Data últimos referers

Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte III – A PREPARAÇÃO INTRODUÇÃO pt 10 a 3ra fase do CACD

2020.07.23 10:36 diplohora Bruno Rezende : meus estudos para o CACD Parte III – A PREPARAÇÃO INTRODUÇÃO pt 10 a 3ra fase do CACD

Em primeiro lugar, lembro uma coisa muito simples: terceira fase não é segunda fase. Você não precisa se preocupar com propriedade vocabular, vírgulas antes de orações subordinadas reduzidas de infinitivo e coisas do tipo. É óbvio que não vale escrever completamente errado também, mas o que eu quero dizer é que a banca da terceira fase nem sabe das exigências da segunda fase direito, então não precisa se preocupar tanto com aspectos formais da escrita. Obviamente, a necessidade de ter uma tese central e alguns argumentos que a comprovem de maneira coerente permanece, mas isso não é novidade para ninguém. A importância do aspecto formal da terceira fase não está nas palavras e nos termos de uma oração, mas na sequência lógica de argumentos.
Algo bastante importante nas provas de terceira fase é destacar um argumento central, uma tese que responda à questão e que lhe permita apresentar exemplos/construções teóricas e desenvolver argumentos que a comprovem. Nessa situaç~o, vale a velha “fórmula” de dissertaç~o: introdução (com a tese central), argumentação (com uma ideia central por parágrafo, com argumentos que comprovem sua tese central) e conclusão (com retomada da tese e com articulação dos argumentos apresentados). Não há um número ideal de parágrafos, vale o bom senso (evitar parágrafos com apenas uma frase ou excessivamente grandes, mas não é necessário que tenham quase o mesmo tamanho, por exemplo, como ocorre na segunda fase).
Evite juízos de valor muito expressivos. Obviamente, tudo o que você escreve contém um pouco de subjetividade, mas evite adjetivações excessivas e algumas construções, como “é importante ressaltar que…”, “vale lembrar que...” ou “fato que merece destaque é…”.
Evite listagens longas e/ou imprecisas. Por exemplo: se você não se lembra de todos os países que fazem parte de determinado grupo, ou se eles são muitos, evite citações de todos os países (na verdade, não sei por qual motivo alguém iria querer citar os membros de um grupo assim, mas vai que precisa de algumas linhas de “enrolaç~o”, não é?). Ex.: “A UNASUL é composta por Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela”.
Preferir: “A UNASUL é composta pelos doze países latino-americanos (à exceção da Guiana Francesa)” ou “A UNASUL é composta pelo agrupamento dos membros do MERCOSUL e da CAN, acrescidos do Chile, do Suriname e da Guiana”. Quanto a imprecisões, evitar, por exemplo: “A UNASUL é composta por Brasil, Argentina, Venezuela, entre outros”. Se você n~o se lembra de todos ou se o número de países é relativamente grande para citar todos, opte ou pelas alternativas anteriormente apresentadas ou, pelo menos, por algo como “Na UNASUL, destacam-se o Brasil – por sua dimensão territorial, por sua população e por seu peso político-econômico –, a Argentina – importante mercado emergente, com forte setor agrícola voltado à exportação e com indústria diversificada – e a Venezuela – detentora de recursos naturais estratégicos e grande exportadora de petróleo”.
Evite, também, citações e menções excessivas. Elas não devem constituir a base de sua resposta. Excesso de citação de eventos pode ser um problema. Obviamente, citar datas, conceitos e períodos é fundamental, mas o problema começa quando essas referências ocupam frases inteiras, sem argumentação e sem sequência lógica de relações. Veja os Guias de Estudos antigos, para ter uma noção do tipo de resposta preferido pela banca. O importante é não exagerar, para o texto não ficar carregado de informações que, ainda que úteis, não sustentam a tese que responde à questão de maneira consistente. Para conceitos menos conhecidos, convém citar a fonte (de todo modo, ainda que certos conceitos, como “Estado normal”, sejam consagrados na literatura sobre política externa brasileira, dizer que “o país entrou, assim, no período que Amado Cervo define como ‘Estado normal’” me parece boa estratégia – até porque o próprio Amado Cervo já foi da banca corretora vez ou outra; o José Flávio Sombra Saraiva é outro que tenho certeza de que irá adorar ver seu nome mencionado em uma resposta).
Algo bastante útil é evitar criar (e cair em) armadilhas. Se você sabe, por exemplo, que o Pacto Andino foi firmado em 1969, mas não tem certeza se a organização aí criada já se chamava Comunidade Andina de Nações, por exemplo, opte por uma formulação de resposta que evite comprometer-se quanto a isso. Uma sugest~o seria, por exemplo: “Firmado em 1969, o Pacto Andino consubstanciou importante passo para a criaç~o da Comunidade Andina de Nações (CAN)”. Desse modo, você evita incorrer no erro de atribuir ao Pacto a responsabilidade pela criação da CAN, sem deixar de destacar sua importância para que isso ocorresse posteriormente. Evite, também, conceitos “politicamente incorretos” ou em desuso, como “governo neoliberal” (preferir “governo associado aos princípios do Consenso de Washington”, por exemplo), “país subdesenvolvido” (preferir “país de menor desenvolvimento relativo”, por exemplo) etc.
Para boa parte dos argumentos a ser empregados na terceira fase, a leitura atenta e o fichamento das melhores respostas dos Guias de Estudos anteriores podem ajudar bastante. Eu tive um professor de cursinho, o Ricardo Macau, que gostava de dizer que o intuito de fichar os Guias de Estudos era, simplesmente, roubar argumentos. Ninguém precisa inventar novos argumentos, para tentar “chocar” a banca. Se a banca publica um Guia de Estudos anualmente, dizia ele, é para mostrar a todos os candidatos o que ela queria ler como resposta naquela questão e o que ela quer ler nas respostas dos concursos dos anos seguintes. Dessa maneira, não há nenhum constrangimento em fichar os principais argumentos das provas dos anos anteriores e em usá-los nas questões pertinentes da terceira fase. Alguns desses argumentos foram muito úteis para mim, especialmente nas provas de História do Brasil, de Política Internacional e de Direito.
Uma coisa que pouca gente fala é que os Guias de Estudos nem sempre são cópias fidedignas das respostas dos candidatos. A organização do concurso entra em contato com os autores das respostas selecionadas e solicita que os próprios autores digitem suas respostas. Os candidatos podem fazer eventuais alterações pontuais de algumas imprecisões, mas alguns poucos acabam exagerando. Para quem está se preparando para o concurso, não poderia haver nada pior, já que não podemos ter uma noção exata de qual tipo de resposta foi avaliado como suficiente pelos examinadores (por saber que era possível alterar, eu sempre ficava em dúvida: será que ele/ela ganhou essa nota escrevendo tudo isso mesmo?). J vi gente dizendo que “quem consegue fazer as melhores respostas deu sorte, porque fez mestrado ou doutorado no assunto, pelo menos”, e isso é completa mentira. O que ocorre é que essas pessoas souberam conjugar estudo eficiente e capacidade de desenvolvimento analítico diferenciada que sejam convertidos em uma argumentação clara e consistente. Para isso, não tem mestrado ou doutorado que adiante. Em algumas questões, você sente ser capaz de escrever o dobro ou ainda mais sobre aquele assunto (principalmente, nas questões de 60 linhas), mas o que mais conta, no fim das contas, é a forma, o modo como você organiza suas ideias, os argumentos de que você faz uso etc.
Na prova de História do Brasil, alguns temas são mais ou menos recorrentes. Definição das fronteiras nacionais, política externa do Império, política externa dos governos Quadros-Goulart (Política Externa Independente), política externa dos governos militares (especialmente, Geisel), relações do Brasil com a América do Sul (destaque para as relações Brasil-Argentina desde o século XIX), relações do Brasil com a África (do período da descolonização até a década de 1980). Obviamente, há inúmeros outros temas (bastante pontuais às vezes) que também são cobrados, mas eu acho que, se eu tivesse só uma semana, para estudar tudo de História do Brasil, eu escolheria esses temas. Ainda que eles não sejam cobrados diretamente, podem ser encaixados em muitas outras questões.
A prova de Inglês consiste de uma tradução do Inglês para o Português (valor: 20 pontos), de uma versão do Português para o Inglês (valor: 15 pontos), de um resumo de texto em Inglês (valor: 15 pontos) e de uma redação sobre tema geral (valor: 50 pontos). As notas de Inglês são, geralmente, bem mais baixas que as das demais provas, o que, considerando que boa parte dos candidatos que chega à terceira fase tem alguma experiência no domínio avançado da língua inglesa (acredito eu), é claro sinal de que a cobrança é bastante rigorosa, e apenas conhecimentos básicos da língua não são suficientes.
Quanto à tradução e à versão, não tenho muito a dizer. Há dedução de 1,00 ou de 0,50 pontos (dependendo do tipo de erro) do valor total do exercício para cada erro de tradução13. O vocabulário cobrado nem sempre é muito simples (um ou outro termo pode ser mais complicado), mas, em geral, não há muitos problemas. Normalmente, as notas da tradução são bem maiores que as notas da versão. Um pequeno “problema” nas traduções e nas versões é o seguinte: o examinador escolhe, tanto nas traduções para o Português quanto nas versões para o Inglês, algumas expressões que ele quer, obrigatoriamente, que o candidato use determinados termos que correspondam àquela palavra ou expressão na outra língua. Assim, por exemplo, se há o termo “vidente”, para ser traduzido para o Inglês, e se o examinador escolheu essa palavra, para testar os candidatos, você ser penalizado, se tentar dizer isso com uma express~o como “a person who foresees” ou coisa do tipo. Se o examinador, entretanto, não houver escolhido essa palavra como teste, você poderá não perder nenhum ponto por isso. O maior problema é que, obviamente, você não sabe quais são as expressões que serão escolhidas enquanto faz a prova. Pode ser que uma expressão para a qual você não conhece a tradução exata não seja uma das escolhidas pelo examinador, e dizer a mesma coisa de outra maneira (com uma frase ou com uma expressão mais longa que exprima o mesmo sentido) pode não implicar penalização. Enfim, não há como saber isso antecipadamente, então a melhor alternativa é, sempre, a tradução o mais fidedigna possível. De toda forma, se não souber, aí não tem jeito, invente alguma coisa, pode ser que seja aceita. Só nunca, nunca, deixe um espaço em branco, pois isso atrai os olhos do examinador, e ele saberá que já tem algo faltando ali. Mesmo que você não tenha nenhuma ideia do que alguma coisa signifique ou de como traduzir, invente palavras, crie sinônimos que não existem, faça qualquer malabarismo linguístico que estiver a seu alcance, só não deixe espaços em branco. Como os examinadores corrigem mais de duzentas provas (números de 2010 e de 2011), pode ser que alguns erros acabem passando despercebidos.
13 Segundo o Guia de Estudos: menos 1,00 pontos por falta de correspondência ao(s) texto(s)-fonte, erros gramaticais, escolhas errôneas de palavras e estilo inadequado; menos 0,50 pontos por erros de pontuação ou de ortografia. Apesar dessa previsão no Guia de Estudos, a banca também tem considerado, nos últimos concursos, que também se subtraem 0,50 pontos por erro de preposição, ao invés de 1,00 pontos.
O resumo do texto em Inglês costuma surpreender alguns candidatos com baixas notas. A atribuição de pontos é feita de acordo com uma avaliação subjetiva que considera várias coisas: quantidade de erros, abrangência de todos os pontos selecionados pelo examinador como os mais importantes do texto etc. Não é necessário incluir exemplos no resumo, que deve, com suas palavras, abranger todos os principais temas discutidos no texto, seus argumentos e sua linha de raciocínio (os temas e os argumentos podem ser apresentados na ordem que você considerar mais interessante, não é necessário seguir a ordem do texto). No resumo, não se emite opinião sobre o texto, e n~o é necessrio dizer “o autor defende”, “segundo o autor” (em Inglês, obviamente). Como se trata do resumo de um texto, é evidente que tudo o que está ali resume as opiniões do autor. Não é necessário fazer uma introdução e uma conclusão, você perderá muito espaço, e não é esse o objetivo do resumo. Seja simples e direto, acho que é a melhor dica.
O comando indica um máximo de 200 palavras, mas eles não contam. Já vi professores dizendo para que os alunos fizessem, obrigatoriamente, entre 198 e 200 palavras, mas, se você buscar os Guias de Estudos anteriores, verá que há resumos que fogem a esse padrão (para baixo ou para cima) e que foram escolhidos como o melhor resumo daquele ano. É claro que você não vai escrever 220 palavras, mas acho que umas 205, mais ou menos, estão de bom tamanho (escrevi um pouco mais de 200, acho que 203, não sei). A professora do cursinho de terceira fase dizia que podíamos fazer até cerca de 210 (desde que a letra não fosse enorme, para não despertar a curiosidade do examinador) que não teria problema. É claro que o foco deve estar nos 200, esse valor superior é apenas para o caso de lhe faltarem algumas palavras, para encerrar o raciocínio.
Em 2011, os 15,00 pontos do resumo foram divididos em duas partes: 12,00 pontos para a síntese dos principais aspectos do texto e 3,00 pontos para linguagem e gramática. O examinador determinou que havia seis tópicos principais do texto que deveriam ser incluídos no resumo e atribuiu até dois pontos para a discussão de cada um desses tópicos. Obviamente, não há como saber quantos serão esses tópicos. O melhor a fazer é tentar tratar de todos os aspectos mais importantes do texto com o mínimo possível de palavras. Se sobrarem 10 ou 15 palavras, não desperdice, faça uma frase a mais, quem sabe isso pode lhe render alguns preciosos décimos a mais.
A redação em Inglês é de 45 a 60 linhas, com valor de 50 pontos. Esses 50 pontos são distribuídos em: planejamento e desenvolvimento (20 pontos), qualidade vocabular (10 pontos) e gramática (20 pontos), com penalização de 1,00 ou de 0,50 pontos por erro, de acordo com o tipo de erro14 (descontados da parte de gramática). Nota zero em gramática implica nota zero na redação (logo, cuidado para não zerar). Há penalização de 1,00 pontos para cada linha que faltar para o mínimo estabelecido.
Normalmente, a redação trata de temas internacionais de fácil articulação. Não há recomendações de número de parágrafos, de número de linhas por parágrafo ou coisa do tipo. As principais coisas a observar são: ter uma tese central, usar argumentos que a sustentem, e, sobretudo, fornecer exemplos. Ao ver espelhos de correção de concursos anteriores no cursinho, fica evidente que muitas notas de planejamento e desenvolvimento são mais baixas devido à ausência ou à insuficiência de exemplos, como indicam os comentários dos examinadores em provas anteriores (a prova de Inglês é a única da terceira fase que vem com comentários e com marcações). Eu diria, portanto, que é necessário prestar atenção na argumentação coerente que comprove a tese, é claro, e no fornecimento de vários exemplos que sustentem a argumentação apresentada. É claro que só listar dezenas de exemplos pode não adiantar nada, mas, se você souber usá-los de maneira coerente, como complemento à argumentação, acho que poderá ser bem recompensado por isso. Ao contrário do que já vi dizerem por aí, não há penalizaç~o por “ideologia” discrepante daquela da banca. Aproveitando a temática da prova de 2001, não interessa se você é contra ou a favor da globalização, o importante é elencar argumentos fortes e sustentá-los com exemplos pertinentes.
14 Segundo o Guia de Estudos, menos 1,00 pontos por erro (exceto para erros de pontuação ou de ortografia, para os quais há subtração de 0,50 pontos). Apesar dessa previsão no Guia de Estudos, a banca também tem considerado, nos últimos concursos, que também se subtrai 0,50 pontos por erro de preposição, ao invés de 1,00 pontos.
Por fim, a parte de qualidade vocabular não se refere só ao uso de construções avançadas de Inglês (inversões, expressões idiomáticas etc.). De nada adianta usar dezenas de construções avançadas, se você tiver muitos erros de gramática. Os 10 pontos de qualidade vocabular levam em consideração tanto o número de construções avançadas que você usou quanto o número de erros de gramática que você teve. Ainda que você use poucas construções avançadas, se não errar nada de gramática (ou se errar muito pouco), sua nota nesse quesito deverá ser bem alta. Dessa forma, acho que o melhor a fazer é preocupar-se, primeiramente, com gramática. Uma pequena lista de expressões idiomáticas passíveis de se empregar, combinada com o uso de construções mais avançadas (como inversões, por exemplo), já pode significar boa nota de qualidade vocabular, se você não perder muitos pontos de gramática. Não vou dizer quais usei, senão todo mundo vai usar as mesmas e ninguém vai ganhar pontos. Usem a criatividade: vejam expressões diferentes, palavras conotativas apropriadas, verbos e palavras mais “elaborados” etc.
Em resumo, acho que o principal da redação é: errar pouco em gramática e fornecer exemplos. Com isso e com bons argumentos, sem fugir ao tema, eu diria que há boas chances de uma nota razoável.
A prova de Geografia é, a meu ver, uma das mais chatas e imprevisíveis. Cada ano, a prova é de um jeito, ora cobra Geografia física, ora cobra teoria da Geografia etc. No geral, acho que a banca não tem muita noção de que está avaliando conhecimentos importantes para o exercício da profissão de diplomata, não de geógrafo. Assim, frequentemente, aparecem algumas questões bem loucas. O bom das questões mais chatas de Geografia é que a banca costuma ser mais generosa na correção. Há alguns anos, uma questão sobre minérios na África, por exemplo, aterrorizou muitos candidatos, mas, na hora da correção, segundo um professor de cursinho, as notas não foram tão baixas. Por isso, não se preocupe tanto com essas questões mais espinhosas que, eventualmente, aparecem na terceira fase de Geografia.
Em 2011, uma das questões (sobre navegação de cabotagem no Brasil, na década 2001-2010) havia sido tema de uma reportagem do programa Globomar duas semanas antes da prova. Para falar a verdade, eu não sabia nem o que era Globomar, se era uma reportagem do Fantástico, um quadro do Faustão ou a nova novela das sete, mas, como um raio pode cair duas vezes no mesmo lugar, não custa nada informar para que você fique atento a algumas dessas questões mais recentes. Não precisa gravar e tomar notas de todo Globomar daqui para frente. Dar uma olhada nos temas desse tipo de programa, de vez em quando, já deve ser mais que suficiente. Vale dizer que o mais importante é, sempre, Geografia do Brasil. Não precisa assistir o National Geographic sobre monções no Sri Lanka, porque não vai cair. De todo modo, assuntos relativos à costa e ao litoral brasileiros são reincidentes no concurso.
Muitos falam sobre a necessidade de usar o “miltonsantês”, como s~o conhecidos os conceitos de Milton Santos, nas respostas de terceira fase. É algo meio batido, mas acho que todo mundo que faz, pelo menos, o cursinho preparatório para a terceira fase deverá ouvir alguma coisa a respeito, então não se preocupe com isso. Se der para usar alguns conceitos em determinadas questões, use sem exageros. Esses termos podem render bons olhos com a banca, mas ninguém tira total só porque escreveu dez conceitos miltonianos na resposta.
Algumas argumentações s~o “coringas” em Política Internacional. Alguns conceitos, como “multilateralismo normativo”, “postura proativa e participativa”, “articulaç~o de consensos”, “reforma da ordem”, “juridicismo”, “pacifismo”, “pragmatismo”, “autonomia pela participaç~o” etc., poderão ser encaixados em quase todas as respostas de terceira fase. Relações Sul-Sul, América do Sul, BRICS, IBAS, África também são temas que poderão ser empregados em diversos contextos (temáticas recorrentes nos últimos concursos). Desse modo, saiba usar esse conhecimento a seu favor. Se há uma questão que pede comentário sobre algum aspecto da política externa brasileira contemporânea, citar esses conceitos já pode ser bom começo.
Não custa nada lembrar que você está fazendo uma prova para o Ministério em que você pretende trabalhar pelo resto da vida. Criticar a atuação recente do MRE não é sinal de maturidade crítica ou coisa do tipo, pode ter certeza de que n~o ser bem visto pela banca corretora. N~o precisa “puxar o saco” do governo atual descaradamente, mas considero uma estratégia, no mínimo, inteligente procurar ressaltar que, apesar de eventuais desafios à inserção internacional do Brasil, o país vem conseguindo alçar importantes conquistas no contexto internacional contemporâneo, como reflexo de sua inserção internacional madura, proativa e propositiva. Na prova de 2011, a prova da importância de saber a posição oficial do MRE com relação a temáticas da política internacional contemporânea ficou evidente em uma questão que pedia que se discutisse a situação na Líbia, apresentando a posição oficial do governo brasileiro e os motivos para a abstenção do Brasil na votação da resolução 1.973 do Conselho de Segurança da ONU. Saber a posição oficial do governo sobre os principais temas da agenda internacional contemporânea é fundamental na terceira fase. Na primeira fase também: em 2011, um item dizia que o MRE usava a participação na MINUSTAH como “moeda de troca” para o assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Por mais que a mídia sensacionalista diga isso e por mais que você, porventura, acredite nisso, não é essa a posição oficial do Ministério, então isso não está correto e ponto. Seja pragmático e tenha, sempre, em mente que você está fazendo uma prova para o governo. Em dúvida, pense: o que o governo brasileiro defende nessa situação? Essa posição vale tanto para a primeira fase quanto para a terceira.
Com relação à prova de Direito, é uma avaliação, a meu ver, bastante tranquila e uma das mais bem formuladas. Não há grandes segredos, e a leitura (acompanhada do fichamento) dos Guias de Estudos antigos é fundamental. Muitos estilos de questões repetem de um ano para o outro, e alguns argumentos gerais sobre o fundamento de juridicidade do Direito Internacional Público, por exemplo, são úteis quase sempre. Ultimamente, a probabilidade de questões sobre Direito interno propriamente dito tem sido reduzida a temáticas que envolvam o Direito Internacional (como a questão sobre a competência para efetuar a denúncia a tratados, cobrada em 2010). Em Direito Internacional Privado, o que já foi cobrado do assunto, em concursos recentes, esteve relacionado à homologação de sentença estrangeira, assunto bastante básico e tranquilo de estudar. Em Direito Internacional Público (DIP), atenção especial à solução de controvérsias (meios pacíficos, meios coercitivos, meios jurídicos e meios bélicos), ao sistema ONU e ao sistema de solução de controvérsias da Organização Mundial do Comércio, além do supracitado fundamento de juridicidade do DIP (“afinal, por que o DIP é Direito?”). Uma dica que vale tanto para as questões de Direito quanto para as de Economia é tomar cuidado com o número de linhas. Como há questões de 60 e de 40 linhas, corre-se o risco de perder muito espaço com argumentos e ilustrações não necessários à questão. Nas provas dessas duas matérias, não acho que seja tão necessário preocupar-se tanto com a introdução e com a conclusão nas questões de 40 linhas (nas de 60, se houver, devem ser bem curtas), pois não há espaço suficiente para isso. Em minhas provas de terceira fase, apenas respondi a essas questões de 40 linhas diretamente.
A prova de Economia mudou muito, se você comparar as provas de 2008-2009 às de 2010-2011, por exemplo. Anteriormente, havia questões enormes de cálculos, equações de Microeconomia etc. Em 2010, a única questão que envolvia cálculo era ridiculamente fácil. Em 2011, para melhorar a situação daqueles que não gostam dos números, não havia um único cálculo nas questões, todas elas analíticas. Além disso, as cobranças anteriores de Economia Brasileira focavam, especialmente, no período da República Velha (isso se repetiu em 2010). Em 2011, até mesmo o balanço de pagamentos atual do Brasil e a economia dos BRIC na atualidade foram objetos de questões. Talvez seja uma tendência da prova de Economia dos próximos anos, de priorizar o raciocínio econômico, em detrimento dos cálculos matemáticos que aterrorizavam muitos no passado. Ainda que eu não tenha problemas com cálculo (e goste bastante, inclusive), devo admitir que me parece muito mais coerente cobrar economia dos países do BRIC do que insistir nos cálculos de preço de equilíbrio, quantidade de equilíbrio, peso-morto etc., se considerarmos que se trata de uma prova que visa a selecionar futuros diplomatas (aí está uma lição que a banca de Geografia precisava aprender).
Ainda que, à primeira vista, esse novo tipo de prova possa parecer mais fácil, pode não ser tão tranquilo quanto parece. Por mais contemporâneas que as questões sejam, acho que os candidatos correm o sério risco de confundir a prova de Economia com uma prova de Política Internacional (por envolver BRIC, por exemplo). Lembre-se, sempre, de que quem corrige as provas de Economia são economistas. Como economistas, eles valorizam o raciocínio econômico, com o uso de conceitos econômicos, e é isso o que deve ficar claro, em minha opinião, em questões como essa. Tenho maior facilidade com esse raciocínio econômico e com os conceitos da disciplina, por haver participado da monitoria de Introdução à Economia da UnB por quatro semestres. A quem não teve essa experiência, para acostumar-se a esse “economês”, nada melhor que bons noticirios de Economia:
- Brasil Econômico: http://www.brasileconomico.com.b
- Financial Times: http://www.ft.com/home/us
- IPEA: http://agencia.ipea.gov.b
- O Globo Economia: http://oglobo.globo.com/economia/
- The Economist: http://www.economist.com/
- Valor Econômico: http://www.valoronline.com.b, entre vários outros.
Obviamente, não precisa ficar lendo todas as notícias postadas em todos esses sites, todos os dias. Já tentei o esquema de ler uma notícia por dia de uns cinco sites de notícias e cansei facilmente. Não acho que seja possível dizer um número ideal de notícias econômicas lidas por semana, mas sei lá, umas duas ou três já são melhor que nada.
submitted by diplohora to brasilCACD [link] [comments]


2019.10.28 11:24 ko-pe Contextualizando las movilizaciones

Ahora en dos idiomas y si hay suerte me van a ayudar con otros cuantos.

Toda información para agregar es apreciada, la lista vive en este repo.

**Todas las balas se van a devolver.**

Edit1: Agregué el link al repositorio y update a la versión actual en él.
Edit2: Agregué el edit1 y este...paquetangil.

[English below]

Contextualizando las movilizaciones:


——————
[1] regresion lineal sobre los datos disponibles la referencia, corrigiendo por la inflación y considerando el dolar a 710 CLP.
[2] Considerando el dolar de USA a 710 CLP. Valor a oct 18 2019, cuando se comenzó esta lista.
—————— —————— —————— ——————
ENGLISH.
—————— —————— —————— ——————

Contextualization of the manifestations:


——————
[1] linear regression over the reference data, corrected by inflation and considering the exchange rate of 1 USD = 710 CLP.
[2] Considering the USA dollar at 710 CLP. Value in Oct 18 2019, when this list started.
submitted by ko-pe to chile [link] [comments]


2019.10.22 19:13 Brunoekyte Como fazer a Gestão de marketing digital

Como fazer a Gestão de marketing digital
Este artigo atende departamentos de marketing digital ou agências digitais.
O marketing digital é uma ciência nova, com pouco mais de 10 anos. Por isso faltam processos consolidados e profissionais experientes, o que, na prática leva ao ciclo de tentativa e erro até chegar ao melhor caminho. Isto consome recursos e tempo. Então vence quem consegue se manter vivo neste período e aprender mais rápido com seus erros.
Quem dita o rumo do mercado são as mídias de alcance, como o Google, Facebook, soluções de e-mail e automação. São estas potências que promovem a base de conhecimento. Então é normal que a educação seja tendenciosa, com cada uma superestimando sua solução.
Não se discute mais se o marketing online é eficaz ou não. Ser competitivo e crescer requer competência no marketing digital e esta tendência ainda está em expansão.
Agora não basta mais “fazer marketing digital”, é preciso fazer melhor que a concorrência. E para alcançar isso é preciso descobrir a resposta para as seguintes perguntas:
  • Estratégia: Como superar a concorrência no marketing digital?
  • Produção: Como ser produtivo e reduzir custos?
  • Performance: Como gerar mais retorno por investimento em mídia?
  • Enfim, como ser melhor e ampliar o ROI (retorno do investimento)?
A grande resposta é simples de encontrar, porém complexa para aplicar: excelência na Gestão de Marketing Digital.

A relevância do marketing digital nas empresas

O marketing na era digital assumiu novas responsabilidades, chegando até mesmo a invadir parte do processo de vendas, que antes era de responsabilidade apenas do departamento comercial. As novas atribuições do marketing digital são:
  • Apresentar produtos em um nível avançado de detalhes.
  • Educar o cliente para que reconheça a necessidade das soluções.
  • Realizar uma parte do atendimento em mídias sociais.
  • Conduzir o consumidor até o momento de compra.
  • Reduzir as barreiras na etapa final de decisão de compras.
O departamento comercial passou a ser reativo, recebendo leads mais qualificados. A prospecção ativa é cada vez mais cara e menos eficaz. O consumidor mudou seu comportamento na era digital e aumentou a rejeição para este tipo de abordagem.
O gestor de marketing passou a ser ainda mais decisivo no resultado geral da empresa. O orçamento do marketing está crescendo a cada ano, e a expectativa é que continue evoluindo, segundo Gartner (uma das maiores empresas de pesquisa e consultoria do mundo). Vale destacar o orçamento para soluções de tecnologia para marketing digital, que cresceu de 22% em 2017 para 29% em 2018 (Fonte: ITForum365).

O que é Gestão de Marketing Digital

A Gestão de Marketing Digital, assim como a gestão da própria empresa, visa organizar e controlar recursos para se obter os resultados esperados. Ou seja, “fazer mais com menos, e cada vez melhor”.
Os principais objetivos são:

www.ekyte.com
– CUSTO: elevar a produtividade na produção do marketing. + RECEITA: aumentar os resultados das campanhas. = + ROI: aumentar o retorno sobre o investimento.

Os desafios na Gestão de Marketing Digital

O marketing digital é novo e complexo. Criar uma publicação ou enviar um e-mail são tarefas aparentemente simples. O desafio é definir as prioridades, coordenar as ações, cumprir prazos e superar os concorrentes.
São muitos cenários possíveis e não existem padrões consolidados para determinar o caminho correto, pois o segmento ainda é novo, e por isso apresenta um cenário imaturo:
  • Faltam protocolos.
  • Faltam profissionais.
  • A educação é tendenciosa.
  • Faltam ferramentas para gestão.
É responsabilidade da Gestão de Marketing Digital superar este cenário. A chave é investir em capacitação, tecnologia e processos. E para atingir altos níveis de eficiência é preciso ser persistente.

www.ekyte.com

As prioridades na Gestão de Marketing Digital

Há dois fatores que influenciam na prioridade do marketing digital:
  • Experiência da equipe.
  • Maturidade digital da empresa.
Se uma empresa investiu pouco em marketing digital e contrata a melhor equipe, precisará passar por etapas iniciais, como: criar um site, estabelecer seu tom de voz, criar relevância no Google, conquistar uma base de seguidores, e-mail e tráfego para remarketing. Isto consome tempo, e durante este período várias ações serão inviáveis, caras ou menos eficazes.
Qual a prioridade atual da sua empresa na Gestão de Marketing Digital? O infográfico abaixo mostra um quadrante entre experiência da equipe e maturidade digital da empresa. Veja como a prioridade da gestão evolui.

www.ekyte.com
Exemplo:
  • Equipe com baixa experiência + empresa com baixa maturidade digital: Ou seja, uma empresa que está iniciando no marketing digital com sua própria equipe, que fazia apenas o marketing tradicional. Prioridade: conhecimento.
  • Equipe com alta experiência + empresa com baixa maturidade digital: Ou seja, uma empresa que está iniciando e contratou uma agência ou criou um departamento de marketing digital com profissionais do mercado. Prioridade: planejamento.
  • Equipe com alta experiência + empresa com alta maturidade digital: Estamos falando de um pioneiro ou líder, que tem uma equipe experiente e completa. Prioridade: compliance. Ou seja, padronização para que todas as ações sigam os conceitos da marca, nenhuma campanha se sobreponha à outra e para que os recursos trabalhem em sincronia.
Então analise onde sua empresa está agora e priorize o que é mais importante.

Lidere: Como fazer a Gestão de Marketing Digital

Evoluir no marketing digital é um processo dinâmico que precisa de sincronia e persistência. Definir objetivos e medi-los é essencial para aprender e evoluir. A cada novo ciclo de campanhas a experiência da equipe e a maturidade digital da empresa devem evoluir e consequentemente, os resultados irão melhorar.

O ciclo contínuo do marketing digital

As ações têm tempo de duração, geram resultados e aprendizados. A responsabilidade da gestão abrange todo o ciclo, que pode ser resumido assim:

www.ekyte.com

As fases da Gestão de Marketing Digital

A gestão se divide em 4 fases que exigem diferentes habilidades, mas se complementam. O sucesso de uma depende da outra. São elas:

www.ekyte.com
Vamos entender como cada uma funciona.

www.ekyte.com
Estratégia
É o momento de definir onde ir e como chegar. Os resultados são os planos, que guiam para as próximas fases (produção e performance). A estratégia é como um GPS: não adianta executar algo perfeito que leva para o caminho errado.
Na fase de estratégia há ações pontuais e recorrentes:
  • Pontuais: feitas uma única vez ou em intervalos maiores de tempo. Exemplo: criar ou revisar o manual da marca.
  • Recorrentes: frequentes e contínuas. Exemplo: criar um plano de campanhas.
Aprenda a planejar campanhas em Como fazer um plano de campanhas de marketing digital.
A estratégia pode ser dividida em 4 etapas:
Briefing -> análise -> aprovação -> enviar para produção

Produção

A fase de produção é responsável por colocar a estratégia em prática, seguindo os planos com recursos humanos, tecnologia e processos. Além disso, atende as demandas diárias geradas pelos clientes internos e externos. Por exemplo: manutenção de sites, criações pontuais, dúvidas e relatórios.
A produção é guiada por tarefas, que passam pelas etapas:
Briefing -> análise -> conceito -> redação -> design -> homologação interna -> homologação externa -> construção -> homologação interna -> homologação externa -> publicação
Este fluxo é dinâmico, sendo que cada etapa pode levar apenas minutos ou horas. O mesmo profissional pode assumir algumas etapas, mas é comum que várias pessoas sejam envolvidas em cada tarefa. Apesar da sequência linear das etapas, é muito comum uma demanda retornar a passos anteriores ou pular etapas.
As ferramentas para controle de tarefas e projetos utilizadas no marketing digital não estão preparadas para esta dinâmica. Não atendem a esta lógica ou são muito complexas para configurar e ajustar de acordo com a realidade de cada negócio.
Conheça o eKyte, software de Gestão de Marketing Digital que oferece um Controle de Tarefas projetado exclusivamente para equipes de marketing, além de diversas outras ferramentas.

Performance

Após concluir a etapa de publicação inicia-se a fase de performance para ampliar o alcance e conquistar os objetivos.
As etapas são:
Divulgação -> monitoramento -> otimização
A divulgação consiste em patrocinar as campanhas nos canais próprios ou de terceiros, como no caso de influenciadores digitais.
O monitoramento acompanha e mede o desempenho com dados e estatísticas.
A otimização age sobre estas métricas para tomar ações rápidas e melhorar resultados, com:
  • Ajuste de orçamento.
  • Interrupção de campanhas ou publicações.
  • Solicitação de ajustes ou novas criações.
  • Aprimoramento de segmentação de públicos.

Conhecimento

A fase de conhecimento acontece em paralelo com as demais, embora tenha uma demanda maior durante e após a performance. Afinal, são os dados reais que dão a resposta final sobre o desempenho das campanhas e geram as lições aprendidas.
As etapas do conhecimento são:
Aprendizado humano -> aprendizado de máquina (*) -> aprimorar a base estatística (**) -> prover inteligência para a estratégia.
O aprendizado humano fortalece as competências no:
  • Uso das tecnologias, por exemplo: treinamento do Google Ads, usabilidade de sites, edição de vídeos).
  • Comportamento humano, por exemplo: entender as preferências dos públicos e como aprimorar a comunicação).
  • Mapeamento de processos, por exemplo: passos para construir uma landing page, como criar um plano de campanhas, como extrair e analisar relatórios).
(*) Aprendizado de máquina ou machine learning é um ramo da inteligência artificial, que no marketing digital consiste em utilizar uma grande massa de dados e algoritmos matemáticos para encontrar padrões de comportamento. Estas análises são inviáveis sem tecnologia, pois ao cruzar os dados, milhões de combinações interferem no desempenho.
Exemplo: descobrir que a geração Y costuma clicar 3 vezes mais em anúncios de determinado produto entre 21:00 e 22:00 nas segundas-feiras. Assim pode-se reforçar as campanhas para este público neste horário e com isso aumentar significativamente os resultados.
(**) Aprimorar a base de estatística é crucial para a maturidade digital. Os dados são gerados e armazenados em ferramentas como Google Analytics, mídias de alcance como Google Ads, Facebook Ads e relatórios próprios.
Por fim, após a execução da campanha, há a medição dos resultados e consequente aprendizado, para reiniciar a estratégia e fazer ainda melhor. Manter e fortalecer o que funcionou, ajustar ou abandonar o que trouxe menos resultado.

Os profissionais e as equipes de marketing digital

A nomenclatura para cada cargo ainda é bem variada. Muitos gostam de usar nomenclaturas em inglês e há vários títulos para representar a mesma coisa. Vamos citar uma nomenclatura mais simples, mas não há certo ou errado, apenas padrões diferentes.

Equipe padrão

Uma equipe de marketing digital padrão possui os seguintes profissionais:
  • Gestor: CMO, diretor ou gerente.
  • Coordenador.
  • Analista de marketing digital.
  • Assistente de marketing digital.
  • Redator.
  • Designer.
  • Desenvolvedor web.

Equipe enxuta

Em uma equipe menor, um profissional desempenha mais de um papel:
  • Analista (e coordenador).
  • Assistente (e redator).
  • Designer (e desenvolvedor web).

Equipe ampla

Já em equipes com orçamento amplo, as atividades podem ser quebradas em ainda mais especialistas, além dos profissionais padrões citados anteriormente:
  • Analista de mídia social.
  • Analista de SEO.
  • Analista de CRO.
  • Analista de UX (usabilidade).
  • Cientista de dados.
  • Analista de testes.
  • Analista de atendimento.
  • Analista de marcas.
  • Programador front-end.
  • Programador back-end.
  • Arquiteto de software.
É papel da Gestão de Marketing Digital contratar, capacitar e dividir as responsabilidades de cada profissional da equipe.
Saiba mais em Quais são os profissionais e cargos de equipes de Marketing Digital

A eficiência na Gestão de Marketing Digital

A equação que se espera da gestão é fazer mais com menos. O que isso significa:
  • Fazer mais = mais resultado O “fazer mais” se refere ao retorno final em vendas ou meta projetada. Não significa realizar maior volume de criações. Uma equipe de marketing digital não pode ser considerada melhor que outra porque produziu 10 peças ao invés de 5.
  • Com menos = menor custo “Com menos” abrange dois aspectos que podem ser conquistados com profissionais mais capacitados, e também com melhores processos e ferramentas:
    • Planejar e produzir com menor custo de mão de obra.
    • Obter maior retorno possível sobre o investimento em mídia (ROAS), fruto de estratégias corretas e otimização das campanhas.

Principais erros na Gestão de Marketing Digital

Em cada fase podem ocorrer erros que comprometem a própria fase e as seguintes. Veja alguns exemplos de erros comuns que os gestores precisam superar:
  • Erro de estratégia O analista de marketing digital define que uma campanha terá 1 publicação por dia, mas seu orçamento é inviável para esta quantidade. O indicado seria 1 por semana. Para complicar, a publicação orgânica não gera resultados nem para pagar o custo de criação.
  • Erro de produção O designer não usa templates para agilizar o processo, nem reaproveita seus próprios modelos de sucesso de campanhas anteriores. Além de sempre fazer novas apostas que podem dar errado na performance, ele aumenta muito seu tempo de criação e também de homologação, já que se tratam de novos conceitos.
  • Erro de performance Foram criadas muitas publicações para um orçamento reduzido. Além disso o analista criou diversos públicos. O resultado deste cruzamento será um desastre: vários anúncios vão rodar para uma pequena parcela do público. O alcance será baixo e com tantas informações, será difícil chegar a alguma conclusão.
  • Erro de conhecimento A campanha acaba e os resultados são abaixo do esperado. Mas não há experiência ou cultura para interpretar os dados. Então surge a conclusão equivocada, baseada no “achismo”: “precisamos melhorar os criativos, fazer mais publicações e ampliar nossos públicos. ” Então a próxima campanha começa com ainda mais publicações e mais exigência de criatividade na produção.
Mas podemos resumir os principais erros em:
  • Falta de estratégia e planejamento
  • Priorizar o volume ao invés de qualidade
  • Dificuldade para analisar e interpretar métricas
  • Falta de persistência, pensar a curto prazo.

Ferramentas para Gestão de Marketing Digital

O número de ferramentas disparou nos últimos anos. Apesar disso, poucas são voltadas para a gestão de marketing digital. A maioria se concentra na execução das campanhas e anúncios pagos.
Comparando com um processo de manufatura, é como se a empresa trabalhasse apenas com softwares para controlar as máquinas, sem soluções para gestão empresarial. O que o mercado precisa? O que a próxima etapa do processo aguarda? Como estão os estoques? Por isto a gestão de manufatura está integrada na gestão de toda a organização.
O amadurecimento do marketing digital está indo para mesmo caminho. A gestão não pode ser feita pelas ferramentas de alcance ou por controles isolados.
A ferramenta de gestão de marketing digital precisa ser:
  • O coração da estratégia, o ponto de partida.
  • O guia dos padrões e processos.
  • O controle diário da operação.
  • A fonte de visibilidade e de medição.
  • A curadoria e a inteligência para uma evolução rápida.

Quais ferramentas sua empresa utiliza na Gestão de Marketing Digital?

Faça este exercício e crie um mapa das tecnologias empregadas em cada fase. Talvez o cenário seja algo parecido com isto:
www.ekyte.com
As soluções não integram entre si. São genéricas e adaptadas para processos imaturos de marketing digital.
Por exemplo, o RD Station ou HubSpot são excelentes plataformas de automação e disparo de e-mail marketing. Apoiam de forma parcial outros processos, como SEO e gestão de mídias sociais. Enfim, são ferramentas para a execução e não para a Gestão de Marketing Digital.

O mapa de ferramentas para Gestão de Marketing Digital

As tecnologias devem auxiliar o processo antes e depois das ferramentas utilizadas para execução das campanhas.
Seja um departamento interno ou uma agência digital, as soluções devem estar integradas e ter os seguintes recursos:

www.ekyte.com
  • Branding e planos de campanha: organizar e zelar pela estratégia da marca e diretrizes institucionais. Gerar e disseminar o Brandbook , processos, ideias e planos de marketing.
  • Planejamento de campanhas: criar o plano de campanhas recorrentes de marketing digital. Definir os objetivos, mídias, orçamento, publicações e ações.
  • Tarefas e projetos: controlar as tarefas com fluxo dinâmico e projetado para a realidade do marketing digital. Inteligência para definir o fluxo por tipo de tarefa, alocar profissionais e priorizar as demandas.
  • Colaboração e aprovação: incentivar e facilitar a comunicação entre equipe e clientes internos e externos. Briefing, atendimento às demandas e aprovação de planos e criações.
  • Atendimento: receber as demandas de clientes externos e internos, organizar e promover fluxo ágil de atendimento. Integrar com controle de tarefas para entregas mais complexas.
  • Apontamento e produtividade: registrar as horas trabalhadas e utilizar relatórios de produtividade para otimizar processos e reduzir desperdício.
  • Biblioteca digital: organizar e controlar os ativos. Evitar desperdícios e promover a visibilidade para toda a equipe, em qualquer lugar e a qualquer momento.
  • Publicação de anúncios: agilizar a postagem de mídias digitais com integração automática de anúncios, e também facilitar a publicação manual em canais sem integração.
  • Data-driven marketing 360: otimizar a produtividade e performance. Prover indicadores precisos na hora certa e transformar números em dicas inteligentes de oportunidades. Visão unificada dos resultados de todas as mídias. Simplificar a análise humana com algoritmos avançados e relatórios fáceis de compreender.
  • Inteligência artificial: utilizar machine learning (aprendizado de máquina) para encontrar padrões em grandes volumes de dados, o que é impossível para análise humana. Por fim, interpretar as métricas e indicar oportunidades.
  • Integração com mídias digitais: conectar as mídias de alcance. Agilizar a operação e promover uma visão unificada de métricas e resultados. Sem isto não há como enxergar o marketing digital de forma única, que é a forma que os consumidores enxergam.
  • Conhecimento: o marketing digital evolui muito rápido e aprender sempre é fundamental. Analisar o próprio resultado para buscar mais informação.

O novo cenário em tecnologia para Gestão de Marketing Digital

É este cenário imaturo do marketing digital que estamos trabalhando para transformar. Em 2016, sofríamos na prática com estas lacunas no processo. Então procuramos soluções de gestão, mas não encontramos. Neste momento decidimos que nossa missão seria cobrir esta lacuna e ajudar na evolução.
Então juntamos nossa experiência de 25 anos de software e 10 anos de marketing digital, para idealizar uma solução e iniciamos um projeto desafiador: o eKyte, Software de Gestão de Marketing Digital.
Assim que começamos a utilizar os primeiros recursos do eKyte os resultados apareceram e superaram nossas expectativas. A cada nova ferramenta liberada, dávamos mais um salto na produtividade e nos resultados.
A plataforma atende as 4 fases da Gestão de Marketing Digital. Atua antes e depois das soluções atuais de alcance, como Google Ads, Facebook Ads, marketing cloud, mídia programática, e-mail e automação.
Conheça o eKyte e deixe as suas sugestões ou dúvidas nos comentários deste conteúdo.

Conclusão

A internet é a principal mídia digital da atualidade. O marketing digital assumiu papel decisivo no resultado financeiro das empresas. Mas o cenário é cada vez mais competitivo. A Gestão de Marketing Digital vai definir os vencedores do mercado. Há muito o que evoluir, e a atenção deve estar em pessoas, tecnologia e processos. Seja inteligente e persistente!
Links relacionados:
submitted by Brunoekyte to MarketingDigitalBR [link] [comments]


2019.09.14 21:52 otanerpt Relato dos responsáveis do projeto "Política Para Todos" da dificuldade em, a 22 dias das Eleições Legislativas, obter as listas dos candidatos a deputado

Publicado na página de Facebook do projeto Política Para Todos, que pretende promover a participação activa dos cidadãos nos processos eleitorais em Portugal.
𝗔𝗳𝗶𝗻𝗮𝗹 𝗾𝘂𝗲𝗺 𝘀𝗲 𝗰𝗮𝗻𝗱𝗶𝗱𝗮𝘁𝗮 𝗮 𝗱𝗲𝗽𝘂𝘁𝗮𝗱𝗼? (PARTE 2)
Depois de um primeiro post sobre a dificuldade em encontrar a lista de candidatos a deputados, mesmo depois de ligar à Comissão Nacional de Eleições (CNE), visitar o Tribunal Constitucional e a Secretaria Geral do Ministério da Administração Interna (MAI), ontem foi dia de follow up.
Para relembrar: estamos a reunir toda a informação relevante sobre as eleições legislativas e procuramos uma lista com todos os candidatos por cada partido/coligação em cada círculo eleitoral. A nosso entender, saber quem são os deputados nas listas é o mínimo para se exercer um voto informado numa eleição de deputados para a assembleia da república.

Os últimos dois dias

Na quarta-feira disseram-nos na CNE que a secretaria Geral do MAI era a responsável pela publicação dessa lista. Visitamos nesse mesmo dia a secretaria geral do MAI, onde nos disseram que estavam à espera de uma comunicação de um tribunal para publicar a lista. Foi-nos dito que isso iria acontecer no dia seguinte (dia 12), pois seria essa a data limite para essa comunicação por parte dos tribunais.
Estivemos atentos nos últimos dois dias ao site do MAI mas não apareceu a lista.
Entretanto soubemos pelos leitores do nosso primeiro post, que a data limite segundo o calendário eleitoral para o MAI publicar a lista de candidatos é 14 de setembro (ver aqui no site da CNE: http://www.cne.pt/…/de…/files/dl/mapa_calendario_ar-2019.pdf 😞
" No prazo referido no número anterior [14.09.2019], a administração eleitoral da Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna procede à divulgação na Internet das candidaturas admitidas "

1a chamada para o MAI - 13 Set.

Decidimos então hoje ligar para a Secretaria Geral do MAI (para o contacto que nos facultaram na visita de quarta-feira) para saber o que se passava com a publicação da lista:
  • SG MAI - Estamos à espera que a lista nos seja comunicada pelo tribunal.
  • PPT - Ok, ficamos a aguardar. Segundo o calendário, ainda têm até ao dia 14 para a publicação (amanhã). Com quem podemos falar na segunda-feira se ainda não estiver publicado?
  • SG MAI - Terão de enviar email para [email protected] endereçado a "Exmo Senhor Secretário Geral Adjunto da Área da Administração Eleitoral e depois escreve o que pretende"
  • PPT - facepalm

2a chamada para o MAI 13 Set. - Falamos diretamente com o Exmo Senhor Secretário Geral Adjunto da Área da Administração Eleitoral

Frustrada a primeira tentativa, decidimos voltar a ligar, desta vez pedindo para falar diretamente com o secretário geral adjunto da área da administração eleitoral:
  • SG MAI- É a segunda vez que liga pelo mesmo assunto. Qual é o artigo que refere esse prazo de dia 14?
  • PPT - (Lemos o artigo que se encontra no calendário disponível pela CNE)
  • SG MAI - Correcto, é esse o artigo. Mas no nosso entendimento, a disponibilização das candidaturas não é a lista completa de nomes mas sim o nome da candidatura [partido/coligação]. Inclusive, no dia 16 vão começar a votar doentes, presos e residentes fora da Europa.
  • PPT - Então, vão começar a votar já daqui a três dias pessoas sem saber em quem?
Conclusão, depois nos dizerem que estavam à espera de informação do tribunal, afinal não é entendimento do MAI que tenham de fazer a divulgação dessa lista. E mais, é do conhecimento desta secretaria geral que eleitores vão começar a votar, sem que a lista completo de candidatos seja divulgada online.
Acordámos deixar o nosso contacto para o caso de terem mais informações.

Recebemos uma chamada da Secretaria Geral do MAI

Algumas horas depois, recebemos nós uma chamada da secretaria geral do MAI. Há novidades sobre o nosso pedido. Foi-nos esclarecido que:
  • Não há departamento nenhum no governo que publique a lista completa de candidatos porque a lei não o exige.
  • A CNE já fez esta publicação noutras eleições. No entanto, a lei foi alterada em 2018 e a CNE deixou de ser responsável pela divulgação da listagem de candidatos. Agora não há nenhuma instituição responsável por esta divulgação.
  • Na secretaria geral do MAI só publicam aquilo que os tribunais lhes enviam, não alteram nada. Se o que recebem tiver informação sensível, como não podem retirar, não é publicada.
  • Os dados são da origem dos tribunais, que foram referidos como sendo a fonte dos problemas porque eles é que têm de enviar a informação certa, com os detalhes certos, de forma a não ficar bloqueado noutro lado.
  • Para termos acesso a esta informação teremos de nos dirigir a cada tribunal onde foram afixadas as listas.
𝗖𝗼𝗻𝗰𝗹𝘂𝘀𝗮̃𝗼: 𝗮 22 𝗱𝗶𝗮𝘀 𝗱𝗮𝘀 𝗲𝗹𝗲𝗶𝗰̧𝗼̃𝗲𝘀 (não contando os votos antecipados), 𝗮𝗶𝗻𝗱𝗮 𝗻𝗮̃𝗼 𝗰𝗼𝗻𝗵𝗲𝗰𝗲𝗺𝗼𝘀 𝗮𝘀 𝗹𝗶𝘀𝘁𝗮𝘀 de candidatos
Nós não queremos culpar ninguém. Ainda nem percebemos se o responsável final é a secretaria geral do MAI, a CNE ou os próprios partidos que na alteração da lei em 2018 não acautelaram esta situação, agradecemos as tentativas de nos prestar esclarecimentos, mas sabemos isto:
  • Todas estas instituições deviam saber responder imediatamente a qualquer cidadão sobre quem é responsável e onde está a informação para ele se informar para votar;
  • Estamos muito perto das eleições e ainda não sabemos quem são os candidatos a representar-nos na Assembleia da República. Está ferida uma parte importante do processo democrático: o escrutínio público dos candidatos.
Da nossa parte continuaremos a fazer perguntas. Como alternativa, estamos a investir o nosso tempo voluntário a recolher as listas de candidatos pelos sites dos vários partidos, de forma a publicar a informação centralizada na nossa página. 💪
submitted by otanerpt to portugal [link] [comments]


2019.08.22 14:05 modsbr Megathread sobre os incêndios na Floresta Amazônica em Português/English Megathread regarding the Amazon forest fires

https://i.redd.it/wxz48yv7bvh31.jpg
Se alguém se oferecer a traduzir o conteúdo em espanhol, nós ficaríamos muito gratos!

1. That bullshit with INPE (Brazil's National Space Research Institute)

“A questão do INPE, eu tenho a convicção que os dados são mentirosos. Até mandei ver quem é o cara que está à frente do INPE para vir explicar aqui em Brasília esses dados aí que passaram para a imprensa
Translated:
About INPE, I am convinced that the data is a lie. I even ordered to check who's the guy heading the INPE for him to come here in Brasilia and explain the data that was released to the press.
The first thing I can say is that Mr. Jair Bolsonaro needs to understand that a President cannot speak in public, especially at a press conference, as if he was in a pub-talk. He made inappropriate and unsubstantiated comments and made unacceptable attacks not only on me, but on people working for the science of this country. He said he was convinced that INPE's data are a lie. This is more than offensive to me, it was very offensive to the institution. I was really upset, because in my opinion he played with me the same game that he did with Joaquim Levy (who resigned from BNDES after public threats by Bolsonaro). He has taken a pusillanimous, cowardly attitude, to make a public statement perhaps hoping I will resign, but I will not. I hope he calls me to Brasília to explain the data and that he has the courage to repeat, looking face to face, eye to eye. I am a 71-year-old gentleman, a member of the Brazilian Academy of Sciences, I will not accept such an offense.
What is happening is that this government has sent a clear message that there will not be any more punishment [for environmental crimes] like before … This government is sending a very clear message that the control of deforestation will not be like it was in the past …. And when the loggers hear this message that they will no longer be supervised as they were in the past, they penetrate [the rainforest],” Galvão said, claiming “enormous” damage had already been done since Bolsonaro took power in January.

2. Amazon Fund, and that thing with Norway and Germany

In a joint letter sent to [the Minister of the Environment] Salles on June 5, Norway and Germany had defended Cofa's governance model, consisting of three blocs: the federal government, state governments, and civil society, including NGOs, which have been systematically criticized by members of the Bolsonaro government.
  • All those things I've mentioned up there in Item 1? Of course they knew about it, and then some. It's not like satellites and other equipment don't exist for them to know what was going on, Bolsonaro's problem with INPE was that silly, the data provided by them was observable, so yeah. Anyway, this adds fuel to fire.
  • In July he also said that Macron and Merkel 'haven’t realized Brazil’s under new management', and some other shit.
  • Germany withdrew money promised for forest protection in Brazil!
"The policy of the Brazilian government in the Amazon raises doubts as to whether a consistent reduction of deforestation rates is still being pursued," German Environment Minister Svenja Schulze told Saturday's edition of the Berlin daily Tagesspiegel.
  • Bolsonaro to Merkel over Amazon aid cut:
They can use this money as they see fit. Brazil doesn't need it
Also
I would like to send a message to dear Mrs. Angela Merkel, who suspended 80 million dollars to the Amazon Rainforest. Take this money and reforest Germany, ok? It's much more needed there than it is here
"Brazil broke the agreement with Norway and Germany since suspending the board of directors and the technical committee of the Amazon Fund," Norway's Environment Minister Ola Elvestuen told the Dagens Naeringsliv newspaper. "What Brazil has done shows that they no longer wish to stop deforestation," said Elvestuen.
  • Bolsonaro (after Norway's withdrawal) went to Twitter, where he shared a video and also decided to write:
Look at the killing of whales sponsored by Norway
He used images from the Faroe Islands though, a Danish territory, in the North Atlantic.

3. Those fucking fires and our forests, man

  • Yes, it's common to have forest fires by this time of the year.
  • Important note here, though: federal deforestation and firefighting policies. Since March, Bolsonaro's government has cut $7.3 million slated for fire prevention and environmental inspections to Ibama (Brazilian Institute of Environment and Renewable Natural Resources) and ICMBio (Institute for Biodiversity Conservation), two of Brazil’s federal environmental agencies.
  • This administration has launched policies that undermine Ibama and ICMBio by effectively dismantling environmental law enforcement and allowing deforestation to proceed unchecked. As an example, Ibama’s website must now announce in advance when and where each operation will take place, even though it’s obvious that the success of the raids depends on secrecy and the element of surprise
  • Bolsonaro has deranged deforestation enforcement further by firing or not replacing top environmental officials. This includes 21 out of 27 Ibama state superintendents responsible for imposing most of the deforestation fines. Also, 47 of Brazil’s conservation units now lack directors, leaving a combined area greater than the size of England without conservation leadership.
  • August 10, we apparently had this thing which farmers called the 'Day of Fire', I shit you not. The first reference being from a small town newspaper from Novo Progresso (they have live radio so headphone alert!) on August 5. This can be summed up as farmers wanting to show Bolsonaro their willingness to work and, just to be clear, this wasn't approved by the government in any way, they just decided it was okay.
  • Bolsonaro got the short end of the stick on something you've probably seen: the dark skies observed in São Paulo on August 19. Despite the perfect timing to shit on him for environmental problems, this is not exactly one of those things, there's more to it as it was due not only to Amazon fires, but also due to fires in Bolivia and Paraguay, besides actual clouds from a cold front.

1. A merda que rolou com o INPE, em Julho

2. Fundo Amazônia (wikipédia), que recebia dinheiro da Noruega e da Alemanha

3. A porra dos incêndios e a porra das nossas florestas, caralho

A prevenção e controle de incêndios florestais teve bloqueio de 38,4%, equivalente a R$ 17,5 milhões. A ação de licenciamento ambiental federal perdeu 42% da verba de R$ 7,8 milhões.
  • O Ministério do Ambiente, sob Salles, também demitiu 21 dos 27 superintendentes regionais do Ibama, sem anunciar substitutos
As superintendências são responsáveis por comandar o Ibama nos estados. A instância executa principalmente as operações de fiscalização e também atua em emergências ambientais, na prevenção e no controle de incêndios florestais.
Nesta semana, a Folha revelou o conteúdo de uma minuta de decreto elaborada pelo Ministério do Meio Ambiente que cria um "núcleo de conciliação" com poderes para analisar, mudar o valor e até anular cada multa aplicada pelo Ibama por crimes ambientais no território nacional.
A Folha também mostrou que a minuta teve aval da autarquia ambiental sem ter recebido pareceres técnico e jurídico. O procedimento, embora não seja ilegal, é considerado incomum, sobretudo no caso de uma proposta que altera políticas centrais do órgão.
A atuação fiscalizatória do Ibama tem estado sob ataque do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que já declarou em diversas oportunidades a intenção de acabar com uma suposta "indústria da multa" no órgão.
  • Fazendeiros planejaram o que se chama de "Dia do Fogo", com focos de incêndios por todo o Pará. O "dia do fogo" foi revelado no último dia 5 pelo jornal Folha do Progresso, de Novo Progresso. De acordo com a publicação, os produtores se sentem "amparados pelas palavras do presidente" Jair Bolsonaro (PSL) e coordenaram a queima de pasto e áreas em processo de desmate na mesma data. O objetivo, segundo um dos líderes ouvidos sob anonimato, é mostrar para o presidente que querem trabalhar.
  • E o céu escurecido em São Paulo e outras cidades. O desmatamento e as queimadas ganharam repercussão internacional, principalmente depois que São Paulo, a 3.000 quilômetros da Amazônia, viu o céu escurecer como consequência do mau tempo misturado à fumaça das queimadas. A água da chuva ficou preta, como mostrado no Jornal Nacional. Um comentário no Reddit explica bem os três motivos para o céu escurecido:
Primeiro ponto: continuaram as queimadas pras bandas de Rondônia, Acre etc., que já vinham levando fumaça/material particulado de lá pra Argentina, Paraguai, Uruguai e região sul do Brasil e, pelos últimos dois dias mais ou menos, chegou no sudeste também. Não é muito inesperado que isso aconteça, considerando os padrões de vento envolvidos e a existência dos Andes — tem a mesma origem da história do transporte de umidade da Amazônia que evita que o Sudeste vire um deserto.
Segundo ponto: de ontem [18/08] a tarde pra hoje [19/08] ocorreram incêndios florestais enormes no sudeste da Bolívia e no Paraguai. Por satélite dava até pra ver puffs de piroconvecção. A fumaça desse incêndio chegou ao Mato Grosso do Sul ainda ontem, e por hoje chegou a SP e partes do PR, MG e RJ.
Terceiro ponto, pra quem mora no sudeste do estado de SP: esses dois fatores se combinaram com uma frente fria que tava chegando e deixou tudo ainda mais escuro. Por mais tentador que seja culpar a escuridão bizarra das 3 da tarde de SP hoje inteiramente nas queimadas de Rondônia, essa não é a história completa, apesar de talvez parcialmente correta.

Manifestações

Há manifestações planejadas por todo o país, mas tome cuidado, tenha certeza que há pessoas reais por trás da organização das manifestações. De acordo com esse tweet, há protestos organizados nas seguintes cidades:
  • Rio de Janeiro, RJ - 23.08 / 17h / Cinelândia (Parece que há várias pessoas tentando organizar algo em São Paulo, então não duvido que aconteça vários protestos nos próximos dias)
  • São Paulo, SP - 23.08 / 18hrs / MASP (Parece que há várias pessoas tentando organizar algo em São Paulo, então não duvido que aconteça vários protestos nos próximos dias)
  • Brasília, DF - Reunião de organização 21.08 / 20h30 / UnB - Ceubinho Dia 24 de Agosto, organizada pelos Jovens Pelo Clima
  • Curitiba, PR - 23.08 / 17:30h / Praça da Mulher Nua
  • Florianópolis - 24.08 / 14:00 / no Largo da Catedral
  • Ribeirão Preto - 24.08 / 14 hrs / Av. Francisco Junqueira
  • São Carlos, SP - 24.08 / 15h / Praça São Benedito
  • Natal, RN - 24.08 / 15hrs / Midway
  • Belém - 24.08 / 9:00 / na praça da República.
  • Manaus, AM - 24.08 / 10h / Praça do Congresso
  • Fortaleza / 24.08 / 14:00 / na Gentilândia.
  • Goiânia / 24.08 / 14:00 / Início no Vaca Brava até a Praça Cívica
  • Salvador, BA - 23.08 / 14h / Em frente ao WetNWild, na entrada da Climate Week
  • Atalanta, SC - 23.08 / 9h / Colégio Dr. Frederico Rolla
submitted by modsbr to brasil [link] [comments]


2019.04.05 23:06 LinkToU Freelancing guide for beginners in Venezuela(Without Programming Skillls) / Guía de Freelance para principiantes en Venezuela (Sin conocimiento de programación)

Hello reddit! My name is LinkToU, and i’ve been commissioned by u/justgord to share some of my freelancing experience, living in Venezuela. It might not be much, but hopefully it'll help some people get started.
I’ve seen countless numbers of posts here in this subreddit, asking for advice on how to get started, and what are the best ways to receive money, so those are topics i’ll be touching upon in this guide.
As the title says, this is a guide that requires NO programming skills, this is meant to be a guide towards beginners, and people that are having a rough time, like i was, two and a half years ago, before getting into this.
 
First of all, i recommend reading this guide through google docs, because i'm not too familiar with reddit's formatting, and i think this version just looks better: https://docs.google.com/document/d/1DotVUAtEAUXfgTAhDZtmylTzA4nImhoAGZCI-8XdKtM/edit?usp=sharing
Spanish version: https://docs.google.com/document/d/13DNEyyF7F-fXjpA1AplGqQjVh0H_LWd0cCjoKdZzQm4/edit?usp=sharing
 
VERSIÓN EN ESPAÑOL DE LA GUÍA A MITAD DEL POST
 
 
Now, without further ado, let’s dive right into this.
 
What type of work can you expect to find?
There are actually a few types of jobs that you can easily find without any specific skill, for example, translations, lead generation, data entry, transcriptions, writing articles, and even being a virtual assistant. This list could go on and on, but i’ll just give you a couple websites where you can find these types of work, and you can go figure out what’s best for you.
 
Where to find work?
Most of the freelance work i've done it's been through two major websites, so i'll talk a little bit about them and about my experience with each.
 
Spare5 (https://app.spare5.com/) is the crowdworking website that got me into this, . This is basically a crowdworking website where you’ll be reviewing different images, annotating and drawing different polygons to help train AI to identify everyday objects.
Getting started in this page is the hardest part, but i’d say it’s just as hard as it was back in 2017 when i started.
You’ll first have to complete every tutorial, then move on to the qualifiers and onto paid tasks (be sure that you understand every task before diving into them, because if you don’t perform well on your paid tasks, they’ll be taken away from you, and you might even get permanently banned).
The minimum payment is $1, and the payment method that they use is PayPal, you don’t need to have a verified Paypal account, and you WILL NOT get your account limited by just receiving money from this page.
Like i said, the hardest part of this page is to get started, as tasks will be scarce, so try not to make any mistakes, and do every task as best as you can, this will guarantee that they give you even more tasks, and eventually, you’ll be assigned permanent tasks, and your dashboard will look something like this: https://imgur.com/a/TSUASME , as you notice, the payment for each task is really low but don’t get discouraged, you’ll want to find one that is easy to do, and that you can memorize the instructions, i’ve made up to $20 in just a couple of hours, out of easy tasks that paid 0.2c each. Of course, you’ll need practice, Practice makes perfect.
I have NOT been working on this page lately, because the payment per tasks has been diminished, and tasks only get more and more complicated to complete.
 
 
 
 
 
Next, is Reddit, more specifically, the subreddit where i’ve found most of my freelancing jobs, is /slavelabour , where people post any kind of job that they need done (Seriously, any, i’ve seen many kinds of crazy stuff going on there), along with a payment offer, and usually a method.
This one is pretty good, since you can find different kinds of work based on your skills, i’ve mostly done data entry types of jobs there, but there are many others easy for beginners, you just have to keep an eye out for when any potential job gets posted.
Other similar subreddits that i frequent, but aren’t as active as /slavelabour are: /Jobs4Bitcoins/ , /WorkOnline/ /ForHire/ Follow the same advice that i will give for /slavelabour , as these work similarly.
 
Those are the main two websites where i've worked at for the past two years, there are some others that i know of, but since i haven't used them, i don't know how they work.
 
 
Now, let's talk a little bit about payment methods, and what are some good options for receiving your money once you've got yourself some gigs.
 
Payment methods:
Now that you know what are some good places to get started, let's talk about what's the best place to receive your payments, and keep your money safe. I’ll take about the few methods that i’ve used myself, such as PayPal, Uphold, AirTM, and most recently, Cryptos.
 
Where to receive your payments?
 
 
 
 
Uphold is another cloud based financial services platform, similar to PayPal, and with similar fees. The good thing about this platform, is that you can exchange your funds from USD to Crypto, and many other currencies, at the cost of a relatively small fee.
I haven’t used this method too much myself, as i used this mainly for it’s Virtual Credit Card feature, which is temporarily not available.
 
 
 
AirTM is an e-wallet where you can keep your money, and exchange it to other currency, or buy USD with your local money, all in the same platform.
Out of all the options i'm going to list for payment methods, this is my least favorite, as the fees are incredibly high, and in my opinion, what this website provides isn't worth it.
I haven’t had much experience with AirTM, as the fees are ridiculous, but i’ve used it and i’ll share my experiences.
 
 
 
Finally, Cryptocurrencies, i’ve only started using this method recently, and i can already say, this is my favorite so far, and the method i’ll mainly use from now onwards, as this has proven to be really easy to set up, and in my opinion, the best option for receiving payments, as you’ll pay minimum fees for your transactions, keep your identity safe, and the exchange rate to Venezuela’s currency is really good.
I’d say there is no downside to receiving your payments here, as even if you were worried by the Crypto’s price dropping, you could easily use a third party website to exchange your Crypto, to USD in any other platform you’d like.
The cryptocurrencies that i’ve used are Bitcoin Cash (BCH), Bitcoin (BTC) and Ethereum (ETH), all of the transactions that i’ve done haven’t taken longer than 30 minutes, with the exception of using SideshiftAI to exchange my BCH into BTC, which took about an hour. Setting up a wallet for these is rather easy, however here’s a quick guide for BTC and BCH. https://bitcoin.org/en/getting-started .
Also, another point in Crypto’s favor, is that some stores have begun accepting cryptos as a payment method, there’s an app in the Google Play Store named “CryptoLugaresVE” With a list of places accepting crypto as a payment method.
 
 
 
Finally, i’ll talk a little bit about the couple websites that you can use to safely exchange money from USD, to Venezuela’s currency. Other than these, you’d have to find someone of your trust to exchange your currency.
 
Where to safely exchange your earnings to Venezuela’s currency?
 
 
 
 
 
That’s it for now, I’ll probably update the guide as i learn more and try out new stuff, as well as with your feedback. I just want to thank u/justgord for giving me the opportunity to share all of this with you guys!
 
 
Hola Reddit! Mi nombre es LinkToU, y u/justgord me comisionó para compartir con ustedes mi experiencia trabajando como freelancer en Venezuela.
He visto un montón de posts de gente pidiendo consejos para comenzar, cuáles son las mejores plataformas para recibir dinero, y cosas así, así que esos serán los temas que trataré en esta guía para principiantes.
Como dice el título, esta es una guía para personas que no tienen conocimiento de programación, sólo necesitarán un buen conocimiento de Inglés.
 
Recomiendo leer esta guía a través de google docs, ya que no estoy muy familiarizado con el formatting de reddit, y creo que esta versión es más fácil de leer: https://docs.google.com/document/d/13DNEyyF7F-fXjpA1AplGqQjVh0H_LWd0cCjoKdZzQm4/edit?usp=sharing
 
Versión en inglés: https://docs.google.com/document/d/1DotVUAtEAUXfgTAhDZtmylTzA4nImhoAGZCI-8XdKtM/edit?usp=sharing
 
Bueno, sin más que contar, comencemos.
 
¿Qué tipo de trabajo se puede encontrar?
Hay varios tipos de trabajos que puedes realizar sin tener ningún tipo de conocimiento específico, por ejemplo, “lead generation”, registro de data, transcripciones, escritor de artículos, o incluso asistente virtual. Podría seguir nombrando tipos de trabajo, pero lo mejor será que les diga algunos lugares para encontrar trabajo, y que ustedes decidan qué es lo mejor.
 
¿Dónde puedes encontrar trabajo?
He trabajado principalmente a través de dos sitios web, así que hablaré un poco de mi experience en cada uno de ellos.
 
 
Spare5 (https://app.spare5.com/) es el sitio web de “crowdworking” con el que comencé a trabajar, hace dos años. Básicamente, estarás revisando diferentes imágenes, anotando y delineando diferentes objetos para ayudar a entrenar inteligencia artificial a identificar dichos objetos.
Diría que lo más difícil, es comenzar en esta página, pero no es mucho más difícil que en el 2017, cuando yo comencé, así que aún es posible.
Lo primero que tendrás que hacer, será completar los tutoriales, que te darán acceso a algunos calificadores, que determinarán si estás listo o no para tareas pagas (asegúrate de comprender bien cada una de las tareas, antes de comenzar a hacerlas, ya que si no las haces bien, te las quitarán y te podrían banear permanentemente.)
El mínimo de pago es $1, pagado a través de PayPal, no hace falta tener una cuenta de PayPal verificada, y recibir fondos de esta página NO hará que tu cuenta de PayPal sea bloqueada.
Como dije antes, lo más difícil de esta página es comenzar, al principio las tareas serán escasas, así que asegúrate de hacerlas bien, ya que esa es la única manera de garantizar que te seguirán enviando tareas. Eventualmente, te darán tareas fijas, y tu panel principal se verá algo así https://imgur.com/a/TSUASME . El pago por cada tarea es bajo, pero lo importante es encontrar una cuál sea fácil y memorizar las instrucciones. Yo he hecho hasta $20 en un par de horas, con tareas fáciles que pagaban 0.2c cada una. Sólo hace falta práctica.
Últimamente no he trabajado en esta página, ya que la paga por las tareas ha disminuido, y sólo son más difíciles de hacer cada vez.
 
  • Ventajas de Spare5:
    • Tu pago está asegurado en esta página (A menos que te baneen por hacer las tareas mal), e incluso si tu cuenta de PayPal es bloqueada, puedes reembolsar el dinero que te hayan pagado a tu cuenta de Spare5 (Nunca lo he hecho, pero sé que se puede hacer, y el equipo de soporte de Spare5 también te asiste en esto.)
    • La cantidad de tareas que tienes disponibles se basa en tu desempeño en tareas previas del mismo tipo, así que si las haces bien, garantizas tener trabajo siempre que haya alguno disponible.
    • Hay algunas tareas que son fáciles de hacer, y pagan bien, he ganado hasta $50 en una noche solo con tareas que pagaban 0.2c cada una.
    • Tus ganancias en esta página no vienen solamente de las tareas, hay un sistema de referidos que te paga un 20% de los primeros $100 que cada uno de tus referidos gane, y ellos recibirán 10% más de sus primeros $100, sólamente por usar tu código de referido.
    • Una vez tengas suficiente experiencia en esta página, puede que el equipo de Spare5 se comunique contigo personalmente para que pruebes nuevas características que piensan añadir a la página principal, o simplemente para entrevistarte y pedirte tu opinión sobre ciertas cosas. En cualquiera de estos casos, te pagarían por tu tiempo, mucho más de lo que ganarías normalmente haciendo tareas. También existe una posición de moderador de los foros, en la cuál he escuchado que te pagan basado en la cantidad de personas que has ayudado, una vez tienes el rol de moderador.
  • Desventajas de Spare5:
    • Ya que hay un número limitado de tareas, habrá tiempos donde no habrá ninguna disponible, incluso si tienes una gran cantidad de experiencia en la página, hay ciertas épocas del año en las que simplemente no hay tareas disponibles (Usualmente, en Enero). Esto es lo que hizo que dejara esta página, y buscara una manera más consistente de generar ingresos.
    • Hay que leer un montón de instrucciones para completar cualquier tarea, y una vez termines de leerlas, puede que tengas que elegir otra diferente, debido a que la tarea que ibas a hacer ya no está disponible.
    • Estás sujeto a la revisión de otros usuarios, lo que significa que aunque completes la tarea perfectamente, si la persona que te revisa comete un error, serás castigado por eso. Incluso si tú revisas la tarea, la manera que ellos utilizan para determinar si una tarea está bien o mal, se basa en la media de los usuarios que la marcaron como correcta o incorrecta, así que si tu estás en la minoría, serás castigado por eso nuevamente.
  • Mis recomendaciones para Spare5
    • Tómate tu tiempo y lee cada una de las instrucciones. Si te banean por hacer las tareas mal, serás vetado permanentemente de este sitio web.
    • Si estás inseguro sobre qué hacer en un caso específico, pregúntale a la comunidad.
    • Si luego de leer las instrucciones, y pedirle consejo a la comunidad, sigues inseguro, omite la imagen.
    • No dudes en omitir las imágenes, no tiene ninguna consecuencia negativa, debes ver el botón de “Omitir”, como una herramienta cualquiera.
 
 
Lo siguiente, es Reddit, más específicamente, el subreddit donde encuentro usualmente trabajo de freelance es /slavelabour , dónde las personas publican cualquier tipo de trabajo que necesiten sea completado, junto con un método de pago, y una oferta, para encontrar a alguna persona dispuesta a hacerlo.
Esta opción es especialmente buena, ya que puedes encontrar muchos tipos de trabajo, dependiendo de tus cualificaciones. Yo he hecho mayormente trabajos de registro de data, pero hay muchas otras opciones fáciles para comenzar, sólo hay que estar pendiente de cuando puedan ser publicadas nuevas oportunidades.
Otros subreddits similares que frecuento pero no son tan activos como /slavelabour son: /Jobs4Bitcoins/ , /WorkOnline/ , /ForHire/ Sigan los mismos consejos que daré para /slavelabour , ya que estos funcionan de manera similar.
 
  • Ventajas del subreddit /slavelabour y otros similares.
    • Diversidad de trabajos dependiendo de tus habilidades.
    • Oportunidad de encontrar posiciones permanentes.
    • Puedes hablar directamente con la persona que está contratando y discutir el método de pago de tu preferencia.
    • Gran cantidad de oportunidades de trabajo.
    • Trabajos simples.
  • Desventajas del subreddit /slavelabour y otros similares
    • Debes cuidarte de posibles estafadores.
    • Se necesita un mínimo de actividad en tu cuenta de reddit para participar en estos subreddits.
    • Las pagas son bajas, por lo general.
    • Hay una gran demanda para cada oferta de trabajo, así que hay que ser rápido, y saber la mejor manera de venderse a sí mismo como candidato.
 
  • Mis recomendaciones para estos subreddits.
    • Si algo se ve demasiado bueno para ser verdad, probablemente lo sea.
    • Pide tu pago por adelantado, y construye una buena reputación en la comunidad.
    • Si piensas trabajar para alguien, revisa su perfil, y si algo se ve fuera de lugar, no arriesges perder tu tiempo y ser estafado.
 
 
Métodos de pago:
Ahora que saben cuáles son algunos buenos lugares para empezar a conseguir trabajo, les hablaré sobre cuáles son las mejores plataformas de pago para recibir dinero, y mantenerlo seguro. Hablaré sólo de los que he usado, como PayPal, Uphold, AirTM, y recientemente, Criptomonedas.
¿Dónde recibir tus pagos?
  • PayPal es la manera más fácil de recibir y enviar dinero, con comisiones aceptables, y también es la más fácil de comenzar a usar.
    Igualmente, tu dinero no está 100% seguro en PayPal, ya que tu cuenta podría ser limitada y tu saldo retenido hasta que puedas probar que no estás recibiendo fondos de ninguna actividad ilícita, o invirtiendo en alguna. Esto último es difícil de probar, ya que vender fondos de PayPal en Dólares(USD), a cambio de la moneda Venezolana (Bs), es ilegal.
    Si planeas usar PayPal, recomiendo que verifiques tu cuenta con una tarjeta de crédito bajo tu nombre. Usar una tarjeta de crédito virtual, va contra los TDS de PayPal, yo igualmente usé una (Y no he tenido ningún problema), ya que no hay muchas opciones en Venezuela, debido a que es prácticamente imposible conseguir una tarjeta de crédito
    • Ventajas de usar PayPal
      • Es fácil de comenzar a usar, y enviarecibir dinero también es fácil. Es el método de pago más usado para trabajos de freelance.
      • Cambiar dinero de tu cuenta de PayPal a la moneda de Venezuela es fácil, ya que los compradores son fáciles de encontrar.
      • Puedes reembolsar tu dinero en caso de que seas estafado al intentar vender tu saldo PayPal.
      • Hay ciertas páginas web, y métodos que garantizan tu seguridad y la de tu cuenta PayPal al realizar ventas de tu saldo PayPal.
      • Puedes retirar tu dinero de PayPal, a una cuenta bancaria en dólares (o dependiendo de la moneda) de algún país extranjero, con comisiones mínimas.
      • Puedes usar tu balance de PayPal para comprar en ciertos sitios web, como Wish, Ebay, u otros.
    • Desventajas de usar PayPal
      • Las comisiones son altas comparadas a otras plataformas de pago.
      • Debes verificar tu cuenta para proteger tu dinero, y algunos compradores sólo adquieren saldo de cuentas verificadas.
      • El servicio al cliente de PayPal no es muy útil, o comprensivo cuando intentas recuperar una cuenta limitada.
      • Puede que algunos estafadores intenten reembolsar el dinero que te enviaron luego de que terminas el trabajo, y tendrás que disputar su reembolso.
      • Existe la posibilidad de que tu cuenta sea límitada (aunque nunca me ha sucedido).
    • Mis recomendaciones para usar PayPal
      • Primero que nada, verifica tu cuenta, esto hará las cosas mucho más fáciles para tí, y podrás usar tu balance de PayPal para comprar en eStores.
      • No envíes ni recibas pequeñas cantidades de dinero de otras personas, yo personalmente evito recibir cantidades menores a $5, y no acepto ninguna cantidad menor a $1.
      • Realiza tus cambios sólo con personas en las que confíes, busca referencias de personas que conozcas, y no confíes en extraños. Tener un comprador fijo es la mejor manera de mantener tu dinero seguro, aunque no siempre ofrecen el mejor precio.
      • Evita los reembolsos y las disputas, ya que eso atraerá atención no deseada a tu cuenta de PayPal. Es mejor perder $10 por un estafador, que todo el saldo de tu cuenta por un bloqueo.
 
 
  • Uphold es otra plataforma similar a paypal, con comisiones similares.
    El punto a favor de esta plataforma, es que puedes intercambiar tus fondos de USD, a muchas otras criptomonedas, u otra moneda extranjera, al costo de una comisión relativamente pequeña.
    No he usado mucho este método, lo utilizaba principalmente por la función de crear una tarjeta de crédito virtual, pero esta está temporalmente desactivada.
    • Ventajas de usar Uphold
      • Puedes intercambiar tu saldo de USD a otra moneda, o incluso criptomonedas, fácilmente.
      • En el futuro, es posible que vuelva la función de crear una tarjeta de crédito virtual.
      • No tiene el problema de limitación de PayPal.
      • No es difícil de usar.
      • Las comisiones no son muy altas.
      • Aunque no muchas personas usen Uphold, puedes recibir pagos en criptomonedas aquí.
    • Desventajas de usar Uphold
      • En mi experiencia, las transacciones con criptomonedas tardan horas en ser confirmadas.
      • Configurar tu cuenta para comenzar a utilizar Uphold no es tan fácil como en otras opciones.
 
 
  • AirTM es una billetera electrónica donde puedes guardar tu dinero, e intercambiarlo a otras monedas, o incluso comprar monedas extranjeras con tu moneda local, todo en la misma plataforma.
    No he utilizado mucho esta plataforma, debido a que las comisiones son ridículamente altas, pero siempre la he visto como una especie de plan de contingencia, en caso de que necesite dinero, y no haya ninguna otra opción disponible.
    • Ventajas de usar AirTM
      • Puedes recibir dinero, y encontrar compradores en una misma plataforma.
      • Tiene todas las herramientas necesarias para cambiar tu dinero 100% seguro.
      • Es la opción más fácil en términos de pasar de recibir dinero a cambiarlo a otras monedas.
    • Desventajas de usar AirTM:
      • Las comisione son extremadamente altas.
      • No es tan fácil configurar tu cuenta, y tomará algo de tiempo acostumbrarte a usar esta plataforma.
      • Pide un montón de cosas para verificar tu identidad.
      • El gobierno de Venezuela ha bloqueado previamente esta plataforma, y dijo estar “buscando a todos los delincuentes vinculados a esta página criminal”.
 
 
  • Finalmente, Criptomonedas, empecé a usar este método de pago recientemente, pero hasta ahora, es mi favorito, y probablemente sea el que utilice de ahora en adelante para recibir mis pagos, ya que es fácil de configurar, y en mi opinión, la mejor forma de recibir pagos, ya que cuenta con las comisiones más bajas por transacción, mantiene tu identidad segura, y el ratio de intercambio de criptomoneda a moneda venezolana es bueno.
    Diría que no hay ninguna desventaja a recibir tus pagos en criptomonedas, ya que incluso si te preocupa que el precio de la criptomoneda baje, puedes usar un sitio web de algún tercero para cambiar tus criptomonedas a cualquier otra plataforma de tu preferencia, a un buen precio.
    Las criptomonedas que he utilizado son Bitcoin Cash (BCH), Bitcoin (BTC) y Ethereum (ETH), todas las transacciones que he realizado no han tardado más de 30 minutos en completarse, con la excepción de cuando usé SideshiftAI para cambiar mi saldo BCH a BTC, y aún en ese caso, tardó cerca de una hora.
    Crear una billetera es fácil, igualmente, aquí hay una guía para comenzar en BTC y BCH. https://bitcoin.org/es/como-empezar
    Otro punto en el favor de las criptomonedas, es que algunas tiendas en Venezuela han comenzado a aceptar estas como método de pago, hay una app en la Google Play Store llamada “CryptoLugaresVE” Con una lista de lugares que aceptan criptomonedas como forma de pago.
    • Ventajas de Usar Criptomonedas:
      • Las comisiones son extremadamente bajas
      • Anónimo.
      • Buen ratio de cambio a otras monedas.
      • Fácil de usar
      • Puedes ganar dinero potencialmente, si la criptomoneda que usas aumenta en precio.
      • Puedes usarla como método de pago en muchas tiendas virtuales, y algunas tiendas de Venezuela.
      • No es posible reembolsar pagos que te hayan enviado.
    • Desventajas de usar Criptomonedas
      • Puedes perder dinero si la criptomoneda que usas pierde valor.
      • No puedes reembolsar tus pagos.
      • Las transacciones pueden tardar un montón de tiempo en completarse.
      • Debido a la volatilidad del precio de las criptomonedas, no es buena opción para guardar tus ahorros.
    • Mis recomendaciones para usar Criptomonedas
      • No guardes dinero que no puedes perder en criptomonedas, así, si el precio baja, no perderás mucho.
      • Intercambia tus criptomonedas sólo con compradores confiables, o utiliza algún sitio web de terceros que asegure tu dinero.
      • Cambia la dirección de tu billetera luego de cada transacción.
 
 
Por último, hablaré sobre un par de sitios web donde pueden intercambiar dinero de dólares, a la moneda local venezolana. Aparte de estos, existen otros sitios webs de confianza, y siempre está la posibilidad de encontrar una persona de confianza para realizar todos sus cambios de USD - Bs.
 
  • ¿Dónde puedo cambiar mis ganancias de forma segura a la moneda local de Venezuela?
    • Appbb (https://www.appbb.co/) es una tienda virtual que también compra saldo de diferentes plataformas (Payoneer, Uphold, Paypal, Criptos, etc.), y aunque no tienen las mejores tasas, son una opción confiable, segura y buena.
      Lo malo de esta página es que tienen una cantidad limitada de cupos por día, así que tendrán que esperar a que la tienda abra cada día, y agarrar su cupo rápidamente.
      No he usado esta tienda en algún tiempo, sé que han cambiado un par de cosas y ya no estoy tan seguro de cómo funciona, pero pueden escribir directamente a su página de facebook y su equipo de soporte siempre está atento allí.
    • Localbitcoins (https://localbitcoins.com/) es un sitio web de intercambios donde puedes vender o comprar bitcoins de diferentes usuarios de forma segura. Este sitio web solo funciona para vender Bitcoins, pero es posible comprar bitcoins con dinero de cualquier otra plataforma, con una buena tasa, para luego venderlos.
    • Foro-Ptc (https://www.foro-ptc.com/) es un foro dedicado a generar ganancias online, hay muchos recursos interesantes aquí que les recomiendo lean, pero más importante, hay una sección completa dedicada a la venta y compra de dólares por la moneda local.
      Hace falta una cuenta con 30 días de antigüedad, y algunos posts antes de poder enviar mensajes privados a cualquier persona, pero hay algunos vendedores designados a quienes podrás enviar mensajes sin importar la antigüedad de tu cuenta, con quienes podrás hacer intercambios sin tener que esperar.
 
 
Eso es todo por ahora, probablemente siga actualizando la guía mediante vaya aprendiendo nuevas cosas, o con sus recomendaciones. Sólo quiero agradecerle a u/Justgord por darme la oportunidad para compartir todo esto con ustedes!
submitted by LinkToU to vzla [link] [comments]


2018.11.07 15:44 Andresousatavares “A Tributação na Venda de Quotas / Ações em IRS”

“A Tributação na Venda de Quotas / Ações em IRS”
https://preview.redd.it/adj007t07xw11.jpg?width=1000&format=pjpg&auto=webp&s=b1545d3b0c2a1efd8af35bde8976c9fabafd7905

1 - A venda de quotas de ações é suscetível de originar mais-valias tributáveis em IRS?
Nos termos do artº 10º do código do IRS, constituem mais-valias os ganhos obtidos que, não sendo considerados rendimentos empresariais e profissionais, de capitais ou prediais, resultem, nomeadamente, da alienação onerosa de partes sociais e de outros valores mobiliários.
Tal ganho, sujeito a IRS, é constituído pela diferença entre o valor de realização e o valor de aquisição, líquidos da parte qualificada como rendimento de capitais.
2 - A determinação da mais-valia fiscal
Para determinação da mais-valia fiscal, o valor de aquisição de partes sociais é corrigido pela aplicação de coeficientes para o efeito, aprovados por portaria do membro do Governo responsável pela área das Finanças, sempre que tenham decorrido mais de 24 meses entre a data da aquisição e a data da alienação ou afetação.
O valor dos rendimentos qualificados como mais-valias é o correspondente ao saldo apurado entre as mais-valias e as menos-valias realizadas no mesmo ano, determinadas nos termos dos artigos seguintes.

3 – Tributação das mais-valias
As mais-valias na alienação de partes de capital são tributadas a uma taxa autónoma de 28%, ao abrigo do artigo 72.º, n.º 1, do Código do IRS, com a opção pelo englobamento.
As mais-valias (ou menos-valias) por pessoas singulares são sempre de declarar no Anexo G ao modelo 3 de IRS.
Importa referir que antes da entrada em vigor do código do IRS, as mais-valias obtidas com a venda de partes sociais não eram tributadas.
Assim a alienação onerosa de partes sociais (quotas e ações) e outros valores mobiliários, cuja titularidade o alienante tenha adquirido antes de 1 de Janeiro de 1989, não estão sujeitas a IRS e portanto não são tributadas.
Contudo, tais operações devem ser declaradas no anexo G1 da modelo 3 de IRS.

4 – Mais valias referente a quotas ou ações vendidas respeitarem a micro e pequenas empresas não cotadas nos mercados
Refere o n.º 3 do artigo 43.º do CIRS, que as mais-valias referentes a partes de capital serão tributadas em apenas 50% do seu valor, se relativas a micro e pequenas empresas não cotadas nos mercados regulamentado ou não regulamentado da bolsa de valores. O n.º 4 do mesmo artigo, esclarece que se entendem por micro e pequenas empresas as entidades definidas, nos termos do anexo ao Decreto-Lei n.º 372/2007, de 6 de novembro.
Esta qualificação comprova-se por certificado emitido pelo IAPMEI ou por qualquer outro meio de prova de que à data da alienação preenchia os requisitos para a qualificação.

5 – O valor de transação de partes de capital (quotas, ações...)
O valor de transação de partes de capital (quotas, ações...) é livremente acordado entre vendedor e comprador. O preço acordado pode ser ao valor nominal, acima do valor nominal ou abaixo do valor nominal.
Quando o valor da transação é abaixo do valor nominal, resultando numa menos-valia que o sócio que vende é porque a sociedade está em perda, pré-insolvência ou, no geral com dificuldades económicas e/ou financeiras.
De acordo com o artigo 52.º do Código do IRS, quando a Autoridade Tributária e Aduaneira considere fundadamente que possa existir divergência entre o valor declarado e o valor real da transmissão, tem a faculdade de proceder à respetiva determinação.
De acordo com o n.º 3 desta norma, quando se trate de quotas, presume-se que o valor de alienação é o que àquelas corresponda, apurado com base no último balanço.

6 – Prestações suplementares de capital
Do ponto de vista legal e fiscal, não é obrigatório que, numa venda de quotas, seja também transmitido o direito à (eventual) restituição das prestações suplementares de capital. Essa questão é acordada entre as partes.
A cessão de quotas implica o direito aos transitados (e reservas!) da sociedade se não forem, previamente, distribuídos aos sócios cedentes. Aliás, quando uma sociedade que tem resultados transitados positivos e é objeto de cessão de quotas, normalmente, o preço acordado reflete precisamente esse facto.
Existindo a transmissão do direito às prestações suplementares, deve tal facto ser especificado no contrato, nomeadamente, o valor acordado para essa transmissão, mas sublinhamos, esta matéria é tratada pelos advogados das partes.
submitted by Andresousatavares to u/Andresousatavares [link] [comments]


2018.05.13 03:15 insidemilarepascave In PORTUGAL CARALHO the parolo is king

Pessoal, vejam se percebem que escrever "PORTUGAL CARALHO" em todo o desvão da internet em que vagamente se refere alguma coisa portuguesa é de uma parolice de bradar aos céus. Todo este espetáculo da Eurovisão foi um "PORTUGAL CARALHO" em versão Mega. Sim, organizámos um bom espetáculo, sim temos bons cantores e boa música, sim temos um país lindo com paisagens lindas... já percebemos. Mas não precisamos de provar nada a ninguém, não precisamos de aproveitar cada nesgazinha de oportunidade para nos vendermos e dizermos que somos os maiores. Vocês por acaso veem as grandes nações do mundo, que nós, os parolos que secretamente as continuam a invejar e a odiar, a fazerem o mesmo? Epa, se lhes querem chegar aos calcanhares, calados são poetas. Larguem lá o complexo de inferioridade secular que já mete dó. Parecemos aquele filho totó que aos 40 anos ainda passa os dias a tentar provar ao pai que tem valor. Epa, emancipem-se! Arredem as parolices! Portugal basta, não é preciso mais nada caralho. Sejam portugueses, ponto final, e deixem-se de merdas.
EDIT (mais umas reflexões, com fontes): Se nós realmente confiássemos no nosso legado, não precisámos de passar a vida a aparecer e a gritar, que nem uns azeiteiros, "PORTUGAL CARALHO". Ao contrário do que possa ter passado, eu não acho que devamos ser como nenhuma nação; aliás, dispenso o chauvinismo de alguns países que vocês referiram. Podemos apenas ser nós mesmos, por favor? Quando gritamos "PORTUGAL CARALHO" só perpetuamos o complexo de inferioridade; parecemos aquele puto entre os crescidos, de dedo no ar e aos pulinhos, a gritar: "hey hey, eu também existo, escolham-me a mim!" Psicologicamente, Portugal é aquele gajo inseguro do grupo de amigos que passa a vida a dizer que foi viajar para um paraíso tropical, que agora tem uma namorada boa comó milho, que respondeu ao chefe e que agora é o maior lá na empresa. Epa, vocês querem mesmo ser esse cromo? Reparem, independentemente de quererem que Portugal seja um país culto, qualificado e evoluído ou quererem que Portugal seja o país das gajas e do vinho verde, gritarem "PORTUGAL CARALHO" não traz nada de bom. Assumam-se lá como quiserem, mas fechem a boca. Eu sei que vocês acham que eu sou um snob. Sim, das duas opções referidas eu prefiro a primeira. Só recentemente é que Portugal atingiu valores de alfabetização que alguns países do centro-norte da Europa já tinham no final do século XIX; continuamos a ser o país da União Europeia com a maior taxa de pessoas sem escolarização secundária; segundo um relatório recente do Eurobarómetro, Portugal está, de entre todos os países da Europa, nos últimos 2/3 lugares no que toca a hábitos de leitura e participação em eventos culturais. Eu queria mais para Portugal - se vocês acham que isso é snobismo, tudo bem. Mas deixem-me dizer que, como todos os outros, também exultei com o Salvador Sobral e também fui para a rua gritar quando fomos campeões europeus, especialmente tendo em conta que marcamos um golo na casa dos francius. Fiquei muito feliz, e não acho isso nada parolo, apesar da parte final da frase passada denotar um bocado de parolice tuga - no fundo, é inevitável; está um bocado entranhado em todos nós, são muitas décadas de condicionamento. Concluindo: aquilo que eu desejo para Portugal, para qualquer nação, na verdade, é que tenha brio, se empenhe, se cultive e queira partilhar e aprender com os outros. O resto é parolice. Deixem-se de merdas.
submitted by insidemilarepascave to portugal [link] [comments]


2017.08.15 23:53 feedreddit Longe de Charlottesville, São Paulo também celebra o “lado errado da história”

Longe de Charlottesville, São Paulo também celebra o “lado errado da história”
by Ana Maria Gonçalves via The Intercept
URL: http://ift.tt/2fIROpp
A manifestação neonazista e o atentado ocorridos na semana passada em Charlottesville giram em torno da disputa simbólica da herança representada pelos monumentos confederados. A cidade da Virgínia, seguindo o exemplo de algumas outras cidades do sul dos Estados Unidos, pretende remover a estátua do general Robert E. Lee, e os supremacistas brancos estavam por lá para defendê-la.
Lee foi o militar que comandou o exército da Virgínia contra a União, numa guerra separatista que queria manter a escravidão no Sul do país. A discussão tomou fôlego em 2015, depois que um supremacista branco matou nove pessoas negras em um atentado a uma igreja em Charleston, na Carolina do Sul. A cidade de New Orleans, por exemplo, comemorou, em maio passado, a remoção do último dos quatro monumentos confederados, exatamente uma estátua do general Lee.
O prefeito Mitch Landrieu, que é branco, reconheceu que tais monumentos celebram a supremacia branca, e disse que tal ato poderia fazer com que o estado da Louisiana finalmente começasse a se curar [dos males da escravidão], pois “não é bom continuar reverenciando uma falsa versão da história e colocar a Confederação em um pedestal”, completando que há que se reconhecer que os confederados estavam no lado errado da história.
“Não é bom continuar reverenciando uma falsa versão da história e colocar a Confederação em um pedestal”Por “lado errado da história”, por mais que se tente amenizar ou mesmo mascarar a intenção dos estados do sul durante a Guerra da Secessão, deve-se entender:o lado que defendia a manutenção de uma economia baseada na escravidão.
Não é apenas nos Estados Unidos que o “lado errado da história” é celebrado e mascarado. Aqui no Brasil, em Santa Bárbara D´Oeste (SP), há mais de 30 anos acontece a Festa Confederada. Com patrocínio estatal e incluída no calendário oficial do Estado de São Paulo, a festa, segundo os organizadores, foi organizada para “manter viva a memória dos nossos ancestrais” – ou seja, os confederados que, depois de derrotados nos sul dos Estados Unidos, vieram procurar abrigo no Brasil, onde ainda havia escravidão.
A história desses ancestrais e de como chegaram a esta região do estado de São Paulo pode ser lida no livro “Brazil: the Home for Southerners” (“Brasil, lar dos sulistas”, em tradução livre), do reverendo Ballard S. Dunn. Na festa dos descendentes dos confederados brasileiros, assim como nas casas e nas manifestações dos supremacistas estadunidenses, a bandeira confederada está em todos os lugares: nas roupas, na decoração, nos uniformes, pintada no palco onde acontecem shows e apresentações.

O contexto dessa imigração

Um dos grandes problemas deixados por séculos de escravidão foi o que fazer com o enorme contingente de negros libertos ou libertados, que nunca seriam totalmente integrados à sociedade. Aos olhos dos ex-senhores e das autoridades, representavam tanto uma ameaça à ordem pública, em locais onde eram muito numerosos, como uma ameaça à composição étnica, por serem considerados inferiores.
Os Estados Unidos fundaram uma colônia na África (Libéria), para onde enviaram todos os negros que se dispunham a deixar o país, com todas as despesas pagas. A ideia de uma colônia de negros norte-americanos no Brasil, mais especificamente na região amazônica, também era bastante atraente, por ser mais perto e por acreditarem que tínhamos aqui um modelo de sociedade menos racista.
O governo brasileiro chegou a ser consultado em algumas ocasiões, abortando a ideia porque, na época, mesmo antes da Abolição por aqui, já se pensava em um processo de branqueamento da população. Havia leis que proibiam a entrada de africanos livres no país e, ainda em 1945, imigrantes deveriam ser selecionados de acordo com a “necessidade de preservar e desenvolver, na composição étnica da população, as características mais convenientes de sua ascendência européia.” A política de incentivos para atrair imigrantes europeus brancos acabou atraindo também os brancos norte-americanos.
Descendentes de sulistas americanos na Festa Confederada de 2017
Reprodução: Festa Confederada / Facebook
Com o fim da Guerra Civil, alguns sulistas brancos escravocratas se sentiram humilhados com a derrota imposta pelo norte abolicionista, acreditando que não havia mais condições de permanecerem no país. Na década de 1860, o reverendo Ballard S. Dunn fez uma longa expedição pelo Brasil e acabou escolhendo, com o aval do Imperador, uma região no interior do estado de São Paulo. Mudando-se para lá junto com várias famílias, fundou os povoamentos que dariam origem às cidades de Americana e Santa Bárbara D´Oeste. A ligação com o passado é tão forte que até 1998, o brasão de Americana ainda fazia alusões à bandeira confederada.
Nenhum problema que os descendentes de confederados brasileiros queiram continuar reverenciando seus antepassados, mas que o façam com a verdade, em respeito à História e aos descendentes de escravizados.Os descendentes dos confederados de Santa Bárbara D´Oeste, representados por uma associação chamada Fraternidade Descendência Americana, soltaram uma nota condenando e lamentando o atentado em Charlottesville. A nota contém trechos de uma mesma nota emitida em 2015, quando do atentado na igreja de Charleston, como podemos ver reportagem, e pode ser lida na íntegra aqui , mas da qual destaco:
“A Fraternidade Descendência Americana representa milhares de descendentes de imigrantes Americanos que escolheram o Brasil como novo lar após sofrerem os horrores da guerra da secessão. Este conflito resolveu todas as divergências filosóficas, políticas, econômicas e sociais, onde o lado vencedor ditou as regras para todos daquele país, cujos efeitos refletem no atual sistema de vida dos Norte Americanos. Nossos ancestrais encontraram no Brasil o abraço acolhedor e a paz para recomeçarem suas vidas, sendo seus descendentes os maiores demonstradores da integração entre raças e povos frutos dos casamentos inter-raciais que ocorrem desde das primeiras gerações de descendentes.”
E:
“Aproveitamos para ressaltar que o General Robert E. Lee é considerado um dos melhores generais da história dos EUA e que ele não possuía escravos e entendia que a escravidão era um grande mal. Ele liderou as tropas confederadas na sua luta pela independência. Desta forma, o General Robert E. Lee não representa os grupos extremistas de direita estadunidense.”
Há tantos problemas nestes dois parágrafos acima que fica difícil começar, mas vou me ater ao que se refere ao general Lee. Nenhum problema que os descendentes de confederados brasileiros queiram continuar reverenciando seus antepassados, mas que o façam com a verdade, em respeito à História e aos descendentes de escravizados.
A bandeira dos Confederados é hasteada para a festa no interior de São Paulo.
Divulgação: Festa dos Confederados / Facebook
“Informações sobre a vida de Lee foram editadas para apresentá-lo sob uma luz favorável, começando imediatamente após sua morte – até mesmo no Norte”, diz este artigo, que ainda traz a seguinte declaração do ex-escravo, escritor e abolicionista Frederick Douglass: “Dificilmente podemos pegar um jornal que não esteja cheio de bajulações nauseantes” acerca de Lee, sobre quem “parece que o soldado que mais matou homens em batalhas, até mesmo por má causa, é o maior dos cristãos, qualificado por um lugar no paraíso.”
O artigo também dá conta de que Lee teve escravos sim, ao contrário do que muitos tentam negar: “Lee possuía escravos próprios antes da Guerra Civil, até 1852 [sua esposa continuou possuindo depois disto], e considerou comprar mais depois desta data, de acordo do a biografia escrita por Elizabeth Brown Pryor, que se baseia nas correspondências de Lee.” Em carta para a esposa, o general diz o que acha da escravidão: “A escravidão, como instituição, é um mal moral e político em qualquer país”.
A Guerra Civil foi, sim, uma luta pela manutenção da escravidãoDeve ser daqui que a Fraternidade Descendência Americana tirou a declaração sobre Lee, esquecendo-se, no entanto, do que complementa essa sua declaração. Lee afirma que a escravidão era pior para os brancos do que para os negros, e que era necessário que os negros a suportassem, para que fossem civilizados:
“A dolorosa disciplina pela qual estão passando é para a instrução de sua raça… Por quanto tempo esta instituição será necessária é sabido e ordenado por uma sábia Providência Misericordiosa.”
Ou seja: só Deus sabia, e não cabia aos homens libertá-los. Aqui se confirma o argumento de que a Guerra Civil foi, sim, uma luta pela manutenção da escravidão, na qual a religião foi forte componente. O que pode ser confirmado neste artigo, que a coloca no centro das declarações dos vários estados confederados.
Ou seja, naquele tempo e agora, os símbolos confederados, como a bandeira e as estátuas do general Lee, representam um ideal defendido tanto por Trump quanto pelos supremacistas brancos: a américa para os americanos – e apenas os brancos protestantes. Os mesmos que migraram para o Brasil e deram origem às cidades de Americana e Santa Bárbara D`Oeste. Que seus descendentes queiram honrar sua memória é completamente entendível, mas que também assumam a verdade histórica da herança que trouxeram com eles.
Foto em destaque: Polícia protege estátua em Charlottesville, no último sábado, dia 12. Michael Nigro/ AP
The post Longe de Charlottesville, São Paulo também celebra o “lado errado da história” appeared first on The Intercept.
submitted by feedreddit to arableaks [link] [comments]


CHEGOU A DATA DE LANÇAMENTO DOS ÚLTIMOS EPISÓDIOS DE HENRY ... Power BI (desktop) - Acumulado últimos 12 meses - YouTube Power BI Tips - Como encontrar a data mais recente (última ... PES 2016 PARCHE  Traspasos, Nuevas licencias, Faces, Kits ... FOGÓN Y MUCHA DATA CON FABI CANTILO - YouTube ULTIMO - PIANETI - YouTube

  1. CHEGOU A DATA DE LANÇAMENTO DOS ÚLTIMOS EPISÓDIOS DE HENRY ...
  2. Power BI (desktop) - Acumulado últimos 12 meses - YouTube
  3. Power BI Tips - Como encontrar a data mais recente (última ...
  4. PES 2016 PARCHE Traspasos, Nuevas licencias, Faces, Kits ...
  5. FOGÓN Y MUCHA DATA CON FABI CANTILO - YouTube
  6. ULTIMO - PIANETI - YouTube

Ultimo - Pianeti Ascolta-Scarica il disco : https://lnk.to/Pianeti Copia autografata : http://honiro.bigcartel.com/ musica e testo di Ultimo produzione music... Em 1 minuto aprenda a encontrar a data mais recente de um lançamento (movimentação do produto no estoque), ainda que existam vários lançamento em sua base de... Nessa vídeo aula você vai aprender a realizar o calculo acumulado dos últimos 12 meses no Power BI. Em apenas 8 minutos o professor Ruy vai te apresentar dua... ULTIMOS CARTUCHOS, CON MIGUE GRANADOS Y MARTIN GARABAL. LUNES A VIERNES DE 13 A 16, POR VORTERIX Grabado en los estudios de VORTERIX, Buenos Aires, Argentina... Toda la información sobre el nuevo parche DATA PACK 1.0 para PES 2016 que contendrá todos los traspasos y fichajes que se han producido en los últimos meses,... Veja a data de lançamento dos últimos episódios de Henry Danger!!!! Sejam bem-vindos ao canal Fala Nerds Aqui você vai encontrar vários vídeos de animes, des...