segui triste e remoendo as coisas, cheguei a perguntar amigos dela se ela tinha comentado alguma coisa sobre terminar antes mas nenhum disse nada, até cheguei a perguntar um dos meninos que dividia o apartamento com ela, que ate então era o melhor amigo dela se ele sabia, mas como ele ainda tava do lado dela na época ele não disse nada. Então tomei coragem e fui atrás da fonte do meu ciúme e perguntei se eles tinham ficado, quando ele confirmou eu desabei no chuveiro chorando, pra piorar ele foi falar com ela, que acabou mandando um áudio admitindo que tinha ficado com ele na noite do término, mas estava extremamente puta comigo pq eu tava me intrometendo na vida dela, sei que depois do término ambas as partes não são obrigadas a dar satisfação, mas como tinha sido um término muito estranho eu queria ir a fundo. Depois de chorar horrores eu tentei me acalmar e falei que tinha ficado bem chateado com os dois, porque eu me senti traído. Foi eu falar isso que ela riu da minha cara e me bloqueou de tudo, e vamos de choro de novo, dessa vez ligando desesperadamente pra ela pra me desculpar, quando ela atendeu eu disse que tava de cabeça quente e não pensava direito, na verdade eu só queria manter ela por perto pq eu ainda a amava e queria tentar voltar, até desconsiderei ela ter ficado com o cara na noite do término pq ela disse que tava bêbada e foi coisa de momento, o que hoje em dia eu obviamente não acredito. Tentei manter isso por algumas semanas, mandei algumas mensagens e numa delas ela disse fez alguns testes psicológicos e descobriu que ela era insatisfeita com tudo, inclusive nosso relacionamento e disse que precisava colocar a cabeça no lugar e que não ia namorar de novo pq tinha que ficar sozinha. Dei esse espaço pra ela, mas a ansiedade falou mais alto e eu liguei de novo, dessa vez pedindo pra voltar quando ela tivesse e sentindo melhor, e me coloquei a disposição a ajudar ela com o que precisar, desde indicações de psicólogos e psiquiatras até medicamentos, e mantivemos uma certa amizade por um tempo, se é que da pra chamar assim, já que era ela responder stories no meu insta.
Quando as aulas voltaram e ela passou por mim pelo corredor, fui ignorado e fui chorar no banheiro. Os meses se passaram e eu ainda tinha em mente que era possível voltar, até que uma amiga decidiu tirar o band-aid da minha ferida e me mostrar alguns tweets dela, onde ela dizia que queria o @ dela deitada na cama e que tava muito apaixonadinha, adivinhem quem curtiu esses tweets? O @ dela, o amigo do apartamento . Dias depois eles assumiram um namoro.

Quando eu descobri que ela tinha assumido o namoro com ele, todas as minhas esperanças foram por água abaixo, tudo o que eu queria era meus mangás e pôsteres de volta, tudo que ela tinha deixado na minha casa eu ja tinha juntado numa sacola e só tava procurando alguém pra devolver, pq eu não conseguia olhar pra cara dela sem sentir um misto de tristeza, raiva e decepção. Finalmente achei alguém pra fazer a troca, entreguei a sacola pra uma amiga em comum e ela devolveu pra mim, ficaram faltando os pôsteres então ela entregou outra sacola pra menina, junto dos pôsteres, uma carta em resposta da que eu tinha escrito em Junho quando ainda tinha esperança de voltar(a troca rolou no início de Outubro), nessa carta ela dizia que não acreditava em nada do que eu tinha escrito pelas coisas que eu tava falando dela pelo Facebook, o que na verdade foi uma indireta pra minha outra ex, já que eu tinha ficado sabendo que as duas tinham conversado e a abusiva disse que eu era o monstro a relação e que ela sempre tentou me ajudar. Vou passar por isso rapidamente, a ajuda dela eram ameaças de término se eu não fizesse o que ela queria, seja entrar na faculdade, arrumar um trabalho ou tirar carteira, e como minha mente já tava toda fudida pelos outros abusos, meu medo de abandono gritava enquanto eu tentava fazer o que ela me mandava, que quando sem sucesso ela ficava puta. O post no FB era um print do Twitter dizendo "todo mundo é tóxico menos você né? Anjo perfeito enviado dos céus", desbloqueei minha ex abusiva exclusivamente pra ela ver isso, mas acabou atingindo outra pessoa, mas se a carapuça serviu eu não posso fazer nada.
Sabendo que ela via meus posts de alguma forma, deixava alguns posts em público, queria que ela visse que eu tava desapontado com o que ela fez, e também queria me lembrar pra sempre do que acontece quando a gente se entrega pra alguém. Esses posts levaram a uma situação onde uma amiga dela pegou todos e printou e postou no Twitter pra me ridicularizar, e chamou a Jenny pra bater palma pra isso, quem me disse isso foi o melhor amigo dela, agora não mais já que eles brigaram. Com essa situação eu decidi pegar vários áudios que minha amiga tinha salvo a minha ex metendo o pau dessa amiga por conta do show do BTS e fiz um vídeo, mas não postei em lugar nenhum, deixei salvo aqui esperando algum outro post escroto.
Hoje eu acho que nem postaria, pq só quero ficar em paz, a menos que tenha alguma outra situação do tipo, pq não vou ficar calado.
Sobre o relacionamento abusivo dela, como ela foi atrás da minha ex, tomei a liberdade de fazer o mesmo um tempo depois e disse as coisas que ela falava dele, o que ele me disse foi que ela dizia a mesma coisa de outro ex. É como se fosse um ciclo vicioso, ela namora uma pessoa, se arrepende e essa pessoa vira um monstro que ela conta pros outros namorados pra eles sentirem pena.
Enfim, quero finalizar aqui dizendo à todos que eu não odeio ela, mesmo o ódio sendo negativo ele é um sentimento forte demais pra sentir por alguém que te fez tanto mal, só fico desapontado com o que ela fez comigo, eu fui sincero com ela falando o que eu passei por 4 anos em outro namoro e ela me disse que também passou em um, éramos duas pessoas quebradas e na minha mente os pedaços faltando de ambos se completariam, mas não é assim que funciona e não foi isso o que ela fez. Ela viu o quanto eu era quebrado mas decidiu quebrar mais, não só isso, fazendo isso ela tirou completamente minha capacidade, minha coragem e minha vontade de amar, eu real não consigo me entregar de novo pra ninguém, pra me lembrar disso pra sempre uso uma aliança preta representando o luto. Se você leu até aqui, muito obrigado de verdade, eu sinto que tirei um peso gigante das costas com isso, grato pela atenção de todos.
Os prints estão no Imgur e o tem um áudio e um vídeo que não deu pra postar, depois eu dou um jeito de mostrar pra vocês ^^
https://imgur.com/7tESoww - Discussão que tivemos no dia seguinte
https://imgur.com/nWl5UDt - Quando eu descobri que ela ficou com o cara
https://imgur.com/A85izEl - As cartas
https://imgur.com/tCDNS2b - Conversa com o ex dela
https://imgur.com/feDWFhP - História que ela inventou no TT. Pra mim ela tinha dito que era a mãe que traía o padastro depois do divórcio, mas ela quis queimar o pai dessa vez não sei pq.
submitted by b_bast4rz to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 04:38 Ctrl_luis Assim q realmente é uma família ruim de verdade

Ola luba editores ( Luiz principalmente) gatas papelões e falecidos papelões além da turma q está a ver.
Bem está história deram várias mas isso vai contar como minha vida é junto de toda minha família homofóbica
Bom recentemente (virada de ano 2019) eu estava MT animado pois naquela noite havia pedido a minha atual em namoro e estáva mt feliz porém quando fomos ver os fogos do ano novo havia um casal gay na nossa frente e como toda, repito TODA a minha família eh homofóbica acredite ou n eles literalmente tiram toda as crianças (menos eu )da rua com justificativa de q se eles verem um beijo gay eles podem ser influenciados e se tornarem um além disso várias e várias vezes meus pais me perguntam se eu acho normal casais gays e de lésbicas, eu n respondia e mais sempre q aparece alguém gordo na rua ou na tv eles sempre ficam dizendo "cruz credo". Certo dia estava eu sentado no sofá e vendo notícias na tv quando a apresentadora diz q o C vírus veio da China meu pai solta " tinha q mandar matar todos esses chineses só assim tudo isso acaba" Além de q toda vez q alguém dirige mal ele fala "quer vê rq é mulher" e os comentários racistas são os piores tipo "sai daí negão "ou só negão mesmo pra fazer isso"
Ent é isso espero q tenham gostado <3
submitted by Ctrl_luis to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.27 02:47 madudaramos um desabafo

eu nunca estive tão perdida na minha vida, com essa quarentena, ficar tanto tempo longe de meus amigos e namorado, sem responsabilidades como estudo ou trabalho, me deixou numa situação que eu cada vez mais fiquei a merce de mim mesma e meus complexos/problemas/malresolvimentos e eu não consegui mais fugir de mim mesma.
desde muito nova eu sinto atração sexual por mulheres, e eu achava que esse era o ""normal"", quando eu criança queria pesquisar "pornografia" e digitava no google imagens "mulheres gostosas", eu achava que isso era ""normal"", por mais que desde sempre fui ensinada assim como todas as pessoas que, como menina, eu tinha que gostar de meninos, namorar meninos e me apaixonar por meninos, e, normalmente, eu tinha minhas paquerinhas na escola, todos meninos.
até que um dia, assistindo um desses desenhos tipo family guy, eu reparei que a personagem tinha falado que tinha se exitado com um homem musculoso, e eu me indaguei se eu tinha que me sentir assim, completamente confusa, porque eu achava se só sentia atração por mulheres.
com o passar dos anos eu fui crescendo e aprendendo que o "normal" era as meninas se exitarem com homens, minhas amigas e primas me mostravam homens sem camisa e eu só ia na onda, eu só queria ser normal. eu não entendia pq eu era errada, mas nunca me preocupei muito com isso.
eu tive experiencias que todas mulheres heterosexuais tiveram, tive meu primeiro beijo, meus primeiros namoros, minhas primeiras experiencias sexuais, minhas primeiras paixões: todas com meninos. mas quanto mais eu amadurecia e mais o tempo passava aquele "segredinho" ia me consumindo e ficava cada vez mais dificil de fugir.
em 2017, com 16 anos, eu perdi minha virgindade com meu namorado na época, foi meu primeiro namoro sério. a ideia de ser bissexual tava muito real na minha cabeça e quando terminamos, em meados de 2018, eu contei pra um dos meus amigos próximos que eu tava questionando minha sexualidade e queria que ele desenrolasse alguma menina pra mim, mas mais ou menos um mes depois do término, eu me relacionei com meu melhor amigo, que eu sempre tive sentimentos, e eu tava completamente apaixonada, e por acaso, ainda estou, estamos namorando desde maio de 2018, completamos 2 anos recentemente e eu o amo muito, mas aí que vem o problema.
desde o um pouco antes da quarentena minha sexualidade voltou a ser uma tópico na minha cabeça que tava me enlouquecendo, eu tava/to apaixonada por ele, e por mais que eu sinta sim atração por ele, não é nada comparado ao que eu sinto quando fantasio por mulheres, eu acho que ao longo dos anos eu aprendi a amar homens, a deseja-los e tudo isso, mas no momento que eu to mais vulnerável, não é no sexo masculino que eu penso, e isso me corroe, porque eu não sei me imagino sem ele ao meu lado mas ao mesmo tempo a ideia de nunca me relacionar com uma mulher me deixa maluca, eu não tenho coragem de contar pros meus amigos porque eu tenho medo que tudo mude, e eu também tenho medo de num futuro que eu me apaixone por uma mulher eu tenha que me abrir pros meus pais e por mais liberais que eles pareçam, eu cresci minha vida toda ouvindo eles ridicularizarem lésbicas e gays com piadinhas e comentarios esteriotipados, eu tenho muito medo de que tudo mude, de que eu perca meu melhor amigo, eu tenho tanto tanto tanto medo de tudo .
talvez viver uma vida hetero seja mais fácil.
submitted by madudaramos to desabafos [link] [comments]


2020.07.25 19:16 nice_psicopata O dia que terminaram comigo por fazer o ENEM

Uma saudação a todos os leitores supimpesas que estão lendo essa historia desse cara que só se fuuuu.
uma saudação ao Luba que é um cara incrível que já vejo os videos desde a época que ele jogava life is strange(talvez tenha um bom tempo mas enfim) ,aos possíveis convidado que não faço ideia de quem possa ser mas se esta com o Luba sei que é incrível porque ele não convida gente sem graça, aos editores que trabalham duro é que merece muito respeito, as gatas que são muito fofas e igualmente incríveis e por fim mas não menos importante uma saudação a essa comunidade super supimpa do que acompanha o Luba.
Hoje eu vou contar uma historia que parece mentira mas realmente minha ex terminou comigo por eu querer fazer a prova do ENEM, nem sei por onde começar mas vamos pelo inicio eu conheci uma menina pela internet que morava na cidade vizinha ficava uns 40 km de distancia, não é uma distancia grande para o amor, pelo menos para mim tava de boa e eu não achava ruim isso, claro que a distancia atrapalhava algumas coisas mas isso é normal por exemplo eu só podia ver ela no fim de semana, mas como meu trabalho era puxado mesmo se ela morasse perto ia ser assim,ate ai tudo bem, mas o problema começou quando eu percebi que ela era meio preconceituosa ela não assumia mas ela tinha uma vizinha que ela vivia enchendo o saco só por ser negra, eu sou muito contra preconceito seja ele de qualquer tipo, mas não falava nada sobre isso porque eu gostava muito da minha ex e não queria magoar ela(eu só ficava quieto não ajudava nem atrapalhava) e isso foi desgastando o amor
outra coisa que foi desgastando a relação foi que por mais que eu elogiasse ela não bastava ela sempre queria que eu elogiasse mais, ela dizia que por ter depressão ela precisava de muito elogio e que eu como namorado dela eu devia elogiar mais ela por que se eu não elogiar os outros iam elogiar e eu iria perder ela, ela também queria que eu postasse foto com ela direto mesmo eu nem mexendo nas redes sociais desde que as redes sociais ficaram lotadas de extremistas eu não tenho mais paciência parei de mexer em rede social mas mesmo assim eu precisava postar foto com ela pelo menos uma vez por semana,
Eu ia todo fim de semana ver ela e deixava todo meu salario com ela e mesmo assim ela reclamava que a gente não fazia nada, e mesmo com tudo isso eu amava ela e não a-abandonava(eu fiquei com ela por 1 ano e 11 meses), mas oque foi o ápice para o termino foi o ciumes demasiado, eu nunca trai ninguém acho traição algo imperdoável, mas ela não deixava nem eu jogar (nem offline) por que ela achava que eu ia trair ela com o jogo, eu acabava jogando escondido mas quando ela descobria ela ficava uma fera e falava que ia terminar fazia da minha vida um inferno e isso ficou pior quando chegou perto do ENEM do ano passado se eu estudava de noite ela achava ruim(era o único momento que podia estudar já que eu trabalhava o dia todo e o fim de semana estava com ela) eu fiz do mesmo jeito que fazia com os jogos falava que ia dormir e ia estudar eu me acabei fazendo isso porque o cansaço só ia acumulando e eu ia trabalhar destruído mas continuava com ela porque no fim eu amava ela, mas meu amor não resistiu ao fato dela ter marcado uma cirurgia no fim de semana do ENEM para eu não poder fazer a prova, ela sabia que eu ia fazer a prova e que eu ia acabar não podendo ver ela em dois fins de semana seguidos por conta da prova então ela marcou a cirurgia e falou que se eu não acompanhasse ela podia considerar que o namoro tinha acabado, como eu já tava com o amor abalado por varias situações eu acabei falando que tudo bem que ela podia terminar comigo ela me bloqueou no whatsapp e eu como tava muito triste fui no meu face e no meu insta e apaguei todas as fotos e tirei o status de relacionamento serio, no dia seguinte uma menina começa a me seguir e me chama no direct achei isso muito estranho porque como disse nem mexo em rede social mas quando olhei o perfil vi que o insta tinha sido criado recentemente, logo entendi que era um fake dela, mas dei trela para ver ate onde ela ia(maior erro que podia ter cometido), no fake ela se fingia de lésbica e falava que tinha errado com a namorada dela e que iria fazer de tudo para se desculpar e tentava me induzir a fazer o mesmo(se não entendeu ela queria que eu pedisse desculpa por ir fazer o ENEM e não ir ficar com ela) e ela também ficava toda hora querendo que eu assumisse que tinha traído ela mesmo eu nunca tendo traído e a conversa se prolongou ate eu falar tudo que eu pensava, tudo que foi me desgastando, tudo que eu tinha guardado para mim sem falar para ninguém e depois disso ela me desbloqueou do whatsapp só para me xingar e falar que eu não podia ter feito isso com ela porque ela tinha depressão e que ela tinha sido muito boa comigo por ter me perdoado toda vez que ia ou estudar ou jogar escondido dela e que ainda eu tava errado der ter falado dela do jeito que eu falei para alguém que eu nem conhecia (mesmo eu nem ter citado o nome dela na conversa assim como estou fazendo aqui) e isso era umas três semanas antes do ENEM e se você pensa que acabou esta bem enganado
uma semana antes do ENEM ela falou com minha madrasta que mora em outro e as duas vieram falar comigo meio que me forçando a voltar com minha ex eu só ignorei fiquei bravo e não voltei mas isso me deixou muito mal ao ponto de sair muito mal no ENEM a assim não consegui tirar uma nota boa
com todo esse problema dessa pandemia vim morar com meu pai e minha madrasta e a melhor parte foi agora quando cheguei aqui ela pondo musica da minha ex para tocar(obs.:ela é cantora) para me deixar triste por não ter voltado com minha ex e para me mostrar que agora ela ta bem sem mim e eu continuo sendo um merda
bem essa é minha historia se você leu ate aqui obrigado eu sei que é uma historia horrível mas é minha vida né fazer oque
submitted by nice_psicopata to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 10:10 julinhoeu14 Como meu amigo ajuda a ex lésbica a fazer a bateção de coxas em troca de nudes.

Bom dia lubisco ,papelões vivos e mortos, gatos, possível convidado, editores, turma que está a ver e todos os inscritos do luba.
Essa história aconteceu com meu amigo, vamos chama lo de Cléber
O Cléber estava muito desesperado por uma namorada, ele ficou mais ou menos um ano procurando uma, todas o rejeitavam e ele e até virou piada no nosso grupo de amigos. Então depois de uma semana conversando com uma garota ele finalmente a convenceu e começaram a namorar. A garota tinha perdido o pai quando bebe então não foi tão difícil de fazer a família gostar dele, eles faziam festinhas juntos quase todo o final de semana, e sempre ela trazia "amigas" pra a festa, uma vez até me levou e eu não percebi nada estranho. Ele pedia pra ficar pra dormir mas sempre ela dizia que o namoro tava cedo demais e que elas queriam uma "noite das meninas". As vezes ele dormia lá so que bem as vazes mesmo; eles faziam a festa mais ou menos assim: umas 8 ele chegava na casa dela e umas 9 chegava as amigas e umas 10 a mãe dela ia dormir pq ia trabalhar bem cedo,tipo umas 5 da manha, eu devo tá errado com os horários mas era era basicamente isso, aí eles começavam a festa, a casa era muito grande e a mãe dela não conseguia ouvir a música do quarto dela; o Cléber de sábado ia embora umas meia noite, e de domingo saia umas 11 pq ele tinha jogo de futebol cedo. Aí que chega a parte boa, em uma dessas festas ele ficou muito doido e tirou o cadarço da chuteira que ele tava usando, então no prossimo dia ele chegou na casa, tocou a campainha e ninguém atendeu, então ele foi na janela e as meninas estavam em três fazendo o sexu e além disso tavam usando objetos do chão pra colocar na perereca, INCLUINDO O CADARÇO. Resumindo o resto, a menina explicou que tava com ele pra a mãe não desconfiar já que ela era meio homofóbica, e hj eles continuam fazendo isso mas em troca ele recebe o exclusivo do que acontece nesse piscinão de ramos de lésbicas.
P.S.: teve um dia que eu fui lá que tinha 7 "amigas" dela.
submitted by julinhoeu14 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.22 20:01 UzumakiGabs Sobre autoestima e [email protected]ção

Eu namoro um cara há uns 3anos. Ele sempre alegou ser praticamente assexual, quase sem nenhuma libido e que realmente não gostava de sexo. Eu sou, talvez, uma pessoa com depressão crônica, que se arrasta por vários anos, e com histórico de abuso sexual e exposição de videos/fotos íntimas. No começo, não me importava com essa falta de libido dele. Porém, o tempo passou, comecei a me exercitar e a me sentir mais bonita, e, depois de muita terapia, me sentir mais a vontade para praticar saliências rs. Ok, meu namorado estava de acordo. Porém, ele praticamente não me procura, e sempre me deixa sem graça pra fazer investidas. Houve uma vez em que eu fiquei dois dias andando nua pela casa e fazendo várias insinuações explícitas de que queria transar com ele. Bem, ele me ignorava, ia pro banheiro e se masturbava assistindo a algum vídeo sobre gostosas peladas lésbicas em público. Me frustra o fato de que ele prefere se masturbar à transar comigo, e que, nas poucas vezes em que fazemos sexo, ele goza e me deixa "na mão". São os cinco piores minutos do meu dia. Já briguei com ele por isso, principalmente porque as vezes ele deixa o banheiro todo espirrando, e não se dá ao trabalho nem de apagar o histórico do celular. Sou uma pessoa com recorrentes tentativas de suicídio e uma extrema baixa autoestima, me machuca o fato de ele preferir ver mulheres no celular do que a mim, que estive do lado dele nas piores situações possíveis. Eu gostaria de saber o que eu faço. Sei que as pessoas se masturbam por diversos motivos, porém, tive uma criação bem rígida e tenho diversos traumas em relação a isso. Só queria saber algum modo de não ficar tão triste com essa escolha dele, de preferir assistir pornô do que responder às minhas investidas.
submitted by UzumakiGabs to desabafos [link] [comments]


2020.07.20 03:06 odeioainternet Eu trai minha namorada e ela não me deixa terminar

Eu recém fiz 18 anos, ela tem 20. A gente se conhece a uns 4 anos mas estamos juntos mais ou menos dois anos, onde não realmente pedimos um ao outro em namoro pelo fato de morarmos longe e só nos vermos as vezes, e apesar disso eu a amo muito e definitivamente foi a melhor pessoa na minha vida. Falta 4 meses pra ela vir morar aqui e finalmente estarmos juntos... Mas eu quase trai ela.
Foi com minha amiga, a que eu mais ando. A gente saiu pra beber com mais pessoas e ficamos muito ruins, só lembro de tentar tocar nela e ela falando que não podia pois eu tinha namorada. A grande verdade é que eu sempre quis só terminar com minha namorada por achar que ela estava perdendo tempo comigo, que por alguns problemas me saboto muito, mas ela nunca deixava.
Enfim, eu contei pra ela, já sabendo o que ia acontecer e aceitando, porque era o que eu merecia, assim como não queria mais falar com essa amiga por ter vergonha de mim mesmo. E eu queria que ela terminasse, me deixasse sozinho e sofrendo, sla, não iria insistir, só que ela não quis... Eu não cheguei a fazer, mas teria feito e sei disso, insisti pra ela me deixar mas ela não quis e ao mesmo tempo não consigo só desaparecer da vida dela, porque a mesma é extremamente difícil em uma família extremamente tóxica, o que resultou em mais problemas do que eu mesmo tenho.
Eu não sei o que fazer. Não acho que eu mereça ela, mas ela insiste nisso falando que terminar ia ser punir ela também. Ela demonstrou estar magoada, não foi de boa, então não, não passou em branco. Mas ainda sim eu realmente queria deixar ela achar uma pessoa melhor e quanto mais tempo comigo mais pode dar alguma coisa errada...
Obs: não é como se eu tivesse assediado essa minha amiga ou coisa assim. Eu realmente não lembro direito o que aconteceu mas acho que eu tava me aproximando demais e parei depois, talvez tenha dito algo mais mas não sei. Tem um tempo que eu acho que ela sente algo e sei lá, por ela ser lésbica achei que era bobagem por um tempo, mas nesse dia lembro de uma conversa em relação a ela não ter certeza.
submitted by odeioainternet to desabafos [link] [comments]


2020.07.12 08:34 littleant9 A aposta

Olá Luba, possível convidado, papelões, gatas e turma que está a ler isto.
(A história é grande mas vale a pena... eu acho)
Está história ocorreu em meados de 2019 e nos primeiros meses de 2020.
Um pouco de contexto: Em 2019 eu havia entrado em uma nova turma, eu não conhecia ninguém na época por isso eu sempre ficava no final da sala. O primeiro dia foi muito divertido, as pessoas foram super simpáticas comigo já que eu sou MUITO tímida e não consigo puxar muito assunto, umas das meninas (Vou chama-lá de Ana) foi super incrível comigo, ela era extrovertida e engraçada (as vezes), conheci várias pessoas através dela que eu considero meus melhores amigos. Nas primeiras semanas eu já estava fazendo amizade com todo mundo da sala (do meu jeito tímido de sempre, mas tava indo), e foi desse jeito que eu fiz amizade com uma garota que era uma das mais inteligente das turmas (Vou chama-lá de Ester) eu realmente ficava horas e horas conversando com ela sendo pessoalmente ou por Whatsapp, ela é incrível e muito legal.
Em Julho desse mesmo ano a nossa escola estava recebendo muitos alunos novos e um deles foi parar na minha sala (Vou chama-ló de Kaio) o primeiro dia foi "incrível" já que todo mundo decidiu zoar o menino por nenhum motivo, mas depois de algumas semanas ele já estava fazendo amizade com o pessoal da sala. E foi assim que toda a merda começou.
Nesse mesmo período, nós estávamos fazendo um trabalho de História era basicamente um filme sobre a 2° Carls Mundial e cada grupo ficaria com um acontecimento sobre. O meu grupo está todo incompleto e era obrigatório ter mais de 5 pessoas e foi ai que eu pensei: "Hum... porque não chamar o Kaio para o nosso grupo vai ser incrível". Eu e a minha amiga Ester sempre ficávamos na biblioteca lendo alguma coisa ou conversando e nesse dia o Kaio estava lá assistindo algum anime aleatório, eu estava um pouco receosa em chegar nele e pergunta se ele gostaria de entrar no nosso grupo por causa da minha timidez e ele também parecia alguém muito fechado que não gostava muito de conversar. Mas Graças a Deus ele já estava em outro grupo e não poderia participar, mas tirando isso nós três (Kaio, Ester e eu) ficamos bastante tempo conversando sobre coisas aleatórias e animes, e foi assim que começando a ficar bem próximos. Depois daquele dia sempre ficávamos conversando sobre algo aleatório, eu me divertia bastante com eles, uma vez quase levamos advertência por chegar atrasados na sala pois a conversa tava tão engraçada que nem ouvimos o sinal tocar.
Meses se passaram e já éramos bem próximos, durante este período o Kaio disse para uma das minhas amigas que ele estava gostando da Ester e queria namorar com ela, não demorou muito para Ester descobrir, mas mesmo assim ela sempre me dizia que não queria nada com ele que era apenas amizade, mas adivinha ela sempre se encontrava com ele fora da escola ou no curso que eles faziam juntos e não demorou muito para que os dois começassem a namorar. (É uma coisa que até hoje eu não entendo). Minhas amigas ficaram com um pé a trás dizendo que isso não ia durar nem um mês direito que uma hora ou outra isso ia dá muito ruim para a Ester já que os pais dela são bem reservados e não queriam que ela começasse a namorar tão cedo assim.
Mesmo com esse namoro entre o Kaio e a Ester nós nunca deixamos de nós falar, muitas vezes ela me disse que prefiria passar um tempo comigo do que com o Kaio. Em um lindo dia eu chego em casa e começo a fazer minhas coisas quando do nada eu recebo uma ligação da Ana dizendo que o Kaio e outras amigas minhas fizeram uma aposta para descobrir se eu era lésbica já que eu passava muito tempo com a namorada dele (Sim foi exatamente isso que ele falou em um áudio para uma dessas amigas), eu fiquei em choque e muito puta com ele e com uma das minhas amigas (Eles apostaram até dinheiro nisso) acho que ninguém em hipótese alguma deveria fazer esse tipo de coisa com alguém e neste período eu estava me descobrindo (Só consegui me assumir esse ano assexual/arromantica, pra facilitar não gosto de homem e nem de mulher). Depois de alguns dias eu contei isso para a Ester já que ela estava preocupada por que eu tinha me afastado de todo mundo, ela ficou muito brava com o Kaio por causa disso e de outras coisas que ele estava fazendo com ela, ela me disse que queria terminar com ele o quanto antes (Mas eles só terminaram mesmo em Janeiro de 2020 e isso aconteceu em Outubro de 2019, e eles só terminaram por que ele disse que não gostava mais dela). Eu disse a ela que mesmo eles sendo namorando eu não queria ter nenhum tipo de vínculo com ele.
Depois de tudo isso minhas amigas pediram desculpas para mim, mas o real motivo é que eu não fiquei nem um pouco brava por acharem que eu vou lésbica ou bi, mas por terem apostado dinheiro em cima disso.
E nesse ano aconteceu de novo mas dessa vez foi a última pessoa que eu esperava isso, nós passamos de ano e agora estamos no ensino médio e a Ana decidiu espalhar pra todo mundo da sala dela sobre esse boato que eu era lésbica. E sim pessoal minha mãe conversou com a mãe dela e foi a maior surra que a Ana já levou na vida dela, ela ligou pra todo mundo chorando e pedindo desculpas sobre algumas coisas que ela já falou (Ela é aquele tipo de pessoa que gosta de força casalzinho esse tipo de coisa até virar um negócio insuportável, ninguém da nossa antiga turma gostava dela). Dias depois ela me pediu desculpas pessoalmente, mas eu nunca mais falei com ela depois daquele dia.
Ps: E eu infelizmente fiquei na mesma sala que o Kaio este ano e ele nem olha na minha cara e ele sempre diz para os outros que eu destruí o namoro dele com a Ester e blá blá blá e nem a decência de pedir desculpas para mim ele teve. Mas tirando tudo isso conheci várias pessoas legais e com certeza eu vou levar elas pra vida inteira.
Fico triste em saber que amizades que eu considerava importante acabaram me magoando bastante... mas enfim é isso um beijo <3.
submitted by littleant9 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.11 20:37 darwinson-chan O dia que minha namorada me expulsou do armario

Olá lubixco, editores, papelões (ou restos deles...), possível convidado (q n deve existir pela quarentena), turma que está a ver ou ler e pspsps gatas (já que não olham mais pro luba, dêem atenção pra mim).
A história não é bem engraçada, mas talvez possa ajudar alguém ou até fazer algumas risadas... Espero que gostem!
"O dia que minha namorada me expulsou do armario sem querer"
Então para esclarecer, eu me descobri bissexual no 9 ano e comecei a namorar uma garota no médio. Nunca fui de pegar ninguém então acabou que ela foi minha primeira namorada e a unica pessoa que eu tinha beijado.
Eu e essa menina, que na época se chamava Isabele e é assim que a chamaremos aqui, tínhamos um relacionamento legal, assistiamos anime e, as vezes, íamos no shopping com algumas amigas (o que era mais uma desculpa que qualquer outra coisa, mas tudo bem). Mesmo assim ela ainda fazia algumas piadas sobre minha sexualidade, meio bifóbicas, tipo "bem que você podia ser 100% sapatao" ou "não precisa fingir ser meio hétero", enfim...
Quando tínhamos uns 2 meses de namoro, saimos em um rolê com umas amigas pro cinema. Estávamos sentadas na frente do Starbucks (ela com alguma bebida de lá e eu com a casquinha do Mc pq eu sou pão duro) enquanto as outras "compravam o ingresso" (provavelmente n queriam segurar vela ou estavam atras de algum boy).
Entao Isabele disse que tinha que conversar comigo. Ela tava meio estranha nas últimas semanas e eu já tremi na base, achando que tinha feito algo errado, que ela ia terminar comigo ou algo assim. Isso começou a me deixar meio nervosa (e eu tava meio instavel pela TPM).
Entao a Isabele falou algo tipo: "Eu nunca me senti bem comigo mesma sabe... nao me identifico muito com o meu genero..." então ela falou que estava questionando o próprio gênero (há algumas semanas ela confirmou isso). Eu falei que tudo bem, que ia gostar de qualquer jeito, que amaria elu independente do genero. Isabele disse que estava pensando também em mudar o nome e eu apoiei e taus (mas continuarei chamando elu por Isabele por pedido próprio para não expor).
Elu veio por trás para me dar um abraço, o que eu achei estranho pq como eu ainda não tinha "saido do armário" pra mt gente nao costumavamos ter essas demonstrações publicas e muitas pessoas achavam que éramos amigas. Dada a situação não me importei, NÃO É COMO SE ALGUÉM FOSSE ME RECONHECER. Então elu disse no meu ouvido...
Eu respondi que eu era bi, mas podia amar elu mesmo assim. Além disso, na minha cabeça, se eu fosse lésbica não poderia gostar delu, já que se identificaria com outro genero.
(Algumas pessoas consideram que bissexuais podem gostar apenas de dois gêneros e eu nao tinha certeza na epoca. Hoje já tenho mais certeza pois vi um vídeo de uma tiktoker que me representou( https://vm.tiktok.com/T6aeL). isso meio que me pressionava e me dava umas crises de identidade fodas. Mas tudo bem. )
Depois de uma breve discussão, que eu não lembro o q tínhamos falado, Isabele perguntou de novo, meio pra baixo meio irritade e falou que eu não podia ser bi se eu ainda gostasse delu. Eu, como a pessoa calma que sou, acabei gritando "não posso o car...valho!" E concluí "Pensei que te amar fosse o suficiente" e atraí um pouco de atenção, havia alguns grupos adolescentes próximos olhando (guarde essa informação, ela é bem importante).
Acho que elu ficou magoade com aquilo e eu me senti muito mal, mas qual o problema em eu ser bi? Além disso elu sempre soube que eu tenho muitos problemas quanto a isso e mesmo assim ao inves de ajudar com minhas crises fazia piada. Mesmo que não soubesse a real intenção, se Isabele estaria fazendo as piadas pra me acalmar ou talvez me fazer admitir ser lésbica. Enfim não sei
Anyway, eu não devia ter gritado, elu ficou brave e explodiu tb, dizendo que eu tinha preconceito com pansexuais por não me admitir ser. E do nada o assunto mudou "Aliás por que você não sai da porr* do armário, em cara***?! Não tem orgulho de sermos um casal? ".
Isabele queria muito que eu falasse pros meus pais, já tinha dito que se sentia mal em esconder isso. Os pais delu são de boa então ela contou pra elus e pediu pra manter segredo, mas eu não contei nem pra todos meus amigos. Elu queria muito se apresentar como meu namorade, mas eu sempre disse pra elu esperar e elu ficava chateadu.
Bem, até agora, Quem é o babaca? (Deixa nos coment com um * pra eu saber que está se referindo a esse momento)
Continuando: eu, que já sou chorona, naquele dia estava bem pior. Como eu sempre faço, sai correndo pro banheiro, bem clichê mas é.
Uns minutos depois a minha amiga, que vamos chamar de Ana, foi atrás de mim, me ligou. Eu tava trancada numa das cabines do banheiro, só atendi e falei que tava no banheiro e ela me achou por causa do tênis que eu tava usando, que tinha uma faixa de arco íris na sola (alias como ela viu o meu tênis sendo que eu tava na última cabine, nao sei. só espero que não seja do jeito que eu imagino).
Ela me acalmou e taus, naquele momento o que eu mais sentia não era ódio delu e sim de mim mesma, eu não tinha o porque de ter gritado, descontei nela os problemas das minhas próprias crises.
Enfim, o resto do role meio q miou né? Eu fui pra casa da Ana pq se meus pais me vissem com aquela cara iam perguntar. Eu tava digitando um textinho de desculpas quando ela me parou e mandou eu olhar o twitter no perfil de Isabele. Eu olhei e já notei de cara uma indireta: "Acho que fingir 'ser alguem que você nao é' é péssimo. Mas pior é mentir para os outros e continuar mentindo." Quem manda indireta no twitter? eu não uso muito, então não sei se é normal mas subiu o ódio de novo.
O dia não podia piorar né? Mas o problema é que a situação nao acabou aí.
Lembra que eu disse que tinham muitos adolescente lá? Então, acontece que esse shopping é perto do colégio onde eu estudo então geral vai la e entre eles estava uma aluna do colégio, vamos chama-la de Carls.
A Carls era da minha série e, como adolescente nao sabe cuidar da própria vida, não só contou pra umas amigas, como também filmou uma parte e postou no snap. Hoje me abomino por ter pintado metade do meu cabelo de vermelho pq provavelmente ela me reconheceu por isso. Sabe aquela garota que gosta de espalhar fofoca por aí e age como se não tivesse feito nada de errado? bem era a Calrs.
E como adolescente também adora uma fofoca ou jogar lenha na fogueira, de repente virou um rumor. Alguém tirou print e o negócio meio que espalhou. Lembro que naquele dia chegaram a colocar no stories do insta do colégio (o insta que é meio que um blog dos alunos do médio) uma enquete se nos shippavam ou não.
O twitter de Isabele era privado, o que talvez diminuiu o alcance, mas não o suficiente pra elu perceber o que estava acontecendo. O post foi suficiente pra confirmar que eramos nós brigando e tiraram print do post dela, então adiantou nada a conta ser privada. As pessoas das nossas séries perguntavam pra mim se era verdade, tratavam como se fosse um plot de uma série americana.
Enfim talvez esteja parecendo maior do que realmente foi mas, para dar uma ideia mais realista, boa parte do segundo do médio comentou sobre isso em algum momento (pq, por Isabele ser "diferente" e abertamente, as pessoas conheciam elu, a maioria inclusive apoiava) e alguns grupinhos de colegas que pelo menos me conheciam falaram comigo. Essa situação, por conta de alguns comentários no twitter (não muito gentis), chegou na coordenação, a orientadora foi legal, chamou a gente no fim da aula e disse que se houvesse qualquer preconceito podia falar com ela e taus. Isso tudo em uns 3 dias. A gente conversou com calma, eu ainda amava elu, mas não tinha muita certeza se deviamos voltar.
A situação chegou nos meus pais. Eu tive que explicar tudo pra eles. Não foi tão ruim, mas eu queria ter uma outra oportunidade ou sla. Fiquei de castigo por causa dos roles e por não contar, sem celular por uma semana.
Eu e elu tinhamos evitado nos falar na escola pra diminuir os boatos. Depois disso ainda não tínhamos nos perdoado totalmente, apenas evitamos. Eu fiquei com outras garotas e entao começou a quarentena (fazia pouco menos de meio ano desde todo esse role) e com isso as paranoias: Eu nunca cheguei a ficar com nenhum garoto, muito menos a namorar. Nao sei se sou pan, bi ou lésbica, até pq eu me meti numa situação em que meu companheiro se descobriu agenero no meio do relacionamento. Talvez eu seja lésbica e causei esse furdúncio pra nada?? Acho que essa situação colocou ainda mais pressão infelizmente e, sei lá, as coisas são confusas as vezes.
Semana passada Isabele me chamou no whats, conversamos e nos perdoamos devidamente e ainda sinto um sentimento por elu. Ai meu Deeeeus eu vou morrer sozinhaaa.
Enfim, espero que tenham gostado (foi mal pelo textao). Todos os que estão passando por essas crises de sexualidade, genero ou whatever, durante a quarentena, fiquem fortes, posso não ser a melhor pra dar apoio, mas tudo vai ficar bem. Desculpa pela historia longa
Beijos, =30
submitted by darwinson-chan to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.11 09:04 kimikii Olá Luba

Olá Lubisco, editores e convidado ( se algum estiver presente), e a nossa linda turmaxx.
Bora começar..
Título (rs) : O traidor
Bom no COMEÇO desse ano fui transferida para o 9º ano do meu colégio, estava bem animada pois sabia q um cara q era dá outra sala iria para a minha hm ;) ( obs: eu já gostava dele á 1 ano ), prosseguindo, quando o sinal tocou todos foram para a sala de aula, e lá estava ele do outro lado da sala, no seu canto, olhando diretamente á mim,virei rapidamente pra minha amiga fingindo conversar ( KKK fiquei bem envergonhada) mas sentia q ele gostava de mim tbm, mas fui bem idiota de pensar nisso.
Até q depois de vários olhares durante a aula e semanas, nós conversamos, foi legal ! Ele tinha vários gostos legais e me identifiquei mt com ele, peguei o número dele e trocamos várias ideias no wats ;).
Começamos a namorar depois de meses, me sentia feliz ao lado dele, até ai tudo bem, mas recebi a noticia q ele namorava OUTRA tbm, e MEU MELHOR AMIGO q descobriu , ele me disse q viu ele beijando ela, e confiei na palavra dele pois ele é meu best fucking friend, fiquei de coração partido, E MANDEI UM FODASSE pra ele quando ele me chamou no wats, fiquei puta demais cara.
Conclusão, hj sou lésbica (mt feliz com essa vida nova) e gosto da minha melhor amg ;) e vou pedir ela em namoro!
Beijos! Obrigada <3
submitted by kimikii to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.01 05:11 Oshi_neah Fui babaca por tentar dar uma lição de moral no meu ex? (MINHA PRIMEIRA VEZ AQUI, UHUUUL)

Olá Lubinha, esforçados editores, Espírito Santo já que o possível convidado nunca está conosco, lindas gatas, finados papelotes e turma que está a ler.
Essa história tem quase 1 ano e basicamente ela é sobre o término do meu webnamoro. Se preparem, talvez vai ser longa. Pode me chamar de Carls, Luba. Eu ficaria feliz kkkjj (manda um beijo pro Espírito Santo-ES se ler essa história por favor menorquetreix ❤
Bah ahã, eu namorei um boy virtualmente por 1a e 10 meses (vou chamar ele de Zarls pra ficar legalzinho) e terminei por que o namoro já tinha ficado cansativo, eu não estava mais gostando dele e ele não parecia estar mais interessado em mim, tivemos muitas brigas durante o relacionamento principalmente por causa de ciúmes de ambas as partes (namorar a distância é muito pior em relação a ciúmes, e eu achava um saco ter que lidar com isso) e ele estava há um tempo falando bastante de uma outra garota que ele tinha conhecido na escola e eu desconfiava que ele estava me traindo com ela (PS: fiquei sabendo que o Zarls ficou com essa garota assim que eu terminei com ele, pois é) ele dava muitas desculpas pra não ficar mais comigo, não gostava de jogar comigo e nem dava sugestões de novas coisas que pudéssemos fazer juntos, mesmo distantes, não se esforçava pra gostar de nenhuma das coisas que eu gostava apesar de eu começar a gostar de muitas coisas por causa dele e pra ter assunto pra falar com ele, além de que em tudo o que a gente discutia, ele sempre tentava se sair por cima querendo ser melhor doq eu em tudo e isso me deixa extremamente irritada.
Bom, depois do nosso término nós acabamos não rompendo 100% do nosso contato pq nós estávamos no mesmo grupo de amigos do Facebook e eu não queria me desfazer de todos eles por causa de um namoro rompido, e sempre que eu ia dizer alguma coisa ele tentava me mandar uma indireta dizendo algo relacionado a mim que ele não gostava quando estávamos juntos, quando eu desabafava por estar triste ele se metia dizendo coisas como o típico Nice People "Ain, está com depressão? Apenas fique feliz! Apenas supere!" (tive depressão antes de estar com Zarls e depois ainda tive depressão por bastante tempo e ele sabia disso e me ajudou bastante algumas vezes, isso ainda vai ser relevante), fiquei muito nervosa com essas coisas e dei uns cortes nele até que ele me bloqueou e saiu do tal grupo que tínhamos com esses amigos, nesse meio tempo eu acabei reclamando muito dele com esses amigos, disse que ele tinha sido hipócrita comigo e que eu não aguentava mais lembrar dele, até que cheguei em um pico de raiva e disse que na verdade, preferia que ele estivesse morto (sei que fui muito cruel dizendo isso, mas não acabou por aqui) Algum tempo depois, uma página de LoL (nos jogavamos muito LoL juntos) anunciou que criaria vários grupos separados no Whatsapp para os fãs da pagina (se não me engano eram 5 grupos) e eu fiquei super animada em participar pq gosto de conversar com pessoas diferentes sobre coisas que eu gosto muito. Lembrando que tinham 5 grupos nessa página, e existiam mais 4 opções além da minha pra ele entrar e ficar lá com diferentes tipos de pessoas, mas adivinha em qual grupo ele entrou?
Exatamente
NO MESMO QUE EU!!
Eu reconheci ele pelo número de telefone dele (detalhe: dois anos de namoro e ele não tinha decorado meu número KKKKKKKKKKKK)
Ele não sabia que eu tava no mesmo grupo que ele, pq como eu disse ele não tinha gravado o meu número no celular dele, porém assim que eu percebi que ele estava no mesmo grupo que eu, eu quis sair de lá, porém eu percebi que no meio das mensagens que ele mandou, ele estava reclamando de uma ex, e até aquele momento a única ex que eu sabia que ele tinha era eu, e quando fui ler ele realmente estava reclamando de mim, e além de estar reclamando ele estava MENTINDO SOBRE MIM E ME FAZENDO PARECER A EX LOUCA E SURTADA QUE ABUSOU DO INCRÍVEL PSICOLÓGICO DE MERDA DELE. Eu fiquei enojada e não acreditei que ele tava falando coisas tão ruins do nosso relacionamento, eu me desdobrei tempo inumeras vezes pra tentar fazer ele feliz e se sentir melhor mesmo que meu emocional estivesse pior ainda, já que na época eu tive depressão e até mesmo me automultilava pra tentar resistir a dor que eu sentia) No meio das conversas ele disse que eu era IDIOTA E TROUXA por ter comprado 2 skins no LoL de presente pra ele, o que custou uns 60 reais do meu bolso e ficou se exibindo por ter ganhado de mim skins bonitas e de patente alta no jogo (ele nunca me deu um único presente em dinheiro, nunca comprou nada pra mim e eu nunca cobrei isso dele pq dizia que o importante não eram presentes caros e sim oq ele sentia por mim, oq pelo que eu vi era um sentimento falso). Nesse momento, eu fingi que não era a ex dele e que só era uma pessoa ali no meio e entrei no meio da conversa, tentando ao máximo não atacar ele pq eu já tava PUTA de raiva, mas sabia que atacar e xingar ele não resolveria nada, então só disse que não achava saudável as pessoas atacarem outras e chamarem elas daquela forma, principalmente se essa pessoa era uma ex e tinha feito parte da vida dele, que ele deveria ter um pouco de respeito pelo que a pessoa tinha representado pra ele. Pois bem, o Zarls TIROU ONDA doq eu disse e afirmou que a ex dele era só uma louca que sentia ciúmes sem motivo dele com a amiga lésbica dele (eu realmente senti ciúmes dele com a melhor amiga dele, apesar de ela ser lésbica, mas não era pq eu achava que ele ia me trair com ela, e sim pq quando ele estava com ela, ele não me dava atenção NENHUMA, NEM UM PINGO, ZERO, UM VÁCUO DE ATENÇÃO, e isso não aconteceu uma ou duas vezes, acontecia direto, eu reclamava com ele, ele dizia que ia mudar mas nunca mudava) aí eu tinha ficado nervosa, perguntei se "a ex" dele tinha algum problema psicológico pra sentir ciúmes compulsivos dele (pq foi oq ele disse que eu sentia, aiai) aí ele só disse que ela só tinha depressão (pelo menos uma verdade), e eu falei me vitimizando um pouco, isso eu confesso, que talvez ele não tinha tratado ela como deveria, já que ela tinha depressão os sentimentos dela nunca seriam 100% normais pq existia muita insegurança e coisas do tipo, e disse que se ele tivesse oportunidade de conversar com "ela", seria bom que ele pedisse desculpas pra ela, pq se "eles" tinham terminado, claramente a culpa não era só dela, e sim dele também (não tiro de mim a culpa pelo meu relacionamento ter dado errado, sei que cometi erros também, mas eu sempre me esforçava pra mudar eles, coisa que eu nunca vi ele fazendo) e mandei ele ter mais respeito pelas pessoas e parar de falar mal de ex'es dele na internet no meio de um monte de desconhecidos que provavelmente nem conheciam ela, pq isso era falta de respeito e que o relacionamento era uma coisa que ele tinha que resolver pessoalmente com ela, e não ficar explanando a vida dela pra gente desconhecida. Pois bem, uns 10 minutos depois disso aparece mensagem dele no meu Whatsapp, mensagem privada mesmo, dele me mandando parar de fazer drama no grupo, sendo que era ele quem estava lá me apresentando como uma louca e ele como o santo que não fez nada de errado, mentiroso do krl. Perguntei como que ele tinha conseguido meu número e ele disse que tinha pegado o número sabe com quem? Com aquela melhor amiga lésbica dele (vou chamar de Karen, que se dizia minha amiga também e eu tinha desabafado com ela dias antes disso e ela parecia me apoiar e não a ele que tinha literalmente ME TRAÍDO), nessa hora fiquei puta com os dois, com ele por ter mentido muito sobre mim e com ela por ter dado o meu número pessoal pra uma pessoa que eu claramente não queria que tivesse o meu número sem nem me perguntar antes. Quando ele me reconheceu e mandou mensagem no privado, eu disse pra ele pra parar de ser infantil, que essa atitude dele não se fazia ainda mais com uma pessoa que tinha perdido 2 anos da vida dela por causa dele e que ele sabia muito bem que tinha depressão e que poderia muito bem se matar depois de um absurdo desses que ele tinha feito simplesmente pra parecer o "bonzão", falei que fui muito trouxa de ter acreditado que um dia ele gostou de mim, falei que ele era um fingido desgraçado e que não merecia nem um único segundo que eu gastei com ele e nem um único centavo que eu tinha gastado com presentes pra ele, falei que esperava algo mais decente vindo dele e que depois de não ter nem tido a iniciativa de me pedir em namoro por si próprio (ele me pediu em namoro pq uma amiga aconselhou ele a fazer isso), esperava que pelo menos no término ele agisse como homem e não como uma criança que só queria atenção. Falei que ele não merecia a mulher que eu tinha sido pra ele, e que como ele era um mentiroso crianção de MERDA e não respeitava nada doq eu fui pra ele, na verdade ele não merecia mulher nenhuma. Bloqueei ele depois de ele pedir desculpas da forma mais genérica possível e disse que antes de fuder o psicológico de outra garota, ele precisava primeiro crescer e tentar ser uma pessoa melhor. Fui conversar com essa amiga dele que deu meu número pra ele e ela confirmou que fez, mas ficou se fazendo de vítima e depois me bloqueou também, acho que tinha me livrado de uma boa, pq se ela tinha me metido a facada nas costas uma vez, ela poderia fazer de novo futuramente. Não acho que ela tenha se arrependido, mas enfim, foi isso que aconteceu. Depois de um tempo me arrependi um pouco de ter fingido ser outra pessoa pra fazer essas coisas com ele, mas não sei julgar se foi injusto, por isso deixo o julgamento com vocês. Eu fui babaca ou não fui?
PS: Na época eu tirei prints das conversas no Whatsapp, mas eu troquei de celular e não consegui salvar as fotos, e tbm não achei elas no meu Google Fotos pra confirmar, mas vou continuar procurando. Se eu achar tento colocar aqui no post ok? Beijos lindos menorquetreiss
submitted by Oshi_neah to TurmaFeira [link] [comments]


PRIMEIRA VEZ LÉSBICA - YouTube VIREI LÉSBICA COM OUTRA MENINA NA CAMA (ELA ME BEIJOU ... pedido de namoro/ lesbica/ lesbian 2018 Pedido de Namoro Lésbico Namoro lesbico 10 REGRAS PARA O NAMORO LÉSBICO. PEDIDO DE NAMORO LESBICO PEDIDO DE NAMORO  LÉSBICAS! - YouTube lesbicas-Amor entre Professora e Aluna - YouTube Pedido de Namoro Lesbico 02 - YouTube

Lesbicas-mulheres, Mulher, 54 Lisboa, Portugal Badoo

  1. PRIMEIRA VEZ LÉSBICA - YouTube
  2. VIREI LÉSBICA COM OUTRA MENINA NA CAMA (ELA ME BEIJOU ...
  3. pedido de namoro/ lesbica/ lesbian 2018
  4. Pedido de Namoro Lésbico
  5. Namoro lesbico
  6. 10 REGRAS PARA O NAMORO LÉSBICO.
  7. PEDIDO DE NAMORO LESBICO
  8. PEDIDO DE NAMORO LÉSBICAS! - YouTube
  9. lesbicas-Amor entre Professora e Aluna - YouTube
  10. Pedido de Namoro Lesbico 02 - YouTube

Hoje contamos pra vocês como foi a nossa primeira vez lésbica! Não esquece de deixar seu like Nos siga também, nas redes sociais: Canal: INSTAGRAM: @canal.en... Baixe Grátis a ONEFOOTBALL para ANDROID e IOS!! Clique no Link: https://tinyurl.com/DanielBaki-04 Canal deles: https://www.youtube.com/channel/UCthHsGZrNOE9T... LINDAS Canal das meninas do TGD!! Quem nao se escreveu no canal delas nao perde tempo vai la e se escrevam!! O Namoro das Lésbicas P.1😍💝 - Duration: 5:19. Marcos Cz 10,607 views. 5:19. Pedido de Namoro - Matheus e Melissa ... Namoro a distancia / melhores encontros - Duration: 7:10. Video dedicado as mulheres que gostam de mulheres... Em breve, mais.. [email protected] Casal de Lesbicas fofo ♡ Te Amo Amor♡ - Duration: ... Natalia Alencar 186,928 views. 0:59. Pedi minha amiga em namoro e olha no que deu😍 - Duration: 11:01. Canal da resenha 107,861 views ... 7 LÉSBICAS QUE VOCÊ VAI NAMORAR NA VIDA - Duration: 4:14. Canal das Bee 458,942 views. ... Namoro á Distância / melhores encontros 😍 ️ #namoroadistancia - Duration: 8:21. SURPRESA PEDIDO DE NAMORO- MELHOR NAMORADA - LÉSBICAS - THAMY&GIL - Duration: 2:15. Mudei De Vida 17,098 views. 2:15. TESTE: VOCÊ RECONHECE SUA NAMORADA? [LÉSBICAS] - Põe na Roda - Duration ... Olá galera!!! Neste vídeo contamos um pouco da historia de como foi o nosso pedido de namoro. 💻 Inscreva-se no canal: https://www.youtube.com/channel/UCrRSmJ... Pedido de namoro Beatriz e Maristela 2018 - Duration: 2:25. Caroline Hartmann 142,210 views. ... O Namoro das Lésbicas P.2 😍💝 - Duration: 6:15. Marcos Cz 20,501 views.